quinta-feira, 19 de abril de 2012

Limpeza de fígado e vesícula: Fui à luta

domingo, 31 de julho de 2011 / post original

Dieta da maçã: Limpeza de fígado e vesícula biliar

One apple a day keeps the doctor away, diz um velho ditado, que até onde sei está muito certo: basta saber a hora de comer a maçã nossa de cada dia. No intervalo entre almoço e jantar, por exemplo, faz uma faxina e tanto no tubo digestivo. Tanto pela pectina, fibra que varre as sujeirinhas com doçura, quanto por ter propriedades microbicidas e ativar o trânsito intestinal.

No livro Healing with whole foods, o mestre Paul Pitchford afirma que se pode livrar rapidamente a vesícula biliar de pedras e sedimentos, limpando também os excessos do fígado, em apenas um dia.
Assim: desde a manhã, comer somente maçãs, pelo menos quatro ou cinco, se possível do tipo verde - embora todas elas ajudem a amaciar as pedras. Pode beber água, chá de ervas e suco de maçã orgânico. À noite, antes de dormir, amornar 2/3 de um copo de azeite de oliva extravirgem e completar com sumo fresco de limão. Beber a mistura devagar, pode ser de canudinho, e deitar imediatamente, do lado direito, com a perna direita dobrada. Pela manhã as pedras devem sair nas fezes.

Pitchford diz que milhares de cirurgias de vesícula foram evitadas com este método; recomenda que haja supervisão de um profissional de saúde experiente, não sei exatamente por que, já que os procedimentos são simples, mas também nunca fiz.

Uma variação mais suave, ainda no livro dele: de manhã, em jejum, tomar duas colheres/sopa de azeite de oliva extravirgem seguidas por duas de sumo de limão, cinco dias seguidos.

5a, 19 de abril de 2012: Depoimento pessoal sobre a limpeza

Meninas e meninos, eu fiz. Um dia inteiro de maçãs ácidas, 6 ao todo, as primeiras 3 mastigando e as últimas batidas com água, sempre com casca. Foi um dia à parte. Já vinha vegetariana desde a semana anterior, para ajudar, e comendo só maçã comecei a sentir frio e certa moleza. Mental, principalmente. Considerei que era um período de retiro; meditei, contemplei, falei pouco. A fome foi braba até a 4a maçã, já em suco, aí se acalmou. Dormi um pouquinho à tarde porque estava com muito frio. Passei a aquecer a água antes de bater as 2 últimas maçãs e foi muito bom.

Às 10 da noite me aprontei para dormir e fiz a mistura de azeite amornado com sumo de limão. Não gostei, e acho que o Pitchford não deve ter experimentado assim, porque o óleo normalmente já sobe, quente subiu muito mais: impossível misturar direito com o limão, mesmo mexendo com a colher antes de beber. Susana Ayres, quando fez, misturou tudo frio e tomou numa boa os 150ml. Pra mim ficou um saldo de limão puro no fundo da xícara que acabei engolindo, porque sou obsessiva, mas ninguém é perfeito. O resultado foi um certo enjôo; fiquei engolindo saliva pra ver se descia.

Deitei do lado direito e encolhi a perna de baixo. Depois virei de barriga para cima, que o Andreas Moritz diz que é bom. E assim, de lado e de costas, aos poucos adormeci. Sentindo que algo no fígado acontecia.

Cada um tem um jeito diferente de aplicar essa limpeza. A Hulda Clark nem menciona maçãs, mas vai fundo no sal amargo, que o Moritz também recomenda, além dos enemas. O Moritz tem um protocolo meticuloso, adotado pela Antónia Mendes, da Karma Clinic, em Lisboa. Acontece que eu queria experimentar a receita do Pitchford, que respeito e admiro porque me socorre nas dúvidas mais cruéis - e que tinha publicado aqui, portanto estava comprometida. (Sem mencionar que era bem mais simples e fácil.)

Bem. Ali pelas três da manhã rolou um tsunami no banheiro. Saiu um monte por baixo e vomitei o que não tinha descido. Cacei as pedrinhas no vaso, não achei e voltei para a cama muito decepcionada, mas dormi o sono dos justos.

Pela manhã eliminei polpa de maçã. Só. Mas depois do almoço, ó perfeição!, no fim de tudo estavam lá as pedrinhas boiando. Três ou quatro maiores, de forma irregular, +- 1cm de diâmetro, três ou quatro menores que 5mm. Tinha também uma camisolinha de verme, juro. Vai ver, não aguentou tanta maçã.

Espero mais novidades ainda hoje e estou pronta para fazer a limpeza de novo em algum momento futuro. Aos que têm o intestino mais congestionado, o protocolo do Andreas Moritz pode ajudar melhor. Está em seu livro A limpeza do fígado e da vesícula, que ganhou nova edição recentemente e é leitura fundamental para quem deseja cuidar de seu maior bem: a saúde.

(Comentários importantes no post original: http://www.soniahirsch.com/2011/07/dieta-da-maca-limpeza-de-figado-e.html .)

216 comentários:

1 – 200 de 216   Recentes›   Mais recentes»
Érima disse...

Uau! Obrigada por compartilhar! bjs

MaFê Senger disse...

Sônia,

tudo certo?

E o dia seguinte?
(me interessei.)

BeijOMs,

Sonia Hirsch disse...

Então, MaFê, o dia seguinte foi e está sendo hoje. Não houve mais eventos e me alimentei normalmente, vg. Trabalhei pra caramba, agora tomei um banho de ofurô com muito sal amargo, umas gotas de lavanda... e estou me sentindo 10!

Kenia Bahr! disse...

Uau, Sonia!!! Que maravilha! Uma amiga tinha feito, um pouco diferente mas deu certo também! Eu não tive coragem ainda, mas vou criar. E pensei: se você teve a tal camisolinha de verme, imagine o que tem aqui em mim, cruzes!

Sonia Hirsch disse...

Vai ver, nem tem... Eu bem que tomei o Annita há 15 dias, pode ser isso. Queria muito ver o que acontecia, porque vivo indicando e nunca tinha tomado. E o verão foi de uma comilança sem fim. Ninguém diz, né? ;-)

Abelhinha disse...

Sonia do céu! Tava esses dias mesmo relendo o post anterior sobre a limpeza pois minha sogra está com as benditas pedras e eu queria ajudar. Agora que fez a dieta fico mais tranquila e confiante. P.S.: Acho tão engraçado quando a senhora escreve/diz que é chocólatra, que é doida por queijo e agora, que saiu uma camisolinha de verme! É bom saber que a senhora também sofre das fraqueza mundanas, me consola. Bjus e obrigada!

Sonia Hirsch disse...

Ah, Abelhinha, muitas fraquezas! Mas delas vem a força. Quando a gente bate no limite, vê que precisa mudar. A vida não é estática. Aprendi há muito tempo que o equilíbrio se dá entre extremos. E se a gente não conhece os extremos, como vai saber onde fica o caminho do meio? Abração!

Vaca Profana disse...

Sonia, gosto bastante de suas dicas. Me diga, isso serve para pessoas que nao tenham esse diagnóstico tb?
Ando com algo que ninguém descobre o que é, que tem direatemte a ver com o quanto consumo de açúcar. Será que é bom?
Cortei o açucar e me sinto melhor, mas não plena. Falta descorbri alguma coisa..
Beijos, orbigada!

Susana Ayres disse...

Sonia, você é demais!!! Pois é, rsrsrs!! Descrever essas aventuras é . . . tudo! Grande movimento. O importante neste momento é pensar no intestino e, se fizer a dieta, limpar bem o intestino no dia anterior. Isso facilita as eliminações e a visualisação das pedras. É bom pra quase tudo - problemas de fígado ou vesícula, digestão ruim, distúrbios hormonais, respiratórios ou circulatórios, alergias, intoxicações, alterações de glicemia, TPM, queda de imunidade e tanto mais, inclusive mau humor. Não tem segredo nem ter que ter medo. Se sair muita pedra(na reslidade barrinho verde e mole) repetir o procedimento após um mês e assim sucessivamente até não sair mais pedra. Foi muito bom Sonia!

Sonia Hirsch disse...

Oi, Susana, bem-vinda! E já que está por aqui, você acha que depois é bom fazer uma limpezinha de rins também? Parece que hoje senti um pouquinho a presença deles nas costas, tipo assim uma dorzinha leve em alguns momentos. Algo dessa limpeza deve sobrar pra eles, não? Abração, queridíssima! :-)

Susana Ayres disse...

A rigor, seria interessante fazer uma limpeza de rins antes da limpeza do fígado. Minha sugestão é a associação de três plantas em chá: artemísia, quebra pedra e cabelo de milho. Tomar um litro por dia por uma semana usando uma colher de sopa de cada planta.Quebra pedra (Phyllanthus niruri) pulveriza possíveis pedrinhas; Artemisia vulgaris dilata os ductos renais para a limpeza e o cabelo de milho (Zea mays) faz a limpeza. A Dra. Ulda Clark fala do grapefruit (que substituimos pelo limão) mas é para associar com o azeite.

Eduardo Mussi disse...

E o Annita, Sonia? Vai ter resenha? :)Abraço

Kenia Bahr! disse...

Ah, Sonia, devo ter vermes com certeza. Apesar de comer bastante alho, vez ou outra um chá de losna, água de argila e tudo mais, como muito fora, trabalho em repartição pública, não ha quem escape...
Eu vou fazer essa limpeza também, já decidi. Mas achei boa a dica da Susana pra fazer a limpeza de rins antes. Eu já 'pari' dois cálculos renais, não foi nada legal e imagino que fazer essa limpeza de tempo em tempo deve diminuir bastante a possibilidade de acontecer de novo.

Quanto ao Annita, eu me lembro que você comentou na palestra que sentiu umas borboletinhas do lado esquerdo. Eu senti um pouco de mal estar quando tomei, fiquei nauseada e me senti meio fraca. Mas apenas no primeiro dia e nada que atrapalhasse meus afazeres gerais também. Estou com uma caixa aqui para tomar de novo, tem um ano que tomei e mesmo após tomar o Annita, tomar água de argila e tintura de losna por 40 dias e tomar giamebil duas vezes ainda sinto dores e fincadinhas do lado direito. No exame do Dr. Copelman deu giárdia e ameba na época, não repeti após todo o tratamento por falta de verba e porque continuo achando que não se foram de vez.

De qualquer forma acabo de pensar que podem ser pedrinhas na visícula e fígado que causam essas dores também. Daí que vou tentar a limpeza pra ver qualé.

Beijo!

Susana Ayres disse...

Kenia, e a dieta, vai bem? É importante cuidar do que come. Repete o giamebil pras amebas e giardia.

Anônimo disse...

Sonia,
tem que comer so maça mesmo, não consigo ficar sem comer comida, vou fazer comenda as maçs e sopas liquidas, o que vc acha??

fernanda clausing

Kenia Bahr! disse...

Oi, Susana, obrigada! Talvez eu esteja abusando um pouco na dieta, sim, fico confusa às vezes sobre o que seria melhor e acho que acabo metendo os pés pelas mãos às vezes. Açúcar não tenho comido não, evito frutas ácidas e acidez em geral, mas tenho comido carne com certa frequência.
Vou tomar o giamebil, então. Pensei em refazer o seu tratamento contra vermes que a Sonia postou aqui, já que no ano passado fiz no outono e foi muito bom pra mim.
Abração pra você!

Sonia Hirsch disse...

Fernanda, o protocolo do Andreas Moritz é outro e inclui comida. Sugiro que você leia o livro para não ficar desorientada. Um abraço!

Anônimo disse...

Sônia,
acompanho seu blog, seus livros...
tenha cuidado ao fazer essa limpeza de fígado e vesícula...
há exato um mês, tive que me submeter a uma cirurgia para retirada da vesícula...
nunca tinha sentido nada, quando, na noite de 16 de março, senti fortes dores - como contrações - abaixo do seio direito, fui ao hospital e, por meio de ecografia, foi constatada a presença de pedras na vesícula...
resultado: dia 22 de março, tive que fazer a remoção da vesícula...
passei por 3 médicos diferentes e mais um homeopata que foram taxativos em não deixar que eu fizesse essa limpeza (das maçãs)...
o problema é que, se a pedra (ou as pedras) que saírem entupirem o canal do pâncreas, causará uma pancreatite com possível necessidade de remoção do pâncreas...
ainda que vc tenha feito e dado tudo certo, pode ser que uma pedrinha ou outra ainda tenha ficado no canal entre a vesícula e o pâncreas e por isso, talvez seja interessante fazer uma ecografia...

tudo de bom pra vc!
Luciana

Sonia Hirsch disse...

Oi, Luciana, agradeço o seu bem-intencionado alerta, mas milhares de outros depoimentos pesam contra o seu - e contra o ímpeto cirúrgico dos médicos alopatas. Foi assim que perdi as amígdalas, quando alguns gargarejos com tanchagem e redução de balas e doces resolveriam. Eles também erram, sabia? Prefiro errar sozinha.

Limpeza é uma coisa que se dá naturalmente, a gente só pode ajudar. Cirurgia não é natural, tirar a vesícula muito menos... Um abraço!

Susana Ayres disse...

Oi Luciana, oi Sonia.
Acredito ser muito difícil acontecer essa obstrução a que a Luciana se refere. A limpeza se preocupa em amolecer os cálculos - e quem fez viu que a "pedra" vira barrinho - dilatar os ductos e canais por onde saem essas pedras e um expurgo final para que a eliminação aconteça efetiva e rapidamente. Acredito também ser importante a pessoa assumir os riscos, como bem coloca a Sonia, apesar de não acreditar nesses riscos. No máximo a pessoa terá desarranjos e algum vômito - esse mais raro.

Isabel disse...

