quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Kefir: Notícias de quem cultiva e troca

Cassia, uma amiga do blog, manda um link para divulgar o kefir: "Penso que este assunto deveria ser mais explorado, principalmente porque tantas pessoas estão aí sofrendo horrores por conta da candidiase. Há um grupo muito legal trocando idéias e doando os grãos ou sementes do Kefir aqui no Brasil: http://br.groups.yahoo.com/group/fazendo_kefir/ .

Tá dado o recado. Valeu, Cássia!

57 comentários:

  1. Eu parei de ter kefir porque os meus se reproduziam demais. Talvez pelo fato de eu ralar rapadura especialmente para eles... A cada semana, eles dobravam em quantidade. Não tinha como distribuir tantos assim. Uma vez perguntei numa comunidade se eles tinham problemas com kefir demais e ninguém me respondeu. Tenho a impressão de que mais passam isso e dá uma certa vergonha em admitir.

    No mais, além dos benefícios divulgados, e água do kefir é excelente para fazer pães. Dispensa o fermento químico, o pão fica macio e delicioso.

    ResponderExcluir
  2. Luciana Gomes19/08/2010 07:36

    Ótimo lembrete, Sônia! Eu faço parte do grupo do Yahoo e tenho um blog voltado à divulgação do kefir e às doações. Quem quiser mais informações é so acessar
    http://kefir-tesouroprobiotico.blogspot.com
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Salve, Sônia Hirsch! Hoje eu sonhei com você. BeijOM,paulo

    ResponderExcluir
  4. Salve, Paulo! Tudo bem? Espero que tenha sido um bom sonho. E a Pauliceia? Beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi Sônia,
    É com grande prazer que escrevo aqui no seu blog, pois te acho uma escritora fantástica. Já li muitos livros seus e digo que vc tem a capacidade de transmitir todas as coisas nas quais eu acredito nos seus livros.
    Coincidentemente, ontem entrei no blog da nossa amiga de cima, Luciana Gomes, e tive a idéia de escrever um post sobre o kefir no meu blog e procurando informações, achei o teu!
    Passando por aqui só para deixar registrada minha admiração por ti e falar que já estou te seguindo.

    Abraço!!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Marina, bem-vinda! Um abraço!:-)

    ResponderExcluir
  7. Silvia - BH21/08/2010 14:14

    Vou tirar meu kefir do congelador e tratá-lo bem como Caminhante. Também tive sobra e ninguem para doar. Congelei um pouco, o restante usei e depois parei com o kefir. Mas eles não cresciam tão bem como os seus.

    ResponderExcluir
  8. Salve, Sônia Hirsch! Ah, foi sonho bom, você estava de maiô e dava uns mergulhos super acrobáticos numa piscina de águas claras (bom, em se tratando de simbolismo onírico), simples assim. Aqui em Sampa um dia belo, com sol, Bienal do livro, almoço e comprinhas na Liberdade me fizeram falar de ti. Será que estou apaixonado, SH? ih ih ih. Prá não falar que estou ficando muito ófitópiqui aqui no seu blog, faço uma perguntinha: Esse kefir...nunca provei, tem gosto de yogurte? Como se usa na rotina diária?beijOM, paulo

    ResponderExcluir
  9. Oie sônia, amei teu blog, parabéns!!!
    eu tava lendo sobre vermes, geralmente quando fala tomar em jejum é acordar cedo e tomar logo o remédio,e depois pode tomar café da manhã normal ou tem que ficar de jejum até a hora do almoço?
    beijosssss

    ResponderExcluir
  10. desculpa ter posto essa duvida aqui, é pq eu achei que talvez vc não fosse ver nos posts anteriores

    ResponderExcluir
  11. Oi, Paulo, muito obrigada por contar, adorei :-)

    Eu provei o kefir uma vez só, tanto de leite quanto de água. Não achei gostoso, mas sabor é questão de hábito, né? Usa-se como iogurte. O mais importante é observar se traz de fato benefícios ao intestino, à pele, à disposição geral do organismo. Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Mari, eu tenho um olho que tudo vê neste blog, recebo por email todos os comentários com link para os respectivos posts :-) Mas tudo bem comentar qualquer coisa em qualquer lugar.

    Tomar em jejum quer dizer de estômago vazio. Depois pode tomar café normal, a menos que haja indicação em contrário. Um abraço!

    ResponderExcluir
  13. São anos convivendo com esse ou essa (?) fungo delinquente que resolvi começar a dieta. Acho que nunca fui eu mesma por causa dessa maldição. Excelente blog com informações sólidas e prestativas. Parabens Sonia.

