quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Alô alô, Recife: Entrevista no portal Flores no ar

"Precisamos recuperar a autonomia relativa à saúde fundamental – comer bem, dormir bem, fazer exercícios, respirar um ar puro, beber uma água limpa, ter relações sinceras com os outros". 

ler a entrevista de Luciana Rabelo

16 comentários:

  1. Sonia, muito bonito isso que vc escreveu, sobre a saúde fundamental. :) É sempre um prazer entrar aqui.

    ResponderExcluir
  2. E falando nisso, faltou dizer "trabalhar com prazer", Isabel - somos duas! Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Sônia.

    Desculpa o comentário totalmente off topic, mas fiz uma rápida busca em seu site por posts falando da eterna discussão "margarina vs manteiga" e não encontrei. Adoraria saber sua opinião a respeito. O assunto voltou à tona em minha casa hoje depois que um amigo viu na TV uma matéria sobre, entre outras coisas, os "benefícios da margarina para o coração". Como isso contradiz muuuito o que tenho aprendido sobre a margarina em textos da chamada nutrição funcional (bani a margarina de minha casa), pensei em perguntar sua opinião sobre o assunto. Estou explorando muito? :-) Desculpas, mais uma vez.

    Um abraço,
    Rita

    ResponderExcluir
  4. Oi, Rita, você não encontrou porque a palavra margarina não faz parte do meu vocabulário ;-)

    Gorduras vegetais processadas, de modo geral, são muito ruins. Hidrogenadas, pior ainda. Já está provado há muitos anos que as gorduras animais são melhores e que foi um golpe da indústria de alimentos "provar" o contrário.

    Por outro lado, a manteiga pode não ser tão boa devido à forma industrial de aumentar a produção do leite, usando até hormônios recombinantes (Hr). Eu prefiro os óleos vegetais extraídos a frio, como o extravirgem de oliva e o virgem de coco, que substituem a manteiga muito bem. Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Obrigada, Sonia!

    Ri com o primeiro parágrafo de sua resposta, hehe. ;-)

    Beijão,
    Rita

    ResponderExcluir
  6. Ola, Sonia. Adoro seu blog e ultimamente tenho feito umas pesquisas para problemas no figado. Moro em Sao Paulo e gostaria de uma indica'cao de medico que trabalhe nessa linha dos parasitas e tals. Voce tem alguma boa indicacao???
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Jana, tenho uma boa indicação mas não é de médico, é de terapeuta holístico que usa medicina vibracional: veja em www.jaimebruning.com.br . Tenho excelentes retornos sobre o trabalho dele e gosto muito dessa linha de diagnóstico, que descobre os parasitas onde estiverem, nào somente nas fezes. Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Olá Sonia,

    Acho que você poderia preparar uns dias de palestra mais detalhada do Manual do Herói aqui no Rio no ano que vem!! Ia ser o máximo!!

    Bjs, Denise.

    ResponderExcluir
  9. Oi Sônia, gostei muita da entrevista e das coisas que escreve e da maneira como são ditas. Curiosamente li um pequeno comentário no meio da tua entrevista relacionando ataques de ciumes e alimentação inadequada - e nesta semana atendi varias pessoas - sou psicóloga - em relacionamentos extremamente comprometidos por conta do ciumes. Gostaria de pedir que pudesse escrever um pouco mais sobre isso.
    Beijos, Ale

    ResponderExcluir
  10. Oi, Denise, vamos programar isso sim. E também um curso Deixa Sair, que rolou muito bem no Recife. Lá por abril ou maio, que tal? Você estará na terra? Abração!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Alessandra, vou responder com outra sugestão: já leu o Manual do herói? Acho que ampliaria a sua compreensão do tema de uma forma bem estruturada, pois o ataque de ciúmes é apenas um exemplo de desequilíbrio emocional na perspectiva dos Cinco Sabores. Veja mais em www.correcotia.com/heroi . Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Ah, e ainda tem o Quadrado Mágico, que poderia ser uma ferramenta interessante para pensar as pessoas ciumentas...

    ResponderExcluir
  13. Oi Sonia,
    Vou em todos que você programar por aqui!! Pode inventar muitos outros...Não sei ao certo se estarei aqui..Tô meio perdida com o ano que vem ainda...
    Você não imagina como estou feliz lendo o livro que você me recomendou da Christiane Northrup!!

    Bjs. Denise.

    ResponderExcluir
  14. Uai, Denise, como vou marcar as leituras de Manual do herói - e os capítulos do Paul Pitchford - sem saber quando você estará no Rio? Deixo a bola com você: quando se orientar, me avisa? Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olá, Sônia.
    Também vou frazer uma questão bem off do tópico...

    Eu sou a Luiza, tenho 21 anos e sou ovo-lacto-vegetariana. Há um mês saí de viagem pela América do Sul (ainda estou no RS) e pretendo ficar quase um ano fora. Meu orçamento é curto (sou malabarista) e fico meio que à mercê do que aparecer - o que já me mostrou ser bem perigoso. Minha TPM está terrível, meu intestino está prendendo frequentemente, estou com uma fadiga bem chata e dia após dia tenho me controlado pra não cair de cara numa caixa de Sonho de Valsa. Fora as brigas frequentes com o namorado e a apatia sexual. Eu estou recorrendo à Carqueja e à Espinheira Santa pra minha barriga parar de doer.
    Em São Paulo eu me alimentava bem - cereias integraqis, variedade de folhas e verduras, variedade de feijões e a parte doce deixava para as frutas.
    Mas agora o café da manhã que tenho é aquele clássico pão de padaria, margarina e queijo....

    Gostaria de saber quais suplementos e quais cuidados seriam legais eu estar tomando nessa viagem, para que problemas chatos como esses que estou passando fossem raros.

    Gratidão!!!
    Luiza

    PS: Seus livros Manual do Herói, Deixa Sair e Só Para Mulheres viajam comigo =)

    ResponderExcluir
  16. Oi, Luiza, não sei o que dizer a alguém que está se alimentando mal conscientemente. Indico bons hábitos alimentares, não suplementos e cuidados, porque nenhum pode dar conta do estrago causado por pão branco, queijo e margarina no café-da-manhã. Penso que tudo é questão de escolha, e que se a vida que você escolheu não lhe dá condições de sobreviver a ela, não serve. Mas também sei que esses perrengues são comuns quando a gente é jovem e está em busca de significados, experimentando limites.

    Acho que você já tem a ajuda possível nos livros que andam com você. Um abraço!

    ResponderExcluir