Olá! Gostaria de saber a opinião da Sonia e da Susana sobre o Annita. Eu já usei uma vez e foi tudo tranquilo. Vocês acham legal tomar uma vez por ano para fazer uma limpeza, mesmo em quem não tem sintomas? E outra coisa: qual é, afinal, o melhor jeito de limpar vegetais? Obrigada! Um abraço

Sonia Hirsch disse...

Isabel, o Annita surgiu após muitos anos de inércia da indústria farmacêutica em relação a verminoses e protozooses; foi um profissional do ramo que pesquisou sozinho e abriu um laboratório para poder oferecer o produto, com características diferentes do que tinha sido feito até então. Comecei a escutar bons retornos de pessoas próximas a quem médicos o indicaram e incluí no repertório do blog e do Almanaque de Bichos quando senti firmeza.

Tomei pela primeira vez no início de abril e não senti nada. Não tinha razões fortes para tomar, mas um excesso de apetite que quase sempre me ataca no verão. Três semanas depois, ao fazer a dieta da maçã, eliminei um verme nocauteado de uns 12 cm. Foi do Annita? Foi das maçãs? Não sei o que pensar. Acho que deveríamos ter direito a bons exames de fezes pela rede pública, como tínhamos antes, para tratar quando houvesse sintoma. Não sei se tomar 2 vezes por ano resolve. Depende do caso. Pode ser inútil se não houver nada e inútil se tiver que repetir a dose em seguida e não saber disso.

Mais do que tomnar remédios, acho útil conhecer os sintomas e observar-se. Um abraço - e vamos esperar a Susana!

Sonia Hirsch disse...

Susana já haviua respondido. Nesse meio tempo, chegou daEdith Rodrigues Cardoso um email com a entrevista da ex-dra Ghislaine Lanctot, que escreveu o livro-denúncia A Máfia Médica, publicado em 2002. Link: http://jodoas.wordpress.com/2010/01/19/a-mafia-medica-e-o-titulo-do-livro-que-custou-a-doutora-ghislaine-lanctot-a-sua-expulsao-do-colegio-de-medicos-e-a-retirada-da-sua-licenca-para-exercer-medicina/ . Ela foi expulsa da corporação médica. Que nós não sejamos expulsos de nossa própria consciência. Valeu, Edith!

Edith disse...

Nossa, mas que maravilha esse post, Sonia!

Tenho pesquisado sobre limpeza de vesícula, pra dar mais opções a uma colega de trabalho, tb recomendaram ao marido dela que retirasse a vesícula. Vou encaminhar o link pra ela!

Tb vou esperar ansiosa a resposta da Susana, já faz mais de um ano que tomei vermífugo e como não tô sendo lá tão fiel à dieta (tirando derivados animais e açúcar, esse último reduzi muitíssimo mas de vem em qdo apelo rs), tenho pensado em fazer aquela tintura com losna, dente de leão, etc...mas esses dias minha sobrinha expeliu vermes, e uma amiga recomendou Annita...minha irmã mora no Rio, mas não tem verba pra um exame no Dr Copelman, ia tentar na rede pública, mesmo eu dizendo que não adiantaria grandes coisas...

Ah, e agora fiquei na dúvida, nunca pensei em fazer limpeza dos rins, vesícula ou mesmo fígado...mas então é bom dar uma limpada geral de vez em qdo, mesmo sem sentir sintomas?

Abraços, queridas!!

Edith disse...

Ah, Sonia, que legal que vc achou um link!
Pois é, tomei a liberdade de te encaminhar, achei a sua cara! E adorei sua frase, "Que nós não sejamos expulsos de nossa própria consciência". Vou passar a usar, te dou os créditos ;)

Grata por tudo!
Abs!

Sonia Hirsch disse...

Oi, Edith, já estou baixando o livro da Ghislaine Lanctot no 4Shared. Não que goste de saber mais sobre a "máfia de branco", como a chamava O Pasquim, mas, já que hoje é feriado no Rio... ;-)

Também, se a gente tem que ficar lendo sobre CPI, Cachoeira e Delta no jornal, por que não ler algo realmente educativo? ;-)))

Sobre a limpeza, acho importante dar uma olhada nos sintomas descritos pelo Andreas Moritz e tomar os devidos cuidados. Se não houver razão pra fazer, acho que não se mexe em time que está ganhando. Eu tenho muitas. Abração!

Marina Ramos disse...

Oi Sonia, tb acompanho o blog e seus livros, especialmente o só p mulheres, q mora ha 14 anos no armario de absorventes. Tudo so p mulheres nesse armario!
Te escrevo p te perguntar o pq do frio q vc sentiu. É que tenho tido esses frios junto c cansaço. Apesar de eu morar em um lugar frio (Bélgica) , eles chegam de repente.
Obrigada
Marina

Sonia Hirsch disse...

Oi, Marina, no meu caso o frio veio de ficar comendo somente frutas, no caso maçãs, que esfriam o corpo. Sou mais de vegetais que de frutas e quase sempre eles são passados no fogo antes de vir para o prato, como recomendam os antigos chineses; assim perdem as qualidades frias e ganham as quentes.

Você costuma comer frutas e açúcar? Poderia modificar o padrão para ver se alguma coisa muda. Seus sintomas podem falar de outras coisas, como baixa de pressão, hipoglicemia, tiróide, mas primeiro seria bom verificar se melhoram com mudanças na alimentação: de doce para salgado. Um abraço!

Sonia Hirsch disse...

(Recebi no email mas não vi aqui, então reproduzo)
Larissa Bery deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Limpeza de fígado e vesícula: Fui à luta":

Sonia, adoro seu blog e seus livros. Minha tia está com pedras na vesícula e os médicos todos, ela já foi em 3, recomendaram logo a faca. Parece que o risco é da pedra ir pro pâncreas e desencadear uma pancreatite, coisa bem perigosa. E é por conta desse deslocamento incontrolável das pedras q eu fico na dúvida sobre a viabilidade desse método. Será que não é meio perigoso não?

Oi, Larissa, a Susana já respondeu sobre isso mais acima. Por outro lado, acho que tudo é uma questão de postura. Algumas pessoas se sentem mais seguras diante de médicos que operam, outras preferem tentar primeiro as alternativas que lhes dão mais autonomia. Tem que ver qual é a postura da sua tia e, fundamental, comprar e ler o livro do Moritz, que se chama "A limpeza do fígado e da vesícula". Um abraço!

Edith disse...

Oi Sonia!

Pois é, nem baixei o livro, pq parece que só tem em inglês e o meu não passa do "the book is on the table" :P

Grata pelas dicas, vou ler melhor sobre esses sintomas, pq não sinto nenhum incômodo...é que tenho pensado numa desintoxicação mesmo.

Acho que você não vai se lembrar, mas eu passei um tempo te enchendo de perguntas aqui no blog, rsrs...daí ano passado me tratei com a Susana Ayres, maravilhosa e turbinada! :)

Estava muito inchada (15kg acima do peso, aff) e cheia de giárdias, segui a dieta firme e forte por um bom tempo, já era vegetariana e aproveitei pra veganizar de vez, perdi 5kg no primeiro mês, no total acho que uns 12kg ou 13kg, parei de pesar rs.Mas de vez em qdo como um ou outro biscoitinho hidrogenado :O rsrs...ah, esses pecadinhos, quem não tem o seu, né? :)

Nossa, como estava com saudades de passar por aqui :)
Bjos, querida Sonia!

Camila Lisboa disse...

Oi Sônia,

Ótima dica, vou guardar para uma eventualidade futura (que espero que não ocorra, risos!).

Amei a sua frase: "A vida não é estática. Aprendi há muito tempo que o equilíbrio se dá entre extremos. E se a gente não conhece os extremos, como vai saber onde fica o caminho do meio?"

Simplesmente a minha cara!! Posso reproduzí-la (com créditos) em meu blog??

Beijos e mais uma vez, parabéns pelo trabalho!!

Anônimo disse...

Olá Sonia,

Vou tentar a versão mais suave porque já estou muito magrinha. Se ficar um dia inteiro comendo só maçãs acho que perco mais 2 quilos, sendo que estou precisando engordar 6. Bjs, Denise Sahione.

Marina Ramos disse...

Brigada Sonia,
Faz todo o sentido, só como doces!!!! Mudando a partir dw agora mesmo!!!! Brigada

Susana Ayres disse...

Isabel, também acho tranquilo usar o annita, mas as vezes só ele não resolve tudo. Acredito que fazer uma avaliação parasitária seja importante dependendo da saúde da pessoa. O Dr. Copelman faz esse exame coprológico e podemos enviar as amostras pelo correio o que facilita tudo!!

Susana Ayres disse...

Bem pessoal, quanto à limpeza de fígado acho importante esclarecermos algumas coisas. Se vc está bem e quer fazer uma limpeza apenas para manter a boa saúde, faça a limpeza que a Sonia Hirsch tem divulgado, tomando o ciodado de limpar bem o intestino previamente - bebendo grandes quantidades de água ao acordar (1 litro/dia por 3 a 4 dias); ou usnado aquela receita infalível que você conhece. Se você tem cálculos vesicais, ou problemas relacionados ao fígado é bom seguir o protocolo do Dr Moritz e, se possível, ter um terapeuta ou médico que te acompanhe.

Sonia Hirsch disse...

Gente, que papo ótimo. É isso aí, Susana!

O Pitchford, a Ingrid Naiman, o Moritz, a Hulda e muitas outras pessoas, profissionais e leigas, reconhecem que essa limpeza é fundamental para começar a recuperar a harmonia do funcionamento corporal e melhorar a qualidade do Chi.

A diferença está em que uns recomendam limpar os intestinos na marra, com sal amargo e enemas, e outros não.

Eu acho muito melhor fazer isso pela boca, com sopa de arroz do Pai José, chá de chicória, caldo de rã e tal. É a dieta do Deixa sair, que libera e limpa os intestinos e desintoxica de uma forma suave e saborosa, em 21 dias.

De um modo ou de outro, ter intestinos limpos é crucial para não haver retenção de cálculos, biliares ou vesicais, quando se faz a limpeza do fígado e da vesícula. Comer só maçãs ajuda muito. Com o trânsito livre, a fibra das sucessivas maçãs forma uma grande bucha que vai passando pelas tripas, limpando e levando consigo o que encontra perdido. Muitas maçãs, muitas limpezas. One apple a day keeps the doctor away. A maior parte dos nossos problemas está ligada a intestinos cheios de craca.

Susana, e qual seria o intervalo mínimo para repetir essa limpeza?

Anônimo disse...

Olá Sonia,

Quero fazer a limpeza mas tenho dúvida do período em que devo começar. Vou ter que fazer mais um protocolo de vermífugos porque depois de ter feito toda uma dieta desintoxicante, com a ajuda da Luciana Ayer, e ter tomado muitos remédios, naturais e alopáticos voltei a ter dores abdominais. Consegui falar com a Dra. Beatriz Brandão Guerra que me recomendou repetir os vermífugos da forma correta, de acordo com ela, nas luas minguante e crescente. Ela disse que é importante estar atento à mudança da lua para que o a eficácia dos remédios seja de 100%.
Lendo o seu texto vi que você fez a limpeza um tempo depois de ter tomado o Annita. Você acha que devo tomar os remédios e fazer a limpeza um tempo depois?
Bjs. Denise Sahione.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Denise, eu não tenho propriamente uma teoria a respeito. Minha ideia ao tomar o Annita foi experimentar e sair do ciclo de comilança que me ataca no período de primavera/verão - sempre acho que tenho mais "hóspedes". Digamos que limpeza de f e v rolou dentro de outra limpeza maior. Como você já está nela... e estamos na crescente... quem sabe você toma os remédios logo? Abração!

Anônimo disse...

Entendi, Sonia! Então vou fazer usando a minha intuição e com as suas dicas.
Sabe o que é mais legal dos seus escritos? A força que você nos faz buscar dentro da gente para nos cuidarmos melhor sozinhas, aliás, sem a dependência destes pseudo médicos do mercado!!
Juro que me sinto muito mais esperta e inteligente!!

Bjs. Denise Sahione.

Alice Lodi disse...

Oi Sônia!
Muito obrigada pelo depoimento! Sou fã de seus livros e do seu blog... volta e meia passo por aqui para fazer alguma consulta.

Tenho ambos os livros (Pithford e Moritz) e há anos estou aguardando a oportunidade de testar essas receitinhas para eliminar pedras. Logo que me recomendaram o livro do Moritz, eu estava grávida e, portanto, a dieta das maçãs não era indicada. Agora, minha filha já completou 1 ano, mas ainda mama no peito 2 vezes por dia. Você acha que há algum problema? Tenho receio de que, com essa limpeza, alguma toxina acabe saindo pelo leite... ou mesmo que eu não tenha nutrientes suficientes para produzir o leite no dia de jejum.

A outra dúvida é em relação à minha mãe, que adquiriu um diabetes tipo 1 aos 60 anos. Já fazem 2 anos, mas até hoje não conseguiu equilibrar a glicose. Acho que ela se beneficiaria demais com esta limpeza - para completar, os médicos agora suspeitam de pedras na vesícula por conta de enjôos que ela tem tido. Como a dieta dela é rigorosa (devido ao desequilíbro da glicose), ela tem receio de ficar à base de maçãs e ter uma hipoglicemia séria. Mesmo a dieta do Moritz, que é mais branda, demorando uma semana, ao final tem um dia de jejum. Você acha que ela poderia associar as maçãs a algum outro alimento? Ou você sugere uma receita diferente?

Agradeço demais no que puder ajudar!

Forte abraço,
Alice

Sonia Hirsch disse...

Oi, Alice, adoraria ajudar mas não posso dar esse tipo de orientação; acho que você poderia ouvir um(a) profissional de saúde, que tivesse experiência e pudesse de fato dar suporte durante todo o processo. Um abraço!

Alice Lodi disse...