    ResponderExcluir
  14. Obrigada, Anônima! Só um reparo: como disse Pasteur, o agente infectante não é nada, o terreno é tudo. O terreno somos nós e nossa alimentação enganosa. Eu diria mais maltito pão francês gostoso, açúcar delinquente... Um abraço!

    ResponderExcluir
  15. Ei Sonia! Tô super feliz pois consegui comprar seu livro "Os Gatos", que era o último que me faltava...agora tenho todos!
    E este, como todos os outros, é ótimo!Uma leitura agradabilíssima!
    Tenha uma semana de muita paz!
    Lilian MG

    ResponderExcluir
  16. Oi Sônia. Escrevi pra voce outro dia sobre os carocinhos no cotovelo do meu filho.Segui seu conselho e ao invés de ir a outro dermatologista, conversei com o pediatra dele sobre a possibilidade de ser verminose e o pediatra receitou o medicamento que voce falou o Annita. Minha dúvida agora é saber qual a melhor fase da lua para eu dar o remédio a ele. Desculpa o abuso, é que depois que conheci seu blog fiquei viciada em ouvir suas opinões, sempre ponderadas e cautelosas, mas tão certeiras!!!!! Um beijo. Maria Rosa

    ResponderExcluir
  17. Oi, Lilian, obrigada e um beijo!

    ResponderExcluir
  18. Oi, Maria Rosa, dizem que é melhor vermifugar nas luas minguante e nova. Não se esqueça de repetir a dose depois de uns 10 dias. Um abraço!

    ResponderExcluir
  19. Sonia e Maria Rosa
    o verme segue um ciclo analogo ao da Lua, de modos que pra fazer um exame escolhendo a cheia lunar eh melhor prq ai eles aparecem bem.
    P acabar c eles vale a pena vermifugar na minguante, na nova nao eh bom. Ate 12 hs antes da nova td bem!

    ResponderExcluir
  20. Oi, Barbara, por que na nova não é bom?

    ResponderExcluir
  21. Oi Sonia
    Na nova eh bom semear coisas novas que cresçam fortes e nao eh a melhor fase p acabar com algo. Limpezas e desintoxicaçoes vao bem na minguante.
    Sou sua fan desde os anos 80 e seus livros me ajudaram e ajudam mto, continue com essa força e capacidade.
    abs

    ResponderExcluir
  22. Silvia - BH22/08/2010 23:09

    O link da postagem anterior sobre kefir é este
    http://www.soniahirsch.com/2009/07/kefir-o-primo-do-iogurte.html
    e que pode ser visto clicando no marcador no fim do post. Menciono isto para quem não tem o costume com marcadores.

    ResponderExcluir
  23. Oi, Silvia, luxuoso auxílio o seu! Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Sônia e todos mais... Eu estou procurando um contato em Miami/FL para obter o kefir. Alguém que queira doar ou mesmo a indicação de loja que o venda, de preferência o de leite.
    Já dei uma pesquisada, mas não recebi resposta até o momento, então será que alguém por aqui poderia me ajudar?

    Beijos a todos

    ResponderExcluir
  25. Oi Sônia

    Este fim de semana uns amigos mexicanos falaram que lá no México há uns bichinhos bulgaricos (do gênero lactobacilos) mas que eles crescem uns centímetros, se multiplicam muito e que precisam de oxigênio. Ou seja, as pesosas usam esses bichinhos para fermentar o leite mas não os comem com o iogurte.

    Me disseram que mantêm esses bichinhos em frascos abertos geralmente em locais altos e frescos (pois como as bactérias e os vírus não voam haverá menores probabilidades de propagação e infestação). Colocam-nos em leite para fermentar e que só comem a "caquinha" que os bulgaricos deixam no leite. Depois lavam os bichinhos (disseram que precisavam de cuidados como os animais de estimação) e ou voltam para o frasco ou vão fermentar mais leite. Eles disseram também que nunca se comem esses bichinhos pois se precisam de oxigênio para viver no nosso intestino isso jamais seria possível.

    Olha, desculpa a confusão no post mas fiquei a pensar nisso e achei melhor perguntar para quem sabe mais e melhor: você, Sônia.

    Será que você poderia elucidar mais acerca disso?

    Pensei que só existisse um tipo de probióticos (que não necessitavam de oxigênio) e que todos pudessem ser ingeridos...

    Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  26. Sônia, descobri esse site extraordinário (em inglês) e é muito parecido com o da Pat Feldman. Não sei se você já conhece mas aqui está ele:

    http://www.helladelicious.com

    Tem receitas óptimas naturais baseadas em Sally Fallon e muitos mais. Esse artigo fala sobre probióticos e tem receita para aqueles que não podem comprar cápsulas:

    http://www.helladelicious.com/our-food/food-facts/2010/01/guidelines-to-choosing-a-good-probiotic/

    Depois, quando você puder esclarecer as dúvidas na pergunta acima... obrigada viu :)

    Um abraço apertadão

    Maria.