Muito obrigada, Sônia!
Será que você recomendaria alguém em Belo Horizonte? Eu morei na Inglaterra durante muito tempo e tinha um acompanhamento excelente com um nutricionista de lá, que foi quem me indicou o Moritz. Voltando pra cá, fiquei sem esse suporte profissional... não sei de quem tenha experiência nisso.
De toda forma, brigadão!
Abraço,
Alice

contradicoes disse...

Olá Sónia. Reparei que você visitou ultimamente o meu blog e isso despertou-me a curiosidade de indagar quem seria. Já sei que é uma profissional da comunicação social tal como eu virada para os temas da saúde ou melhor combate aos problemas que decorrem da falta dela, mas com um especial carinho pelos produtos naturais. Eu também tenho experiências muito interessantes e em relação ao fígado devo dizer-lhe que o tinha completamente doente e curei-o com a toma dum produto natural durante 3 anos. Hoje faço todo o tipo de disparates com alimentação e bebidas e o meu fígado continua a portar-se muito bem. Vou continuar a visitá-la. Até um dia destes. Passe bem.

Sonia Hirsch disse...

Alice, em BH você pode consultar o Geraldo Granja, terapeuta holístico que faz diagnóstico de parasitoses por método vibracional, dá orientação alimentar e estuda muito, tel 3458-9343. Um abraço pra você e outro pra ele!

Sonia Hirsch disse...

Oi, Contradições, o segredo é administrá-las, pois não? Não me lembro mais o que me levou ao seu blog, mas gosto muito do nome. E somos muito interessados em fígado aqui no blog. Eu tive hepatite (chamava-se icterícia na época) aos 9 anos e permaneci com palmas das mãos e solas dos pés amarelos. Quando quiser contar para nós mais detalhes da sua história, será muito bem-vindo. Um abraço!

Sou eu... disse...

Ola Sonia...estou neste momento a fazer pela primeira vez esta limpeza..no meu caso com a agua e o sal..Devo dizer que acho terrivel beber isto! Agora estou a 10 min de beber o azeite e tenho a barriga aos pulos...(pra nao dizer que quase me desfaço no banehiro..). Deixo-lhe um beijnho e adorei este seu cantinho.

contradicoes disse...

Olá Sónia. Pois tenho muito gosto em contar a minha história. Nasci em Angola e após atingir a idade adulta porque se trata dum país tropical a tendência sobre tudo dos homens é habituarem-se a ingerir bebidas alcoólicas muitas frescas quase geladas. Assim aconteceu comigo e ao longo dos anos o meu fígado foi-se degradando dado que uma das minhas bebidas preferidas era whisky com bastante gelo. No período da descolonização e porque em Angola eclodiu a guerra civil, resolvi como muitos outros vir para Portugal com a minha família e aqui reiniciar uma nova vida o que não foi nada fácil. E o meu fígado continuava a dar sinais de elevada degradação. Apresentava uma grande inflamação de tal forma que tinha alturas que a minha zona abdominal onde ele se localiza se movimentava como se duma mulher grávida se tratasse. Nenhum dos medicamentos que me eram receitados me resolvia o problema. De tal forma que depois de abdicar de beber qualquer tipo de bebida alcoólica mesmo assim o meu fígado não dava sinais de melhoria. Resolvi então comprar todos os livros que encontrei no mercado livreiro e que versavam sobre medicinas alternativas. Neles pesquisei e encontrei a resposta. Foi então que durante três anos tomei diariamente um produto natural de fabrico alemão designado em português de Cardo Mariano. Tomava 6 comprimidos por dia, dois em cada das 3 principais refeições. Consegui regenerar o meu fígado ao fim de 3 anos de toma do Cardo Mariano voltei a beber como antes o fazia e ainda consegui resultados quer a nível de colesterol quer dos triglíceridos valores surpreendentes. Sabe que mantenho sempre valores de colesterol que vaiam entre os 157 e os 168 e triglicéridos pouco passando doa 57.Tenho face à minha experiência que resultou magnificamente aconselhado pessoas que se queixam do mesmo problema e com iguais resultados. Um abraço

Douglas disse...

Oi, Sônia,

desculpa, não li todos os comentários. Fiz a limpeza de fígado ano passado, seguindo o protocolo do Andreas. A grande diferença foi que ele recomenda fazer a limpeza na lua nova, por causa da menor retenção de líquidos, e passei a semana anterior tomando suco de maçã. E vez de limão, eu e minha esposa fizemos com laranja, e misturou por alguns segundos bem. O dia seguinte foi de diarréia. Nas primeiras idas ao banheiro nada de pedrinhas, mas durante o dia elas foram constante, e de tamanho pequeno, como ervilhas, algumas um pouco maiores. Acho que tem a ver com o tanto de porcaria está acumulada no seu fígado. Um abraço!

Sonia Hirsch disse...

Oi, Contradições, muito obrigada pelo depoimento. Sempre falamos no Cardo mariano aqui, Cardus ou Silibus marianum, protetor do fígado e regenerador de sua camada de células filtrantes, mas nunca tinha lido um depoimento tão claro sobre a experiência de usá-lo de forma exclusiva. Sou fã dele e o tomo todo dia numa fórmula homeopática. Nas farmácias é encontrado como Legalon e Silimalon. Que muitas pessoas possam se beneficiar do seu conhecimento e, principalmente, imitar a sua autodeterminação. Um abraço!

Anônimo disse...

Sonia,

Veja se você pode me ajudar numa dúvida: estou tomando o Legalon (90mg - 3X p dia) por causa dos vermífugos. A Dra. Beatriz disse para eu tomar durante o tratamento e algumas semanas além. Talvez o Contradições possa me ajudar também. Posso tomar o Legalon por mais tempo? Ele falou que tomou por anos. Gostaria de tomar mais uns meses. Bjs. Denise Sahione.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Denise, a mim parece que não há contraindicações. Já leu a bula? Eu tomo direto, mas é homeopático. E se você mandar manipular, sai mais em conta que o da farmácia. Abração!

Ana Correia disse...

Oi Sónia, há uns tempos li o livro de Andreas Moritz ( encontra-se na web a versão em espanhol para download)e me interessei na limpeza hepática, no entanto fiquei com medo porque ele fala que é muito importante fazer os enemas, pois ele fala que há a possibilidade de algumas pedras de vesicula ficarem presas no cólon e isso me deu medo. Agora lendo o seu depoimento fiquei com vontade de fazer. Fui num médico homeopata que me disse que eu tinha a vesícula cheia de lama e o figado um pouco grande e gordo, embora depois de 1 mês de dieta rigorosa tenha melhorado muito. Um dia destes vou tomar coragem e fazer a bendita limpeza hepática. Gostava muito que as pessoas que estão fazendo essa limpeza publicassem aqui seu testemunho, sebe como é, se ninguém morrer antes de mim acho que há forte possibilidade de eu sobreviver... rsrsr... Beijo! Amei seu blog!!!

Sonia Hirsch disse...

Oi, Ana, não deixe de ver os comentários do post original. A maior parte das pessoas que ouvi fez o protocolo do Moritz, com suco de maçã, sal amargo e enemas. Mas o do Pitchford, bem mais simples, me pareceu muito bom para quem tem os intestinos funcionando bem, isto é, sem retenções. Um abraço - coragem!

TAISA disse...

Oi, Sônia, gostei muito desta limpeza.
Não sei se você conhece, mas no Yoga temos uma limpeza intestinal chamada Shank Prakshalana (não é para o caso das pedras, apenas para limpeza intestinal mesmo) que consiste numa combinação de 4 movimentos físicos com ingestão de água morna e sal. E menos de 2 horas consegui limpar todo o meu intestino, mas só deve ser realizada depois de se aprender bem a técnica.

Jacqueline Rangel disse...

Olá Sonia,acabei de descobrir seu blogger e estou fascinada, estou com muitos probleminhas de saúde e estou tentando resolver faz 2 anos, alteração das enzimas hepaticas,especificamente Gama Gt, fiz varias US, RM, Colagio RM e tenho mais uma Cintilografia de Vias Biliares, o problema é que a médica não encontra nada, e a alteração persiste 159UL, Agora um cálculo renal, infertilidade exames normais tentando a 3 anos, estou muitopreocupada com meu fígado, Comecei a fazer Acupuntura, com Dr.Daniel Murai
aqui no Centro do RJ, ele me passou um remédio mas ainda nãomandei fazer, pois preciso fazer o exame de cintilografia e não posso beber nenhum medicamento até lá. Encontrei você pesquisando por um médico DR. Helio Copelman, Vi sobre Vermes, fiz exames e não acusou nada, tem algum exame mais potente que o MIF para detectar? Qual remédio a tomar ? Anita? Mesmo sem constar no exame?
Desculep a enxurrada de perguntas, mas estou aflita querendo resolver esses problemas.

Obrigado

Sonia Hirsch disse...

Jaqueline, eu sou apenas jornalista e não posso dar palpites nesse nível, nem sei. Boa sorte, um abraço!

Jacqueline Rangel disse...

Oi Sônia, sei que você não pode dar palpites, eu apenas relatei os acontecimentos. Na verdade a minha pergunta é quanto esse exame de fezes feito com o Dr. Hélio Copelman, neste exame aparece algo que num exame como o convencional e o MIF não acusam, não faço tratamento para vermes a anos, e não consegui entender como funciona esse exame. Gostaria de mais esclarecimentos a respeito.

Muito Obrigado

Kenia Bahr! disse...

Jaqueline, eu fiz o exame do Dr. Copelman, é um exame de fezes comum, mas bem feito. Como os exames dos laboratório de convênio não são confiáveis, eu fiz o dele. O resultado foi positivo para algumas tranqueirinhas e pude fazer um tratamento firme. Não repeti o exame dele depois do tratamento, mas fiz um exame radiestésico e o resultado foi negativo para aqueles parasitas, o que significa que meu tratamento deu certo.

Um abraço.

Sonia Hirsch disse...

Obrigada, Kenia, por responder à Jacqueline.

Mais esclarecimentos, Jacqueline, você pode obter ligando para o laboratório do dr Helio: 21 2548-0648. E se quiser saber mais sobre vermes, veja o que está em www.correcotia.com/vermes .

Abraços a ambas!

Jacqueline Rangel disse...

Muitíssimo obrigado Kenia e Sonia,
Vou ligar para o laboratório e também ler mais, aproveitar muuuito o blog, que é muito interessante.

Bjs

Anônimo disse...

Olá Sônia!
Fui diagnosticada com pedras na vesícula há um tempo, mas estou temerosa em fazer a cirurgia. Então, graças a Deus, descobri o seu site na internet e estou criando coragem para fazer a limpeza. Só que ficou uma dúvida martelando na minha cabeça: não seriam essas pedrinhas verdes (que são eliminadas) uma mistura do azeite e do limão processados na digestão? Faço essa pergunta porque já vi uma pedra eliminada por um parente e ela era amarronzada! Existem diferentes colorações nas pedras? Desde já agradeço a sua ajuda e parabéns por sua iniciativa!
Um abraço,
Flávia

Sonia Hirsch disse...

Flávia, as minhas não eram verdes. Você leu todos os comentários? São bem interessantes. Um abraço!

Bel disse...

Boa noite Sonia. Gostaria de aproveitar a presença da Susana Ayres aqui no blog e perguntar a ela se o chá que ela indica para limpar os rins serve também para rins inflamados ou se ela poderia sugerir outra coisa. A senhora poderia fazer esse intercâmbio com a Susana? Muito obrigada. Abraços.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Bel, entendo mas não é assim que o blog funciona. Susana entra quando são temas de interesse mais geral. Um diagnóstico de rim inflamado pode ter muitas causas e já é um quadro clínico particular. Nesse caso, melhor seria você fazer uma consulta direta com ela. Um abraço!

Bel disse...

Obrigada pela atenção Sonia. Abraços!

Fabiana disse...

Ola Sonia leio seu blog a algum tempo e amo, tinha uma candida freguente e gracas as suas orientacoes a controlei!
Gostaria do contato da Susana Ayres e possivel?

Abracos e muito obrigada pelo blog maravilhoso!

Sonia Hirsch disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sonia Hirsch disse...

Ô Fabiana, que notícia boa! Email da Susana: "Susana Gigo Ayres" , tel: 61 8628-1231. Um abraço e muito obrigada pelo retorno ♥

Sonia Hirsch disse...

Mas que coisa, o blogger tá comendo o email da Susana!!! lá vai: susanaayres@gmail.com

helen disse...

Nossa Sônia, que maravilha de post!
Eu estava a pesquisar a limpeza da Dra. Hulda Clark e me interessei em faze-la, porém ao ver essa limpeza do outro cientista, pensei que esta, por incluir maçãs (que eu amo) pode ser mais simples que a da Hulda...
Só ficou uma dúvida...de quantos em quantos dias eu posso repetir essa limpeza com as maçãs?

Na limpeza da Hulda ela sugere repetir no mínimo 6 vezes, de 15 em 15 dias, para ter certeza que todas as pedras sairam. E na das maçãs, como proceder??
Obrigada, e parabéns pelo espaço, estou apaixonada pelo blog!

Sonia Hirsch disse...

Oi, Helen, cada pessoa é um universo e acho difícil dar opinião - mesmo porque, não sendo profissional de saúde, o que eu faço mesmo é escrever sobre o que li, pesquisei e fiz. Siga a sua intuição, se for o caso procure um profissional de saúde... e a leitura do livro do Andreas Moritz é sempre recomendável. Um abraço!

Jacqueline Rangel disse...

Eu gostaria de saber como localizar a Dra Beatriz que é especializada em vermes. Estou buscando pela internet e encontrei dois telefones , mas não estão atendendo. Também gostaria de saber sobre esse exame realizado na Pastoral da Saúde, como é? O que é detectado? enfim informações gerais.
Beijos e Obrigado!.

Rozi disse...

Oi Sonia!!!
Você manda manipular o cardo mariano, poderia me informar qual a fórmula e dosagem?

Sonia Hirsch disse...

Oi, Rozi, eu tomo homeopático. Para manipular são cápsulas de 100mg. Não sei indicar a dosagem, mas você pode procurar na internet a bula do Legalon e do Silimalon.

Jacqueline, especialista em vermes é o laboratório do dr Helio Copelman, no Rio, tel 21 2548-0648.

Sonia Hirsch disse...

Ops... shirsch@uol.com.br !

Sonia Hirsch disse...

Sobre o trabalho que alguns agentes capacitados da Pastoral fazem com parasitoses: http://www.soniahirsch.com/2010/09/medicinal-vibracional-geraldo-granja-em.html .

Wil disse...

Olá! Meu Nome é Wilmari Maia, estou com uma dor abdominal direita superior que me da umas crises de cólicas horríveis e logo passam e novamente vem fortíssimas. Fiz muitos exames e nenhum acusou nada, estou de cama de tanta dor. Li bastante sobre essa dor e é bem característica de Pancreatite ou calculo na vesícula.Será que por algum motivo podem estar mascarados esses exames? No momento estou amamentando. Os exames que fiz foram Ecografia, Tomografia, Endoscopia e exames de sangue. Nao aguento mais essa dor.

Obrigada

Sonia Hirsch disse...

Wil, eu pensaria logo em amebas: cólica do lado direito, logo abaixo das costelas. Passei por isso. Os exames não dão nada porque... vai ver, não fica bem uma medicina tão avançada ficar suspeitando de meras fezes...

Eu levei 5 anos para descobrir o que tinha. Encontrei um único laboratório decente, o do dr Helio Copelman, no Rio, tel 2548-0648. Pode mandar as amostras por sedex, ligue para receber a orientação. Não tem convênio. Um abraço!

ISA FARIAS disse...

OI SONIA EU FIZ A LIMPEZA,MAS TOMEI O SAL AMARGO,RUIM, NA HORA DO AZEITE FOI PIOR, A COISA QUERIA VOLTAR, MAS CONSEGUI SEGURAR, MAS NO DIA SEGUINTE EU COLOQUEI MAIS OU MENOS UMAS 200 COISA VERDES ESCURAS E CLARAS, MUITO ESTRANHAS, E NO MESMO DIA CONTINUEI A COLOCAR AS COISA VERDES, ATÉ O DIA SEGUINTE, FIQUEI BEM FRACA E ENJOADA, E APRECEU TIPO UMA LERGIA EMBAIXO DOS BRAÇOS E NO ABDOMEM, PARECE UMABROTOEJA, SERÁ QUE É INTOXICAÇÃO? PRETENDO FAZER DE NOVO MAS ESTOU TOMANDO CORAGEM BEIJOS ISA FARIAS

Sonia Hirsch disse...

Pode ser parte do movimento de desintoxicação. O que sai na pele não conseguiu sair pelos intestinos, pela urina. A pele tanto é um órgão de absorção quanto de eliminação. "Não passe na pele nada que você não comeria", diz o mestre. Também se deve respeitar o que a pele elimina, ajudando esse movimento desejável - por ex comendo inhame e tomando sopa de missô.

A parte interna da folha de babosa - Aloe vera - alivia, desintoxica e trata a maior parte das afecções de pele. Um abraço!

Fábio Lodro disse...

Sônia do céu, fiz a limpeza mas seguindo o protocolo do Moritz...nossa foi uma enchurrada de pedinhas verdes a amarelas com pouco mal-estar, fico muito grato por tu dividires essas preciosidades!

Sonia Hirsch disse...

Beleza, Fábio! Também sou muito grata por toda informação boa que passa por aqui e mais ainda pelos bons retornos :-) Um abraço!

Silvia - BH disse...

Estou há uns quatro meses fazendo estravagancias, e o pior, alimentando-me muito tarde à noite depois de ficar o dia todo quase sem comer e sem tomar líquido. Nas últimas semanas a produtividade baixou ainda mais, me agito o dia todo e ao final nada significativo foi feito.

Tomo cuidado com o fígado. Não me dou bem com laticínios e menos ainda com comida gordurosa e frituras. Aconteceu que há dois dias tendo coisas importantes para fazer, me vi incapaz de tomar decisão, incapaz de entrar em ação. Decidi tomar providencia. Jejum não seria grande coisa pois tem sido péssimo o hábito ficar sem comer todo o dia. Aproveitei as maçãs organicas que havia comprado e entrei na dieta que estou namorando desde que a Sonia "foi à luta".

Passei muito bem todo o dia apenas comendo maçãs. Tomei mais líquido e uma água mineral boa ( a Prata) e chás. No começo da noite, tive vontade de comer prato salgado bem feito mas o desejo era só da imaginação porque estava bem alimentada com as maçãs e, portanto, sem fome, e bem hidratada. Nem tive de fazer esforço para me controlar. Na hora de tomar o azeite ( na temperatura ambiente) não lembrei que deveria fazê-lo de devagar, mas também não engoli de vez e o fiz foi com prazer! Tomei o suco de limão que restou no final.

Deitei-me do lado dierito mas logo mudei para barriga pra cima. Noite muito fria, demorei a cair no sono profundo e lá pelas cinco acrodei para fazer xixi e demorei de novo a cair no sono. Acordei bem desperta - nos últimos tempos demoro tanto! Estou ativa mas menos do que esperava.Tive evacuação normal e correta e uma coisinha branca, como um grão de ervilha. Sem ter idéia do que usar para prosseguir com a desintoxicação, estou simplesmente benedo muita água morna. Nenhuma fome. Bem disposta. Já passa do meio dia e vou observar e ficar atenta ao que se passa no meu organismo.

Quando me deitei do lado direito no meio da noite senti mais movimentação por dentro. Vou ficar nesta posição quando repetir a dieta.

Se não sair nenhum calculo, tudo bem. Estou com cincoenta anos e nesta idade muita gente tem problema de vesícula. Tenho boa alimentação ( mesmo com maus hábitos!) pois gosto mesmo é de verdura e legumes e pouco açúcar e gordura bem natureba. Não há obrigação de ter cálculos, ese não os tiver vou ainda repetir esta dieta em breve que bem, com certeza faz!

Silvia - BH disse...

As pedrinhas sairam! Muitas, pequeninas, "um barrinho verde e macio".

É que notei que não iria evacuar mais, usei a sugestão da yoga mencionada no comentário da TAÍSA e adicionei outro recurso, tomei água morna com sal. Na terceira evacuação é que elas apareceram. Não comi nada durante o dia, apenas tomei esta água em boa quantidade e depois, água de côco, da fruta. Comentam que se deve tomar até a dejeção ser clara como água, mas ainda amarelada resolvi que já estava bom. Na última vez havia ainda uma pedrinha pequeniniha verde. Nesta outra limpeza, a do intestino - usando água morna salgada - tem-se que estar em casa. Eliminei apenas líquido e muito.

Não sei se este é mesmo o cálculo ou só a matéria que irá formá-lo. De noitiha fiquei meio cansada depois de um banho e deitei-me um pouco. O dia só não foi normal porque boa parte passei lendo a respeito destas limpezas.

Acredito que mesmo sem ter feito a limpeza intestinal que a Susana Ayres recomenda, o intestino já estava limpo. Não tive vômito, nem naúsea, nem fome, nem mal estar.

Repetindo o que a Susana Ayres disse: "Se sair muita pedra (na realidade barrinho verde e mole) repetir o procedimento após um mês e assim sucessivamente até não sair mais pedra." É o que pretendo fazer.

Acrescentarei o sal amargo (sulfato de magnésio) seguindo a instruçaõ da Antonia Mendes "tomar duas horas antes do azeite um copo de água grande com uma colher de sopa bem cheia de sal amrgo. Estes sal vai dilatar os dutos por onde saem as cristalizações de bilis, e evitar que existam complicações."

E ainda, antes da próxima vou usar vermífugos e Cardus marianus.

Anônimo disse...

Olá, logo depois d ver o depoimento da Sonia , sobre a dieta casa macas, me encorajei e fiz na mesma semana, nao tinha diagnostico médico nenhum, fiquei esperando ansiosa o tsunami, e tudo mais, mas nao aconteceu nada.... Nem diarreia, nem vomito, so um pequeno enjoo, apos ingerir o oleo de oliva com limao.Tive que tomar óleo de coco, nos dias seguintes, pois meus intestinos nao funcionaram por dois dias, e assim perdi a curiosidade por ver as tais pedrinhas, MAS, sumiu todo meu cansaco , principalmente aquela canseira após o almoço....
Então qualquer dia vou fazer de novo....

Sonia Hirsch disse...

Não precisa ter tsunami, eu tive porque errei a dose de azeite/limão pra mais. Mas o ideal é estar com os intestinos limpos, para eliminar os cálculos no dia seguinte.

O cansaço depois do almoço me faz pensar em hóspedes. Na barriga. Um abraço!

Anônimo disse...

oi Sonia ,olha fiz esse teste do jejum com maçã e segui a risca mas vou ter que ser sincera para até vc mesmo estudar sobre o assunto,comigo foi horrível os sintomas tive os mesmo que vc mas quando estava vomitando meu coração acelerou e minhas mãos estavam tremulas,formigando e se fechando sozinhas meu marido correu pra tacar sal debaixo da lingua e aí comecei a melhorar então terminei de fazer as fezes(não saiu neste)e fui tomar banho quente,meu marido me deu soro caseiro(sorte que tinha em casa)depois voltei a vomitar mais um pouco aí sim consegui dormir,no dia seguinte voltei a comer sopa leve só por volta das 17:00 hrs que consegui soltar 14 cálculos todos pequenos.minha opinião é que acho que é por isso que deve ter uma ajuda profissional da saúde(pensei que iria morrer de taquicardia!)pois acho que foi por não ter alimentado corretamente(dia miojo e tarde gelatina) no dia anterior ao jejum .o que você suspeita?vou aguardar,mas mesmo assim vou médico amanhã(cardiologista):|
obs:estou passando por momentos difíceis na minha vida por ter perdido um ente que mais amava(tia morreu de câncer de mama:()
ass:michele(michelealencarnery@hotmail.com)

Sonia Hirsch disse...

Oi, Michele, sempre é bom ter ajuda de um profissional para dar suporte na hora em que você precisa. Mas muita gente, a maioria, fez essa limpeza sem ter vômito e sem se sentir mal. Agora: miojo e gelatina, pelamordedeus. Se esse é o seu padrão alimentar, passar mal e ter taquicardia numa desintoxicação radical, como essa, é fácil.

Temos comentado aqui no blog, o tempo todo, sobre o protocolo do dr Moritz, os enemas, a necessidade de estar com os intestinos limpos. A pessoa que segue uma dieta, seja qual for, tem que estar bem segura do que faz. A mim deu a impressão de que você foi indo meio sem preparo. Ainda bem que seu marido estava junto.

Meu tsunami também não foi agradável, e eu estava sozinha, mas não me apavoro com facilidade. Sei também que é o fígado que dá energia ao coração, e quando tenho taquicardia penso é no fígado, no que comi e bebi. Ou seja, a taquicardia pode ser apenas um reflexo, mas não custa tirar a dúvida. Um abraço!

Anônimo disse...

obrigado pela resposta Sônia,infelizmente não me preparei um dia antes de fazer o jejum,agora estou mais alerta!quando eu fizer a limpeza novamente farei do mais leve.apesar do susto(meu despreparo) me sinto melhor agora mais leve e com vontade de fazer as atividades rotineiras.
ass:michele

Sonia Hirsch disse...

Oi, Michele, não acho que seja só no dia anterior. A limpeza do organismo tem que ser um processo permanente, e a nutrição das células também. O ideal seria você comer mais verduras de folha, mais vegetais coloridos, todos os dias. Um abraço!

Marcia Imbruniz disse...

olá, gostaria de saber se é necessaria a dsintoxicação de metais, antes de fazer a do figado e vesicula,obrigada.

Florcba disse...

Oi Sonia, descobri que tenho pedras na vesícula, e já tive algumas crises que por sinal são horríveis, e estou aguardando me chamarem p/ cirurgia em um hospital público, mas não aguento + não poder comer td que eu gosto, como carnes, leite e seus derivados etc... Será que isso funciona p/ vesícula, morro de medo delas descerem p/ o pâncreas

Sonia Hirsch disse...

Bom, eu particularmente acho que não se deve morrer de medo de nada, e sou natureba, graças a Deus, de modo que fiz a limpeza e estou feliz. Outras gentes que comentaram aqui também estão felizes. E outras também têm medo, assim é a vida... Um abraço!

Fabilous disse...

Oi Sonia,

Ja fazem dois meses que levanto todos os dias de madrugada com muito enjoo e mal estar, e no mes passado passei muito mal durante o dia tambem. Cheguei a perder 6 kg porque nao tenho apetite. Nao tenho febre nem dor e todos os exames de sangue, urina, fezes e ultrassom estao normais (moro no exterior e infelizmente nao posso fazer o exame de fezes que voce recomenda). Ja fui a varios medicos e nenhum deles têm ideia do que oode ser, o falam que tenho sintomas atipicos. Pelo que ja li meus sintomas sao quase os mesmos que os sintomas de problemas na vesicula. Alguma dica dai, vc acha q vale a pena fazer essa limpeza, mesmo sabendo que o enjoo pode aumentar? Pela sua experiencia voce acha que poderia ser algum problema relacionado a vermes ou candida?

Obrigada,

Fabi

Sonia Hirsch disse...

Oi, Fabi, não tenho como dar palpites a partir dos seus sintomas. Procuro oferecer informações, nos livros e aqui no blog, para que cada um possa tirar sua própria conclusão. Nada como assumir as rédeas da própria saúde, melhorando a alimentação e fazendo pequenas manobras para desintoxicar – como por ex a limpeza do fígado e da vesícula, que milhares de pessoas já fizeram com muito sucesso. Um abraço!