    ResponderExcluir
  27. Oi, Maria, nunca ouvi falar dos bichinhos bulgaro-mexicanos, mas acho que eles devem saber o que estão fazendo (os bichinhos, os búlgaros e os mexicanos). Pelo menos o nome seria importante para a gente pesquisar, né?

    Seu comentário abaixo: o Google me desaconselhou a entrar no link que você mandou, embora eu esteja azul de curiosidade de ler o artigo. Dá pra copiar e mandar pra mim no email? shirsch@terra.com.br .

    Beijos, Maria, e bom dia!

    ResponderExcluir
  28. Sou eu de novo Sônia. Esse mesmo artigo fala sobre uma possível ajuda no combate à candidíase:

    "Saccharomyces boulardii: A yeast which can be used as an antagonist to the pathogenic Candida albicans (found on lychee originally)."

    É sobre um tipo de fungo (Saccharomyces boulardii) que pode ser usado para combater a Candida Albicans. Pode ser encontrado em líchias e no mangostão, por exemplo.

    http://vitaminlady.com/articles/candida_albicans.asp

    "Saccharomyces Boulardii is in effect a friendly yeast that fights Candida: it is much used in France, where they refer to it as the yeast- fighting yeast. If your Candida is connected to food allergies, this may be especially helpful for you; it releases IgA which helps heal the lining of the gut. Saccharomyces is helpful to prevent and relieve diarrhea, particularly when medication related."

    (Saccharomyces boulardii é na verdade uma levedura "amiga" que combate a Candida: é muito utilizada na França, onde eles se referem a ele como a levedura que combate levedura. Se a sua Candida está ligada a alergias alimentares, isto pode ser especialmente útil para você; essa levedura libera IgA que ajuda a curar o revestimento do intestino. Saccharomyces é útil para prevenir e aliviar a diarréia, principalmente quando relacionadas a medicação. "antibióticos")

    Mais informação aqui: http://www.giprohealth.com/saccharomycesboulardii.aspx

    Você já me ajudou tanto Sônia, que espero ter ajudado um pouco de volta a você e as pessoas que padecem da candida de alguma forma. Esse site (www.helladelicious.com) também tem artigos muito bons (em geral) sobre o kefir, iogurte natural, etc.

    Abração apertadão,

    Maria.

    ResponderExcluir
  29. Tá ok Sônia te vou enviar tudo agora mesmo :)

    ResponderExcluir
  30. Bom, o e-mail está enorme mas já enviei Sônia :)

    Espero que consiga ler tudo :) depois diga alguma coisa.

    ResponderExcluir
  31. Oi, Maria, recebi seu email e vou ler tudo assim que der - estou às voltas com o índice remissivo do livrinho novo sobre candidíase, que aliás estou achando liiindo :-) , e é um esforço de concentração que nem te conto.

    Por enquanto te digo que, sobre Saccharomyces boulardii, as informações quanto a combater cândida são controversas; pois parece que ele ajuda quando a diarréia é da candidíase(aqui vendem em farmácia) mas mata bactérias do bem, como os lactobacilos. Então as informações precisam ser checadas sob vários aspectos. Uma leitora amicíssima do blog, a Silvia de Floripa, tem experiência com ele.
    Abração e até já, obrigadíssima pela força! ♥

    ResponderExcluir
  32. Oba! tem livrinho novo na parada?! =)

    ResponderExcluir
  33. OK Sônia :)

    Leia tudinho e desmistifique o quanto puder do que há de dúbio :)

    Da minha parte vou continuar chateando você sempre que vir algo de bom para partilhar (e também com dúvidas, perguntas...).

    Tem livro novo no forno? Quando sai?

    Vou fazer contas para fazer o bendito pedido pelo paypal...

    Abraço apertadão :) e, como diz a Vera, força nas trancas!

    ResponderExcluir
  34. Sônia (parece que tenho linha directa hoje eheheh), olha aqui um site de receitas para quem tem candidíase (descobri agora mesmo):

    http://members.multimania.co.uk/CarolMason/candida/candida7.htm

    pelo que vi não tem muita coisa mas pode ser uma boa ajuda!

    ResponderExcluir
  35. Olá, Sonia!
    Em primeiro lugar gostaria de agradecer muitíssimo. Nos últimos dias uma revolução está acontecendo em minha vida por sua causa. Obrigada mesmo!

    Procurei aqui por pipoca, alfarroba e azeitonas e não achei nada. Gostaia de sugerir posts sobre estes alimentos (um filme com uma pipoquinha neste frio...rsrsrs)

    Abraço e mais uma vez obrigada.
    Que Deus te retribua em boa medida, recalcada e sacudida!