Mirla Moreira disse...

Olá Sônia, meu nome é Mirlene. Parabéns pelo blog: Riquíssimo em conhecimentos. Amei! Gostaria de uma informação: essa Limpeza de fígado e vesícula serve para quem tem fígado gordo? Obrigada.

Cris disse...

Oi Sonia, td bem com vc?
Eu tenho pedras na visícula, e sempre achei que não conseguiria fugir da cirurgia, ainda mais que meu médico disse que tenho que retira-la antes de engravidar, e como estou pensando nessa hipótese, a cirurgia era algo inevitável na minha vida. Não sinto nada, nenhuma dor, muitos enjôos, mais não sei se decorrentes da visícula, ou da gastrite que não me abandona.
Fiquei muito interessada nessa limpeza, principalmente por ser natural, mas me desculpe pela minha ignorância, não entendi muito bem essa receitinha do azeite. Qual a quantidade exata de azeite e limão? E mais uma pergunta, é sumo mesmo, não suco??? Como assim??
Muito obrigada desde já.
Cris Lopes

Cristiana disse...

Olá Sonia Hirsh, estou grávida de 18 semanas ,e descobri as pedras após uma crise mto forte, fui internada e medicada durante uma semana, os médicos adiaram a cirurgia por conta da gravidez, estou numa dieta rigorosa,você teria depoimento de alguma grávida que tenha feito essa limpeza?adoraria fazer...agradecida por tudo,adorei a matéria.

Sonia Hirsch disse...

Cris, suco e sumo são a mesma coisa. Sumo é mais correto quando você espreme o limão. Se eu escrevo suco, pode alguém entender que é com água.

100ml de azeite extravirgem de oliva e 50ml de limão espremido. Bem misturados. Ao deitar. Sugiro que leia todos os comentários, inclusive do outro post.

Cristiana, sugiro procurar um(a) nutricionista ou médic(o)(a) de cabeça legal e pedir orientação.

Abraços!

Anônimo disse...

Ola!Exame de transaninase oxalacetica 52 U/L e oxalacetica piruvica 64 U/L e gama gt 180.Gostaria de saber se esta limpeza normaliza estes resultados.
Se alguém já fez esta limpeza e após verificou os resultados dos exames?O que modificou?
Quem tinha pedra na visícula ,figado gorduroso colesteral alto triglicerides alto ou mesmo cirrose ou outros notou mudanças ao fazer novos exames,após limpeza?
Eu quero fazer a limpeza para normalizar estes resultados.
Agradeço qualquer resposta que me ajude.
Ana

Anônimo disse...

Prezada Sonia,

Primeiramente,gostaria de parabenizá-la pelo excelente blog, e agradecer a Deus por esse lindo presente que eles nos deu..a internet, sem a qual não poderíamos desfrutar de interagir, e não poderíamos ter a sua grande parte de ajuda, portanto parabéns novamente.
Gostaria de deixar meu testemunho também !
Moro na Itália, e aqui a saúde publica vejo pior que o Brasil, é incrível acreditar nisso,mas aqui é pior mesmo !
Falando do meu caso, e o assunto que é em pauta de seu artigo, comecei sentir dores na área vesicular, fui ao medico,( vamos deixar de lado os detalhes de quem realmente fez o exame clinico, ou seja eu ou o medico) e acabei fazendo a ultrassonografia, descobri que tinha esteatose hepática não alcoólica,e nem menos por outras razoes habituais, como colesterol,triglicéride,diabetes,etc,etc, portanto minha esteatose não provem de outros distúrbios, a não ser por um provável sedentarismo ou genético. Lendo seu artigo, e com os sintomas que estava tendo, não poderia ser a esteatose pois a mesma não dá sintomas, e sim as pedras na vesícula.
Fiz o tratamento natural como dito aqui, e no dia seguinte expeli 5 pedras com diâmetro por volta de quase 1cm, e mais varias bem pequeninhas.
Farei novamente, para ter a certeza que não tenho mais, e fiquei impressionado, como a vesícula pode manter tanta pedra assim, e também decepcionado com o exame, que não acusou nada.
Mas graças ao seu blog, é que me dei conta, e estou já me sentindo uma outra pessoa, logicamente que a dieta para esteatose hepática estou fazendo rigorosamente,mas as pedras não sairiam nunca de mim, se não fosse esse tratamento.
Sonia... agradeço demais !!!!

Abraço fraterno,

Rogerio

Sonia Hirsch disse...

Oi, Rogério, você e eu somos apenas mais duas, entre milhares de pessoas, que se beneficiaram desse método tão simples, e concordo inteiramente com você, a internet é uma bênção!

Para qualquer forma de gordura, uma coisa que ajuda a eliminar é o nabo comprido ralado - uma ou duas colheres de sopa, com poucas gotas de shoyu para cortar o ardor - às refeições. Se não existir na Itália, experimente com rabanete. Muita saúde! Um abraço!

Lauro disse...

Boa noite,

como muitos participantes aqui do blog, tenho pedras na vesícula e procurando por tratamentos alternativos à cirurgia, acabei encontrando o seu blog. O método parece interessante e gostaria de experimentar. No entanto, apesar dos vários relatos que vi de pessoal que expeliram inúmeras pedrinhas verdes, não vi nenhum relato de alguém que refez os exames e constatou que as pedras realmente sumiram. Você teria algum caso concreto deste tipo (alguém que tinha pedras na vesícula comprovada por exames, fez o tratamento proposto e após novos exames constatou que as pedras sumiram)? Um abraço.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Lauro, aqui no blog não sei se tem algum comentário que inclua isso, mas no livro do prof. Moritz há muitos casos.

Virginia lucia domingues disse...

OI SONIA
HÁ MUITO SOU SUA FÃ....
Meu marido operou a visicula e agora vive correndo para o banheiro toda vez que como alguma coisa.... se vc puder me ajudar por favor meu e-mail vldomingues@terra.com.br

Anônimo disse...

Sonia,

Se posso usar seu espaço para responder ao Lauro que escreve no dia 12/11/12...
Lauro..eu farei sim o exame de ecografia pra saber, pois exatamente hoje ( 29/11/12), fiz PELA SEGUNDA VEZ O TRATAMENTO, e estou espantado...expeli até o momento ( aqui ainda é manha), 42 pedras...to assustado até,recolhi 3 pedras para um medico amigo analisar.
Mas Lauro, assim que fizer o exame, voltarei para testemunhar.

OBS: Hoje com a segunda vez de tratamento foi um pouco mais difícil, senti muito enjoo, o que na primeira vez não senti absolutamente nada, porem desta vez a quantidade de pedras estão superando o dobro da primeira vez.
2° OBS : Venho fazendo desde de inicio de outubro uma reeducação alimentar bem rígida, não ingerindo nenhuma carne vermelha, e nem gorduras de outras carnes, comendo quase tudo integral, como farinhas e arroz.

A você Sonia....agradeço novamente ter tido a iniciativa deste blog, pois você me ajudou a não entrar na "faca", num momento em minha vida que por hipótese nenhuma eu poderia parar minhas atividades.

Abraço fraterno,

Rogerio

Sonia Hirsch disse...

Oi, Rogerio, eu também agradeço a você e a todos os que contribuem, direta ou indiretamente, para termos mais autonomia em relação à saúde. Essa limpeza já evitou milhares de cirurgias. Como diz nossa amiga Antónia Mendes, de Portugal, "não é preciso cortar a cabeça só porque ela dói"...

Sugiro você dar uma olhada, e experimentar, a dieta do dr Barcellos, que está em www.correcotia.com/cancer . É maravilhosa para desintoxicar. Um abraço!

Anônimo disse...

Ola Sonia!

Tenho tido dor no lado direito do abdomen por quase dois meses. Um medico de medicina chinese me diagnosticou com parasitas e uma intolerancia a gluten e disse que era isso que estava causando a dor. Cortei o gluten da minha dieta, tomei remedio para eliminar os parasitas e mesmo assim a dor continua.
Cheguei ao Brasil ontem para visitar meus pais e minha mae ja havia marcado consulta com um ginecologista> Ele checou a parte ginecologica e, a meu pedido, fez tambem um ultrasom da barriga. Sua opiniao foi que parecia ter algo errado com minha vesicula, entao ele me encaminhou para um gastro. O gastro pode me ver hoje mesmo e tem quase certeza de que estamos lidando com pedra na vesicula, para a qual a unica solucao ele disse que seria remover a vesicula.
Fiquei apavorada e procurei aternativas desesperadamente no google e foi assim que achei seu blog. Vou fazer a dieta da maca amanha mesmo! Assusta um pouco pensar nos sintomas da limpeza, como enjoo, vomito, diarreia... mas me assusta mais pensar a fazer uma cirurgia pra remover um dos meus orgaos. Obrigada por compartilhar sua experiencia, virei fa instantaneamente.
PS- Eu estudo saude alternative e comprei o livro do Paul Pitchford algumas semanas atras mas nao tinha lido a parte de limpeza de vesiculas ainda. Considero a coincidencia um sinal de que devo tentar a dieta :)

Sonia Hirsch disse...

A., o Paul Pitchofrd recomenda também a limpeza do intestino com arroz cru em jejum de manhã, você viu? Nào tire a vesícula, pelamordedeus!, porque a dor do lado direito pode vir de amebas, que dificilmente sucumbem a uma só dose se vermífugo. Gosto da medicação homeopática para elas: Amoeba 30CH, ou a critério do seu homeopata (posso indicar a minha em Petrópolis se for o caso).
Desculpe a demora em responder, voltei de viagem sábado sem tel nem conexão e a Oi está me enrolando até agora. Um abraço!

Anônimo disse...

Ola Sonia, meu nome e Natasha e tenho 23 anos. Tive hepatite aos 15 anos, não costumo frequentar médicos, mas de uns anos pra cá tenho ficado preocupada com algumas alterações no corpo.
Mais recentemente tenho apresentado alguns sintomas como arrotos altos e constantes, enjoos, sensação de queimação no estomago (tenho que tomar antiácido diariamente), dor na cabeça que não passa nem com analgésico, muita dor no ombro, nuca e na parte superior do braco o que tem prejudicado muito o sono.
Marquei uma consulta pois a situação esta complicada!!
Porem, ontem comecei a sentir algumas dores no lado direito do abdômen, resolvi pesquisar e encontrei seu blog.
Nossa, fiquei impressionada ao ler, mas confesso que estou com um certo medo das consequências desse processo. Mas caso crie coragem para faze-lo, onde compro sal amargo?
Abraços.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Natasha, acho que esses seus sintomas digestivos precisam ser vistos com atenção; a dor do lado direito pode significar amebíase, e definitivamente não é normal uma pessoa tomar antiácido todos os dias. Sugiro consultar o prof. Jaime Bruning para um diagnóstico e também para supervisão na limpeza de fígado e vesícula. www.jaimebruning.com.br . Também posso recomendar Susana Ayres em Brasilia (61 8628-1231) e Geraldo Granja em BH (31 3458-9343) . Os três trabalham com detecção de parasitoses e orientação alimentar terapêutica. Um abraço!

Bruna Carvalho disse...

Olá, Sonia.
Adorei esse método!
Tenho cálculos na vesícula e crises muito dolorosas por conta deles. Só não fui operada ainda porque estou com uma anemia meio severa. Nesse tempo em que estou me tratando da anemia, passei a buscar alternativas à cirurgia, que não quero fazer por considerar agressiva demais a retirada da vesícula. Tinha lido em outro blog o método da Hulda Clark, mas fiquei com receio de usar o sal amargo. Esse método com maçãs me deixou mais segura e acho que vou tentar fazer sim!! Depois volto para contar se deu tudo certo!

Sonia Hirsch disse...

Oi, Bruna, olho vivo quanto aos intestinos: devem estar limpos para que saia rápido tudo o que tiver que sair. Vale comer chicória refogadinha e tomar chá de chicória em jejum. Bertalha cozida e quiabo também ajudam.

O sal amargo é muito drástico, produz aquela descarga absoluta, nua e crua, que debilita bastante os intestinos. A limpeza com arroz cru e uma dieta como a do dr. Barcellos me parece muito mais razoável.

Boa sorte, um abraço!

Fada Dinarah disse...

vou fazer quem sabe não precisarei de cirurgia... tenho pedra na vesicula mais tenho medo de fazer a cirurgia... obrigada pela dica!!!

Anônimo disse...

Que maravilha!Gostei de saber disto!estou pronta a fazer...só quero saber mesmo,quanto é certo de azeite e de sumo de limão,para não fazer asneiras!rs...Parabéns à corajosa!beijinhos de Portugal!
Luisa

Sonia Hirsch disse...

100ml azeite extravirgem
50ml sumo de limão
não aquecer, misturar bem já sentada à cama para deitar-se :-)
e boa sorte!

Anônimo disse...

Muito obrigada,Sónia!Por agora,estou a fazer a limpeza do fígado gordo com o limão,azeite e água...quando acabar,farei concerteza!Grata pela informação!Beijinho desde Portugal!Luisa

Anônimo disse...

Sonia essa é a malhor limpwza para o figádo no caso?caso sim ok.caso não qual seria??grato

Anônimo disse...

Olá Sônia!! vou fazer o tratamento no próximo sábado já esta tudo certinho... vou fazer no modelo da Hulda Clark, comecei a tomar o anitta hoje terça-feira e termino na sexta-feira pela manhã o ultimo comprimido, e começo o tratamento no sabado, vc não acha que estou tomando o anitta muito próximo do dia do tratamento ou não tem problema algum.. após o tratamento volto a postar o resultado.

Sonia Hirsch disse...

Acho muito perto um do outro sim, porque os resultados do Annita estarão em plena corrente sanguínea e nem sei se você se sentiria bem comendo só maçãs o dia inteiro. Porque não esperar uma ou duas semanas? Enquanto isso poderia ir tomando chá de camomila, 3 a 5 xícaras ao dia, que segundo o prof. Paul Pitchford também ajuda a limpar fígado e vesícula. Dente-de-leão, picão, boldo e carqueja também ajudam. Um abraço!

Anônimo disse...

Oí Sônia, Eu fiz a cirurgia de retirada a vesicula, mais posso fazer esse tratamento para a limpeza de possiveis pedras nos canais do figado e limpeza do figado também. Obrigado, um abraço.

Sonia Hirsch disse...

Que eu saiba, todo mundo pode fazer. A única exigência é limpar antes os intestinos, se possível com uma dietinha mais leve por uns dias.

Lucia disse...

Oi Sonia, quero colaborar aqui com a nossa experiencia em Liver Flush, limpeza do Figado e da Vesicula. Fizemos pelo protocolo do Andrea Moritz porque era identica a da Dra Hulda e senti firmeza. Na verdade, o meu marido fez a primeira ja tem mais de 3 anos, naquele momento fiquei de suporte. Ele tem polipo na vesicula. A partir da segunda vez dele, fizemos juntos, mais duas vezes cada um. Eliminei umas pedrinhas verdes nas vezes que fiz. Meu marido eliminou pedrinhas na primeira vez mas a partir da segunda vez ele eliminou pedras amolecidas por uma ou duas semanas de suco de maçã, como das fotos do livro de Moritz. Todas as vezes passou a se sentir bem melhor, com energia, e com a digestao melhor. Seus livros vivem na minha cabeceira, agora junto com Los Secretos Eternos de la Salud de Andrea Moritz. O primeiro livro seu que li foi o Sem açucar com afeto, ate hoje é o meu guia. Obrigada por compartilhar seus conhecimentos atraves dos seus livros. Grande abraço

Giulianno Moroni disse...

Oi Sônia!! vou fazer a limpeza do figado hoje... procedimentos já realizados como: limpeza de parasitas, limpeza dos rins com muito chá, água e sucos, suco de maçã durante uma semana, quatro por dia, dieta alimentar bem balanceada e vamos que vamos... muita fé em Deus que vai dar certo. Só uma dúvida: fazendo tratamento hoje sábado, na segunda-feira posso praticar atividade fisica.
Voltarei a postar algo sobre o resultado.. Abraço.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Lucia, que gostoso ler o seu relato. É muito importante para animar as pessoas mais receosas.

Oi, Giulianno, que tal a sua disposiçào para a atividade física hoje? A minha foi excelente!

Abraços!

Anônimo disse...

oi sonia estou muito preocupada ai lendo os comentarios me animei tenho uma pedra na visicula com 3,4 cm e meu coledo mede 5,2m sera k ha possibilidade de fazer sair essa pedra k segundo o medico e grande e unica para ser expelida ele ker fazer cirurgia o k vc pode me ajudei parabens pelo seu trabalho k ta ajudando a tanta gente bjs aguardo anciosa a resposta maria de cuiaba mt

Sonia Hirsch disse...

Oi, Maria, não tenho como dar uma resposta. Sim? Não? Os terapeutas que dão supervisão a essa limpeza sempre dizem que as pedras amolecem com o ácido málico da maçã e passam sem problemas. No seu caso acho que seria bom tomar as precauções sugeridas no protocolo do prof. Moritz. Você encontra o livro na Estante Virtual - www.estantevirtual.com.br . Outra hipótese seria consultar a Susana Ayres em Brasilia, 61 8628-1231. Um abraço!

Lucia disse...

Esqueci de comentar, se vc colocar o azeite e o suco de grapefruit ou laranja numa vazilha fechada e chacoalhar vigorosamente ate a mistura ficar esbranquicada, da pra tomar mais facil, fica parecendo um shake! Nas nossas experiencias, usar suco de limao e laranja meio a meio fica com um nivel de acidez mais parecido com da toranja ou grapefruit que facilita tanto na mescla quanto na ingestao da mistura. Recomenda-se fazer o suco na hora, desde frutas frescas e usa-se sem coar. Nao sei a explicacao cientifica, mas desta forma o "shake" parece que funciona melhor! Li a maioria dos posts, tb tivemos duvidas se era seguro fazer, mas a "receita" da limpeza parece ser uma coisa tao antiga que nao pode dar errado se for seguido ao pe da letra...

Sonia Hirsch disse...

Mais uma boa dica, Lucia! Um abraço!

Anônimo disse...

Olá Sônia , meu nome e Cláudia , após muitas dores abdominais e achando q estava com algum problema de estômago , descobri as terríveis pedrinhas em minha vesícula , comecei a procurar medidas alternativas para elimina las , estou disposta a elimina las porque a dor esta me atrapalhando mto ,moro no Japão e nao confio nos médicos daqui , mas enfim tenho uma duvida , tenho uma bebe de 6 meses q mama no peito , será que esta limpeza afetaria o leite ?

Sonia Hirsch disse...

Oi, Cláudia, acho que só pode melhorar o leite. Mas tudo depende de como você vai se sentir comendo só maçãs um dia inteiro. Pode comer quantas quiser, e recomendo enfaticamente você bater com água quente e tomar o suco, porque satisfaz, aquece e vai hidratando. Boa sorte! Um abraço!

cacau disse...

Mto obrigada Sônia , farei amanha e depois volto p contar o resultado ...

Giulianno disse...

Olá Sonia!! Fiz a limpeza do figado, fazem 20 dias, nos primeiros dias me senti muito bem, só que uma semana depois comecei a sentir dores no pé do abdomen do lado direito, essas dores irradiam para as costas.. será que pode ser algumas pedras pedras que não sairam na limpeza e estão localizadas em outra região, as dores são intensas e sinto até a respiração prejudicada. Obrigado e aguardo resposta.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Giuliano, penso que seria importante verificar se os intestinos estão suficientemente limpos para não gaurdar pedras eliminadas nas dobras. O prof. Andreas Moritz alerta muito a esse respeito. Também seria bom você ter uma supervisão profissional. Um abraço!

Manoela Munhoz disse...

Oi Sônia, tudo bem?

Fiz a dieta na semana passada. Aproveitei a disposição de uma amiga e fizemos juntas, eu em Campinas, ela em São Paulo pra nos darmos força caso "morressemos de fome" ou quisessemos desistir. Nada disso aconteceu, além de muuuito sono e um pouco de frio que senti durante o dia.

Acontece que logo que tomei o azeite, me deitei. Mas a vida de mãe de criança pequena me colocou a prova, e eu precisei levantar tres vezes depois de tomar a mistura. Um pouco depois de "apagar" todos os "incêndios" da casa (rs) eu consegui me deitar e,enfim, dormir. Tive uma dor de cabeça muito, muito forte a noite e logo comecei também a enjoar. Até que resolvi que não ia ter lado, nem frente, nem costas, nem nada que me mantivesse na cama. Levantei, caminhei um pouco e finalmente consegui vomitar. A principio, parecia só ser a mistura de azeite, mas logo senti um gosto muito forte de bile. Diria que vomitei bile, se a cor não tivesse sido TERRA. Achei muito estranho, a principio, mas a sensação de alívio e cansaço me fizeram voltar a dormir. No dia seguinte, acreditei que iria por fim expelir as pedras, mas meu intestino não funcionou. Comi coisas leves todo o dia. Na manhã seguinte, ao evacuar, as fezes tinham consistencia normal, mas estavam bastante esbranquiçadas.Procurando na internet, descobri que fezes esbranquiçadas são sinal de ausencia de bile. O que faz sentido... Mas aí minha cabeça deu um nó.
Meu intestino voltou ao normal, eu me sinto bem, mas estou em dúvida se a limpeza deu certo ou não, principalmente pelo fato de ter ficado sem evacuar no dia seguinte. Será que as pedras poderiam ter sido "reabsorvidas"? Será que eu expeli e não sei? O que foi esse vomito? E a dor de cabeça?

Me dá uma luz?
Agradeço muitissimo.

Sonia Hirsch disse...

Manoela, lembra que o Pitchford manda tomar a misturinha e deitar imediatamente do lado direito, com a perna direita encolhida? Então: o corpo ali quietinho, a mente se aquietando e o fígado recebendo aquele fluxo destinado a limpar seus canais.

Se você levanta, muda tudo. O que era repouso vira movimento. O metabolismo sobe. O corpo e a mente têm que funcionar. E a dor de cabeça, penso eu, é o fígado reclamando daquele monte de azeite com limão sem sentido. Um abraço!

Natalie Rios disse...

Estou a alguns minutos do azeite com limão. Espero contar amanhã os próximos momentos.
Com o suco de maça e chá de erva doce ao longo do dia, já sinto o intestino mais leve (limpo eu não sei se está).
Estou curiosa para saber como achar as pedrinhas nas fezes. Direto no vaso sanitário, ou faz-se a parte como quando a gente é criança e precisa coletar fezes pra exame??
Até amanhã!

Sonia Hirsch disse...

Natalie, as pedras de vesícula afundam e as de fígado boiam. Correu tudo bem? Um abraço!

Natalie Rios disse...

O Sonia e demais!
Bom, mais de 12 horas do azeite com limão, e correu tudo bem sim. Deitei do lado direito com as pernas encolhidinhas, e dormir muito bem. Esperava um sabor bem pior, mas tive a sensação de estar tomando um bom molho de salada e achei até boa a mistura. Não esquentei o azeite, foi a temperatura ambiente mesmo, uns 18 graus aqui onde estou.
A 1h15 eu acordei com muito metabolismo no abdome, um pouco de dor e taquicardia, fui ao banheiro evacuar, mas estava mais sólido que líquido (acho que tinha que ter preparado o intestino melhor pra isso). Estava com um pouco de ânsia também, achei que ia vomitar, me preparei pra isso, tomei um pouco de água, e voltei pra cama pra dar tempo ao corpo de fazer o que fosse.
As 6 da manhã me despertei de novo, e veio a limpeza toda do intestino.
Eu não achei as pedrinhas, mas com certeza limpou alguma coisa lá dentro, porque estou me sentindo muito mais leve e disposta hoje, apesar de ter comido só as maçãs e suco de maçã ontem.
Se acontecer mais alguma coisa até o fim do dia, posto por aqui.

Natalie Rios disse...

23 horas depois de tomar o limão com azeite, e finalmente, ela apareceu!
:)
verde bandeira, com pontinho brancos, um centímetro de comprimento (ela é mais comprida que redonda).
já tinha perdido a esperança de acha alguma, mas ela veio. Talvez hajam outras que tenham ido ralo a baixo.
Esta boiou.

Já tinha perdido a esperança, acho que a coisa realmente funciona, espero fazer de novo em breve (e quero tentar com o sal epsom).

Boa sorte aos próximos.

Natalie Rios disse...

E aproveito para postar um texto de outro blog (em espanhol) de pessoas que testaram os diferentes cálculos, tentando explicar o processo metabólico e físico-químico que pode ocorrer.
É uma polêmica entre expulsão de pedras x formação das pedras a partir da mistura proposta.
http://astropuerto.com/?p=717

boa leiture

Anônimo disse...

Olá,
Meu problema é o da maioria aqui no blog. Cálculo / pedra na vesícula e o tratamento alternativo ã cirurgia, que invariavelmente é recomendado pelos médicos alopatas. Não sei se tem exceções.
Pesquisei na Internet, conversei com amigos e finalmente decidi fazer o processo. Foi através de um farmacêutico, que usa o método da dra. Hulda Clark.
Fiz neste fim-de-semana(16 e 17 março 2013). Tudo transcorreu dentro do previsto. Hoje pela manhã expeli muitas "pedras" esverdeadas de tamanho variado.

Ocorre que não posso garantir que foi mesmo o cálculo da vesícula. Tenho duas ultrassonografias atestando a presença. Estou curioso (e esperançoso) para ver o exame depois do processo de limpeza.
Aliás, para aumentar(ainda mais) a credibilidade do processo, seria bom que pessoas dessem este testemunho : O Antes e o Depois de exames...estou escrevendo pq vi que alguns tbm têm esta dúvida e seria muito bom ter esta certeza.
Confesso que também fiquei com receio do efeito colateral (pâncreas).
Estou torcendo para voltar ao blog para relatar a boa notícia.
De uma coisa porém, tenho certeza : a limpeza geral do organismodeve fazer um bem "danado" ao indivíduo.
P.S. vi que a autora postou que a "pedra da vesícula afunda. A do fígado bóia" É uma informação importante...pode ser que estejamos pensando que resolveu uma situação qdo na verdade foi outra...
De qq modo, a minha intenção é a de colaborar.
Abraço,

Carlos
Salvador - Ba

Sonia Hirsch disse...

Oi, Natalie e Carlos, agradeço o retorno - e vamos compartilhando! Abraços!

Quézia disse...

Ola Sonia, li seu artigo e comentarios com muita esperança, pois fui diagnosticada com pedra na vesicula e como em um outro depoimento sai muito assustada do consultorio medico. Cheguei a ter crise de choro pois o medico disse que se eu não retirasse logo a vesicula e ela se tornasse pancreatite "SE" eu saisse viva teria diabetes pro resto da vida. Depois lendo os comentarios aqui realmente me parece um absurdo retirar um orgão por causa das pedras.
Me animei muito com essa limpeza, e pretendo fazer o mais rapido possivel, assim que fizer a limpeza do intestino pois sou muito ressecada e acredito que isso possa interferir no resultado.
Agora, minha duvida é: tambem fui diagnosticada com hernia de hiato, sei que voce é uma pesquisadora e não medica, mas será que posso ter alguma outra consequencia por causa da hernia]

Quézia

Anônimo disse...

Olá, Sônia!
Comprei o livro do Moritz, li sua postagem, verifiquei vários métodos de limpeza do fígado/vesícula, comecei dois dias atrás a preparação (seguindo Moritz) e eis que encontro sites em inglês dizendo que tudo não passa de mito. Isso porque o ácido málico não tem poder de amaciar nem dissolver as tais pedras... Nem é capaz de penetrar nos ductos. As pedrinhas depois da limpeza vistas boiando no vaso sanitário seriam resultado do óleo de oliva e os sais em contato com o intestino. As pedras "reais" são muito duras, jamais amoleceriam e não seriam expelidas nas quantidades normalmente observadas. Elas também afundariam na água e não são tão comuns assim. Enfim, fiquei bastante confuso e frustrado. Você sabe algo sobre esses argumentos?
Obrigado e abraços!
Carlos.

Natalie Rios disse...

Oi Carlos!

Eu li vários dos anti-comentários também, tentando explicar o processo e a questão do azeite limão + tubo digestivo gerarem as pedras verdes.

Deixei a minha um dia estendida num pedaço de papel higiênico, e ela praticamente derreteu inteira.

Não vou argumentar nem para um lado, nem o outro. E no meu caso, não usei os sais (a Sônia também não), então ainda há outras coisas na equação pra serem consideradas.

Seria bem legal um estudo mais científico sobre assunto.
Abraços, e ainda que "não funcione" (o que não concordo a priori) acho que vale tentar.
boa sorte.
(P.S.- Eu não tenho nenhum quadro clínico com pedras na vesícula, fiz para testar e e prevenir).

Sonia Hirsch disse...

Carlos e Natalie, bom dia!
O fígado acumula sedimentos, a vesícula os transforma em "pedras" ou cálculos. Por isso o que sai do fígado é como um barrinho mole que boia e se desmancha.
Considero fundamental obter informações de autores confiáveis como Moritz, Pitchford, Nayman, Clark e outros, que já estudaram muito, já pensaram muito e de fato ajudaram milhares de pessoas a se livrar de cálculos biliares. Também respeito as discussões em sites da internet quando são frutíferas. Muitas não são. Aqui mesmo aparecem alguns que só querem ouvir a medicina convencional e agridem tudo o que discorda dela. Vamos com calma. É sempre bom ter certeza quanto às dúvidas, pois elas nos levam para a frente enquanto as incertezas nos paralisam. Abraços e bom domingo!

Sonia Hirsch disse...

Carlos e Natalie, bom dia!
O fígado acumula sedimentos, a vesícula os transforma em "pedras" ou cálculos. Por isso o que sai do fígado é como um barrinho mole que boia e se desmancha.
Considero fundamental obter informações de autores confiáveis como Moritz, Pitchford, Nayman, Clark e outros, que já estudaram muito, já pensaram muito e de fato ajudaram milhares de pessoas a se livrar de cálculos biliares. Também respeito as discussões em sites da internet quando são frutíferas. Muitas não são. Aqui mesmo aparecem alguns que só querem ouvir a medicina convencional e agridem tudo o que discorda dela. Vamos com calma. É sempre bom ter certeza quanto às dúvidas, pois elas nos levam para a frente enquanto as incertezas nos paralisam. Abraços e bom domingo!

Giulianno disse...

Oi sônia!! fiz a segunda limpeza, só que desta vez sairam mais pedras do que na primeira e maiores... só que continuou o mesmo problema da primeira limpeza, dias após, até o dia de hoje sinto as mesmas dores no abdômen na parte inferior as vezes como umas pontadas, volto a fazer a mesma pergunta para vc, será que pode ser pedras que não saiu e está pelo intestino... uma vez que não sei fazer o procedimento da limpeza do intestino, se for mesmo pedras pode ter algum risco... também tenho tido muito gases.. caso seja pedras no intestino e eu fizer a limpeza do mesmo elas saem. Obrigado.

Sonia Hirsch disse...

Giuliano, dores abdominais e gases podem ser sintomas de muita coisa, inclusive amebas e cândidas ou simplesmente combinação de alimentos errada. Não tenho como orientar você. Mas a ênfase na limpeza intestinal é importante. Sugiro que leia o livro do prof. Andreas Moritz para tirar suas dúvidas. Um abraço!

Sonia Hirsch disse...

Quézia, também não posso ser útil a você, sinto muito. Sugiro que procure um/a profissional qualificado/a. Um abraço!

Anônimo disse...

ola,

gostaria de entender.
essa dieta da maca ajuda apenas na limpeza da vesicula biliar?
meu objetivo é desintoxicar o figado.

att

Sonia Hirsch disse...

Anônimo, me parece que as respostas às suas perguntas estão no título e no início do texto.
Fora isso, existem outras formas de desintoxicar o fígado com chás, compressas, acupuntura e alimentação no dia a dia. Um abraço!

Anônimo disse...

ola sonia,

obrigado pela rapida resposta.
sim, no titulo esta escrito limpeza de figado e vesicula. E no comeco do texto diz "excessos do figado".
Mas no final das contas, nessa terapia é para remover as pedras da vesicula.
Mas lendo uns 3 comentarios acima do meu, vi que se a pedra boiar é do figado, e se afundar é da vesicula? E que a pedra na vesicula sao os sedimentos do figado?

Sonia Hirsch disse...

Sim, as "pedras" se formam na vesícula em volta de sedimentos, bichinhos, etc. Uma dessas "pedras" cortada ao meio mostra atividade bacteriana, e bactérias só se desenvolvem em torno da vida.

Anônimo disse...

Olá boa noite a todos gostaria de saber se alguem aqui fez com pedras no tamanho de 2cm???? Por favor me responda!

simone alves disse...

Sonia, eu não consigo encontrar palavras,estou muito emocionada.
Minha irmã Deise extraiu a visícula no último Outubro-2012,fiquei muito impressionada!Em Fevereiro-2013 comecei a ter os mesmos sintomas,mas nem sequer cogitei em retirar um pedaço de mimi.Penso que se tem algo sujo deve ser limpo,e fui a luta também!Te encontrei,encontrei o blog e fiz imediatamente a receita das maçãs.Foi algo de muita coragem para mim,eu queria ficar boa sem aquelas dores malditas ,então não questionei a forma simplesmente obedeci.De manhã por volta das 5hs fui ao banheiro e era só suco de maçã,me levantei as 8hs me sentindo muito fraca,tomei café com leite e comi um pão sem manteiga e descansei.Até que chegou a minha hora,fui ao banheiro e sairam várias pedrinhas,Sônia fiquei tão nervosa ao mesmo tempo tão aliviada!Muito mais crédula na medicina que Deus nos deixou.
Amei a expressão ¨varrendo com doçura¨, me senti muito bem e deixo um recadinho a todos:DEIXA SAIR!!!

simone alves disse...

Ah,esqueci de dizer que essa minha experiência foi de ontem 21.04.13 para hoje 22.04.13.
Estou muito feliz,e vou cuidar mais do que como!bjs.....

Sonia Hirsch disse...

Oi, Simone, é muito emocionante mesmo a gente sentir que pode tomar as rédeas e controlar a situação sem cirurgia. Não esqueço o que disse a Antónia Mendes, de Portugal: a gente não tira a cabeça porque ela dói. Muito obrigada pelo retorno e... sim, continue melhorando a alimentação e sentindo os bons resultados! Um abraço!

Carla Almeida disse...

Olá Sonia!
Meu marido recebeu hoje o resultado de uma ultrasonografia de abdomem e lá apareceram 2 pedras na vesicula, começando a calcificar.
Pesquisando na Internet uma maneira natural de resolver isso achamos seu blog e amanhã mesmo ele estará fazendo o processo de desintoxicação.
Ele tambem quer adicionar o tal Sal Amargo, mas não acho o bendito aqui em Petropolis (somos vizinhas! :) ), saberia me indicar onde vende?
Super obrigada, depois dou noticias.
Abraços.

Sonia Hirsch disse...

Vende em farmácias. É ótimo como sal de banho. Boa sorte para seu marido!

Anônimo disse...

Olá Sônia!! Fiz a segunda limpeza do figado... só que uns 15 dias após essa 2a limpeza venho tendo muitas dores na barriga e alguns sintomas p que acredito que seja de intoxicação, nessa 2a limpeza saiu mais pedras do que na 1a... fiz a ultima limpeza a 2 meses atrás, será que esses sintomas poderia ser mais pedras que ainda restam no figado e precisam ser expelidas sendo necessário uma nova limpeza uma vez que eu estou meio receioso em fazer uma outra limpeza por conta dos sintomas que venho sentindo e que possa piorar ou talvez melhorar... ou será que ficou alguma pedra presa nos ductos e no colon e está causando estes sintomas. Tenho uma duvida: essa limpeza também serve para quem retirou a vesicula que é o meu caso. Grato e abcs.

Sonia Hirsch disse...

Sem Nome, não tenho como ajudar você diretamente, mas posso sugerir que você faça uma pesquisa de verminose. Muita coisa faz a barriga doer. Se já não tem a vesícula é porque sua alimentação não deve ser menos boa do que deveria. Minha indicação seria consultar a Susana Ayres por skype, tel 61 8628-1231. Um abraço!

Angelica Alckmin disse...

Sonia tenho um bebê de 7 meses que está com uma pedra de 7mm na vesícula, você recomenda algum método natural para eu tentar retirar essa pedra?

Sonia Hirsch disse...

Oi, Angelica, mas como um bebê de 7 meses pode ter pedra na vesícula? Eu recomendaria você consultar alguém como a Susana Ayres, tel 61 8628-1231, ou o Geraldo Granja, tel 31 3458-9343, para um diagnóstico vibracional e uma orientação adequada. Ambos são profissionais em medicina tradicional chinesa e tratamentos com ervas e alimentação. Um abraço, dê notícias se puder!

Anônimo disse...

Boa noite Sônia, eu fiz semana a dieta das maças conforme vc explicou no blog, o difícil foi tomar o azeite mas dei meu jeito e tomei, expeli bastante pedras mas fiquei com uma duvida q gostaria que me respondesse , a possibilidade de obstruir algum canal onde passaram as pedras? e em quanto tempo posso realizar outra fico no aguardo. att Tiago

Sonia Hirsch disse...

Tiago, o que eu sei é o que está no post e nos comentários. Nunca ouvi falar em obstrução de qualquer canal com esta limpeza. Sobre a repetição, depende da pessoa e da necessidade. Não consta qualquer inconveniente. Eu diria a partir de um mês ou dois.

Anônimo disse...

Boa noite Sonia Fico Feliz pois essa dor incomodava muito hoje passei sem dor algum e espero que isso não volte mais, te agradeço pela postagem isso me ajudou e me livrou de um cirurgia que temo muito fico muito agradecido pela sua postagem, mais uma pergunta eu tenho um conhecido que tem uma pequena pedrinha no rim vc recomendaria algo deste tipo? aguardo contato Tiago

Sonia Hirsch disse...

Oi, Tiago, existe uma limpeza de rim recomendada por vários autores de que gosto muito, mas não tenho nada escrito a respeito. Seu amigo já tomou chá de quebra-pedra? Uma visita a uma farmácia de ervas medicinais poderia ajudar. Um abraço!

NINA disse...

OLÁ SONIA
GOSTARIA DE SUA OPINIÃO,VOCÊ ACHA QUE QUEM TOMA CARDO MARIANO PRECISA FAZER A LIMPEZA DO FÍGADO E DA VESÍCULA?
BJS.
SÔNIA

Sonia Hirsch disse...

Nina, uma coisa não exclui a outra. O cardo mariano reforça as células filtrantes do fígado e a limpeza se dirige a amolecer e eliminar pedras e outros resíduos que já estejam nos dutos. Um abraço!

Danielbeckerbr disse...

Sonia, sou pediatra e adoro seus livros. Tenho cálculos biliares grandes e por isso nao perturbam muito. os pequenos dão colicas e podem se intrometer no coledoco e daí no canal pancreático, causando o que é o maior risco do calculo biliar: a pancreatite, que é mortal. E aí: a gente mobiliza as pedrinahs e elas entram no canal pancreático. Quem garante que elas vão seguir pro intestino? Não parece meio arriscado? Obrigado.

Sonia Hirsch disse...

Daniel, eu respeito e admiro o prof. Paul Pitchford, de quem copiei a receita, e o prof. Andreas Moritz, que também é citado como fonte para essa limpeza tradicional em várias culturas. Tanto assim que a fiz e vim aqui contar como foi, como tantas outras pessoas.

Arriscado, para mim, é me internar num hospital, tomar anestesia geral e deixar que alguém me corte, retire minha vesícula e me mutile para todo o sempre sem sequer pensar em alguma alternativa.

O livro do prof. Andreas Moritz é muito esclarecedor, talvez você queira ler. Um abraço!

Anônimo disse...

Olá Sônia!! tudo bem.. essa semana comprei o Carduus Marianus DH3 (Comprimidos) em uma farmácia homeopatica, esse DH3 é uma formula fraca, média ou forte.. estou tomando um comprimido 3x ao dia, está correto.

Sonia Hirsch disse...

Não sei, mas o farmacêutico deve saber. E homeopatia não tem comprimido para tomar, tem tabletes ou glóbulos para chupar, né não? Ou deixar debaixo da língua. Um abraço!

Wilma disse...

Ola Sonia. Já tive oportunidade de receber informações suas.Fiz um ultrassom recentemente e descobri que tenho infiltrações de gordura no fígado. Gostaria de saber se posso fazer a limpeza? Resolve para acumulo de gordura? Sou sua admiradora, parabéns pelo seu blog
Wilma

CLARA disse...

Bom dia Sonia, tenho muitas pedras pequenas na vesícula e a cirurgia está marcada para julho (para o meu desespero, pois ainda não tive dor alguma)... Resolvi procurar na net se existe outra solução e me deparei com seu post... Ontem quando ia começar a limpeza, me veio a seguinte dúvida: fiz uma cirurgia de estomago há 5 anos atrás, porém a técnica é a DUODENAL SWITCH (esta técnica faz o suco pacreático só se encontrar, com a comida, nos últimos 90 centimetro do intestino, ou seja, o caminho das pedras da vesícula e do azeite seriam diferentes até este ponto). Sendo assim, há maior chance das pedras ficarem presas na outra parte do intestino que não se comunica com a comida? o azeite funciona como um fluido que ajuda elas deslizarem ou a sua função é outra?... obrigada

Sonia Hirsch disse...

Clara, não tenho como responder à sua pergunta. Sugiro fazê-la a um profissional de saúde. O que sei a respeito é apenas o que está no post, e na experiência que tive. Um abraço!

Lenira Pereira disse...

Uma pena ter descoberto este post, só agora...fiz a cirugia da retirada da vesicula há 15 dias, e tinha várias pedras enormes, pequenas não tanto.Minha dúvida é..será que possofazer essa "limpeza" para ajudar meu fígado a se livrar das gordurinhas alojadas lá, agora que já não tenho a vesicula??? obrigada!!

Sonia Hirsch disse...

Lenira, a limpeza é "de fígado e vesícula", portanto bem explícita - ainda mais já tendo criado pedras. Um abraço!

Tatiane Siqueira disse...

Olá Sônia.
Então, tenho 25 anos, morro de medo de agulhas então imagine meu choque ao ouvir do quarto médico que teria que passar pela cirurgia para retirada da vesícula. Na realidade ainda estou em choque e relutante com a ideia.
Bom, não tinha plano de saúde então tratei logo de fazer uma para poder fazer os exames do pré-operatório todos por ele, mas ao mesmo tempo estou correndo atrás de tudo que me ajuda a não precisar operar.
Não sei se no meu caso adiantará somente expelir as pedras, pois o que os médicos dizem é que a minha vesícula já não funciona mais e retirar só me fará adiar a cirurgia pois com certeza surgirão outras, mas mesmo assim penso que não me custa nada tentar né?
Seu post está excelente, parabéns!!!
E vou fazer...vai que... Né? rs abç

tatiane.siqueira88@hotmail.com

Filhos do Leão disse...

Eu já fiz duas limpezas no sistema do Andeas Moritz.
Na primeira sairam poucas pedras, todas bem pequenas e em pouca quantidade. Já minha esposa e minha sogra, muitas e bastante e tamanhos grandes também.
Achei que tinha feito algo errado, e basicamente fiz, não tomei nada de maçã na primeira.
Bom, mas na segunda eu caprichei, fiz todo o procedimento da maçã de uma semana.
Mas ao fazer a limpeza, mesma coisa, bem poucas pedras e bem pequenas, de 2 a 3 mm.
Será que eu não tenho pedras? Ou devo continuar fazendo as limpezas?
Grande abraço

Anônimo disse...

Olá Sônia tudo bem!!! fiz a minha quarta limpeza esta semana, só que não estou me sentido bem, uma sensação estranha no corpo, como se fosse uma intoxicação.. os sintomas são: coceiras pelo corpo, dores de cabeça, desconforto abdominal, asfixia, e respiração comprometida e estou a 3 noites sem dormir... fiz todo o procedimento da limpeza só não realizando a limpeza do cólon, será que vai ser preciso fazer essa limpeza do cólon para remover possíveis cálculos que possam ter ficado preso no cólon e estar causando foco de toxina no corpo e na corrente sanguínea que poderá causar risco a minha saúde, também estou a dois dias da limpeza sem evacuar, sônia qualquer sugestão sua será bem vinda, favor me dê uma luz.

Sonia Hirsch disse...

Puxa, quantos sintomas! Espero que você já tenha melhorado. Como eu digo lá em cima, "Aos que têm o intestino mais congestionado, o protocolo do Andreas Moritz pode ajudar melhor. Está em seu livro A limpeza do fígado e da vesícula, que ganhou nova edição recentemente e é leitura fundamental para quem deseja cuidar de seu maior bem: a saúde."

Minha sugestão é comer uma maçã por dia, no intervalo das refeições, e só comida bem limpa. A supervisão profissional é sempre bem-vinda. Um abraço!

Marcelo Coelho disse...

Sonia parabens pelo blog se puder me orientar agradeço.Nao entendi muito bem é um unico dia com 6 maças depois 80ml de azeite com mais 20 a 30 ml limão ao deitar e deitar de lado e esperar acontecer?Depois da primeira voce indica fazer mais?Eu tenho operação de hernia de hiato e nao consigo vomitar, sera que passarei muito mal, eu tolero bem azeite abraço

Sonia Hirsch disse...

Oi, Marcelo, sugiro você procurar uma supervisão profissional e utilizar o protocolo do prof. Moritz, que está no livro "Limpeza do fgígado e da vesícula", para se garantir. Um abraço!

Qualquer coisa... disse...

Olá Sonia, fiz a limpeza na segunda-feira passada... aquela que usa os 4 copos de salamargo.
Na segunda não comi carnes, fui num vegetariano e após a refeição comi muito abacaxi e mamão... a tarde já fiquei com o intestino solto... fiquei em dúvida se fazia ou não...
Resolvi fazer conforme o protocolo respeitando todos os horários... pela manhã saiu muitas pedras pequenas... muitas... e 3 grandes... quando foi passando o efeito ainda senti vontade de ir ao banheiro e ainda saiu uma ou outra pedra... estou com um gosto amargo na boca mas estou me sentindo ótima ... desinchada...
Como fiz ao pé da letra ... não tomei ingeri nenhum alimento ou líquido após as 14hs da segunda feira... e acho que perdi muito líquido... fiquei com receio de ficar desidratada pois perdi muito líquido tb...
Gostei da experiência... mas fiquei em dúvida se posso ingerir outros líquidos *água, chá, sucos, água de coco, etc.. ) durante o processo, que vc acha?
Hoje pela manhã ainda sairam algumas pedrinhas... é normal?
Te admiro muito...

Sonia Hirsch disse...

Qualquer coisa, se está saindo deve ser bom. Mas você sabe que sempre recomendo supervisão profissional, né? Um abraço!

Sandra Feitosa disse...

Oi Sonia, estou super feliz por conhecer seu blog. Li muito sobre os comentários da limpeza do fígado e da vesícula e estou feliz por encontrar uma luz no fim do túnel! Dia 4 de agosto depois de dores horríveis fui diagnosticada com pedra na vesícula, depois deste dia tive mais 2 crises (como dói, já fiz o risco cirúrgico e já posso marcar a cirurgia, MAS não quero fazer, quero minha vesícula aqui comigo rsss!! Quero muito fazer essa limpeza, se entendi bem basta eu tomar annita ( 3 dias - 6 comprimidos né) aguardar umas 2 semanas e já posso fazer a dieta da maçã? ou tenho que fazer algo mais antes do dia da dieta? Por favor me responda, pois quero começar o procedimento o quanto antes, até pq o local está super dolorido, lado direito abaixo do seio, tenho medo de outra crise!! Obrigada desde já!!

Unknown disse...

Sônia, eu fiz outro método, do Oxy Powder, mas também com azeite e limão, enfim, bem parecido. Agora, só uma coisa: eram pedras mesmo?? tipo pedra brita, pedra dura ou pedrinhas de massinha? Porque as nossas foram meio que bolinhas de massinha...

Nilva disse...

Olá Sonia, ouvi no programa Allegrum Vivi do Dr. Cascapera sobre a importância da limpeza do figado e ele recomendou procurar sobre a limpeza da Dr. Hulda Clarck. A partir dessa pesquisa cheguei até seu blog, que já conheço e sigo algumas dicas de longa data. Meu caso é o seguinte: Tenho 54 anos e encontro-me na menopausa. Preparei-me (ou achei que estaria preparando-me adequadamente) para essa fase desde os trinta e poucos anos quando, como dizem popularmente, caiu a minha ficha e comecei a pensar em qualidade de vida. Dentro dos recursos que dispunha iniciei uma alteração alimentar retirando do cardápio , gradualmente, alguns tipos de alimentos e de preparo dos mesmos (fritura, refrigerante, doces, gordura animal, embutidos, industrializados, etc). Ao mesmo tempo fui me informando, pesquisando e adicionando os diversos alimentos ditos como funcionais e passei a ingerir cereais integrais, muito maior quantidade de legumes, verduras, frutas e sementes. Paralelo a isso tomei a decisão que me pareceu mais importante e urgente: parar de fumar, que aconteceu em 1996 ao completar 37 anos. Iniciei alguma atividade fisica, caminhadas, pedaladas, alongamentos, um pouco de musculação, mais tarde pratiquei alguns meses de yoga, enfim, tento me manter ativa. Até os 48 anos não consegui evitar o stress, mas tentava compensar o desgaste através do exercicio fisico. Porem nessa etapa a minha vida teve uma mudança radical. Eu e meu marido saimos de São Paulo, Capital, para a cidade de Bonito no MS, onde meu filho já vivia há alguns anos e minha netinha acabara de nascer. Hoje tenho a alegria de viver proxima ao meu filho, acompanho o desenvolvimento da minha netinha, atualmente com 6 anos, usufruo das belezas da região, da facilidade de uma cidade pequena, não tenho preocupação com segurança, transito, meu trabalho é mais tranquilo, enfim, estou feliz. Mas estaria melhor não fossem os sintomas da menopausa que estão me deixando literalmente sem energia. Há 4 anos convivo com ondas de calor intensas durante o dia e, principalmente, a noite. Já tentei varios metodos naturais, extrato de amoreira, cimicifuga, florais, enfim nada dá conta de cessar as ondas. Através de pesquisas li que muito dessas ondas de calor tem a ver com a energia do figado...aí me ocorreu fazer a limpeza. Ah, outra coisa, inseri há alguns meses o hábito diário de 2 copos de kefir (de água) o que ajudou imensamente no funcionamento do meu intestino, que sempre foi um tanto preguiçoso. Como extraordinária pesquisadora, qual a sua opinião sobre isso? Abraços, muita paz e luz!
Nilva

Sonia Hirsch disse...

Sandra, espero que a minha demora em responder (muitas viagens) não tenha impedido você de fazer a limpeza.
O procedimento não envolve tomar o Annita, eu tomei por outra razão e só mencionei porque apareceu uma cutícula de verme na limpeza.
Boa sorte, um abraço!

Sonia Hirsch disse...

Unknown, a "massinha" que boia na água, consta que são os resíduos do fígado. As pedras de vesícula são mais pesadas e afundam.

Nilva, lamento muito mas não posso acompanhar ou opinar sobre casos tão pessoais; sou jornalista, estou aqui para transmitir informações e ajudar na medida do possível, mas sempre recomendo supervisão profissional a quem deseja uma boa opinião.

Abraços!

Anônimo disse...

Oi Sonia! Tudo bem?

Li todos os 107 posts e não vi nenhum com perguntas como a minha. Na verdade, não sei nem se você pode me ajudar ou orientar.
Há alguns anos um ultrassom apontou um pólipo na vesícula. Para meu horror, os médicos recomendam extração, com base no fato de que não dá pra fazer biópsia na bichinha e resolvem logo extrair de uma vez. Tipo bateu-valeu.
será que essa limpeza pode ajudar de alguma forma?
um beijo,
luciana

Sonia Hirsch disse...

Luciana, sinceramente, não sei. Mas pólipos são instáveis, podem desaparecer. Sugiro consultar alguém como Susana Ayres ou Geraldo Granja, que poderão dar uma resposta mais consistente. Um abraço!

Lia Girão disse...

Olá Sonia... li os dois posts a respeito da limpeza, me documentei sobre os outros processos tb do Dr.Moritz e Dra.Hulda. Gostei deste que apresentou, pela simplicidade e eficácia relatada por várias pessoas, incluindo você mesma. "Colhi" o melhor de cada relato e acredito esta consciente e pronta para a limpeza. Chega de dores, essa semana farei a limpeza e espero ter bons resultados, acredito que terei sim. Volto para relatar, muito obrigada.

Samantha Fullmann disse...

Eu não tenho mais a vesícula... eram tantas pedras que nem conto! Se eu tivesse lido esse post antes... mesmo assim eu posso fazer essa dieta? Serviria para que? Grata Samantha

Marcelo Coelho disse...

Eu ja cmprei o livro, mas confesso que tenho medo de fazer ,pois tem que ficar repetindo a limpeza

Sonia Hirsch disse...

Samantha, o que eu sei está escrito lá em cima. Minha vesícula não tinha pedras, mas foi muito bom limpar o fígado.

Marcelo, medo é um péssimo conselheiro. Você não escova os dentes todo dia? Por que não poderia repetir a limpeza, se for necessário? Eu já já vou fazer outra vez...

Abraços!

Anônimo disse...

Olá Sônia! Sobrevivi à minha 1ª limpeza rsrs!! Segui o protocolo do Andreas Moritz. Acabei vomitando um pouco o azeite lá pelas 3 da madruga, mas era o que meu corpo precisava... Depois fluiu tudo bem, com direito a pedras verdes e tudo rsrs. Confesso que o sal amargo foi a parte pior, não só pelo sabor, mas pela reação do meu corpo. Seguindo minha intuição, abortei a 4ª dose, devido a muita náusea, e mesmo assim estou até agora dando umas corridas ao banheiro. Minha 2ª limpeza, farei seguindo o protocolo que você usou... Não conhecia. Quanto ao sal amargo que aconselham por ter a função de dilatar os ductos biliares, você conhece algum fitoterápico com função similar?!
Mas não é à toa que o fígado representa a alegria... Apesar da minha balada noturna... feliz, leve e grata por encontrar seres que ousam cuidar de si mesmos e criar espaços de trocas!!! Grata!! Nirmohi

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 216   Recentes› Mais recentes»