    ResponderExcluir
  36. Oi, Maria, e olha um ótimo artigo sobre a candidíase que a Silvia mandou: http://www.kousmine.com/les7.htm . Ainda não fui aos seus links mas ainda vou.

    Oi, Dudu, pipoca vez ou outra tudo bem, não muita nem sempre por causa da gordura. Azeitonas são salgadas, podem entrar também vez ou outra como tempero, excepcionalmente. Alafarroba ou alcaparra? Salgada, igual à azeitona, raramente.

    ResponderExcluir
  37. Estou a ler Sônia. Vou precisar de tempo para o analisar pois pelo que vejo é muito completo. E tem coisas interessantes (gotas extracto de semente de uva). Tenho mesmo de analisar com tempo pois me parece que tem coisas boas para tratar outras coisas também.

    A propósito de Pau D'Arco, presente também nesse artigo, há uma receita de caldo de carne caseiro na www.helladelicious.com que inclui Pau D'Arco, canela entre outros temperos. Muito interessante e me deixou a pensar também.

    Aquele abração e continuação de bom trabalho :)

    ResponderExcluir
  38. Uma pergunta Sônia (antes que me esqueça!!):

    Consegui encontrar um pequeno produtor de leite de cabra. Conversei com ele ontem pelo telefone e ele me explicou que tem umas 24 cabras, que elas andam à solta, comem ervas e uma quantidade pequena de grãos. Estão saudáveis. Ele e a sua família bebem esse leite, aliás, ele me disse que foi criado com esse leite cru.

    Fiquei até emocionada pelo entusiasmo dele pois ele me disse o que eu já sabia: é raríssimo aqui nesse país as pessoas se interessarem por leite cru! Nem sabem da existência dele! E pensar que andei quase 2 anos procurando... mas quem procura sempre acha né? :)

    Vamos fazer uma visita a essa quinta este sábado (quero ver se os animais estão limpos, se a maquinaria para a ordenha está limpa, enfim, tudo) para ponderar uma compra de leite.

    Eu não posso beber leite de vaca (tenho intolerância a lactose e à caseína) mas tenho ideia que leite de cabra não tem tanta caseína como o de vaca então creio que leite de cabra posso beber sim. E então assim puro... ai meu Deus, só me vêm ideias de fazer iogurte natural integral caseiro, queijinhos frescos, manteiga caseira, creme de leite, natas, gelado... aiiiiiiiiiiii que quase me babo com essas gostosuras, eheheheheh...

    Ora a minha pergunta é essa: se eu verificar que há higiene nos animais, nas pessoas que lidam com eles, que estão saudáveis, que as máquinas de ordenha estão impecáveis... como faço depois com esse leite? Devo ferver? Não devo? O produtor me disse que ele só se conversa na geladeira por uns 3 dias. Posso congelar? Convém ferver antes de congelar?
    (Quero beneficiar das propriedades nutritivas desse leite mas não quero ficar doente com brucelose, listeriose e outras doenças :( )


    Desculpa a torrente de perguntas... mas acredite que estou tão entusiasmada com essa descoberta que só me apetece celebrar!

    Abração apertado Sônia!

    ResponderExcluir
  39. Oi, Maria, se você vai fazer iogurte, é melhor levar o leite à quase fervura e deixar arrefecer até uns 45 graus para misturar os lactobas. Isso vai neutralizar os micróbios presentes e a lactofermentação neutraliza o resto. Aí é só observar se você se dá bem com a proteína das cabras ou se vai ficar teimosa e cabeçuda como elas... ;-) Me manda um email pra shirsch@terra.com.br? Beijo!

    ResponderExcluir
  40. Maria, quanto ao site
    http://members.multimania.co.uk/CarolMason/candida/candida7.htm , tive uma péssima impressão. Banana na dieta? Aiaiai...

    ResponderExcluir
  41. Tem razão Sônia... Não verifiquei como deveria. Tem até outras coisas que não são muito convenientes nessa dieta... tiro na água :)

    Uma pergunta (meio boba talvez): os lactobacillus que se tomam são os mesmos que se colocam no leite para transformar em iogurte?

    Vamos ver se as cabras ganham eheheh eu espero bem que sim! Até dá fome só de pensar num queijinho fresco........ aiii!! :)
    É, me deixa organizar tudo e te mando o ficheiro!

    ResponderExcluir
  42. Oi, Maria, eu é que tenho um ficheiro pra te mandar, mas não consegui localizar teu email...

    ResponderExcluir
  43. Sobre os lactobacilos, o mais recomendado é tomar os mesmos que se põe no iogurte: acidófilos, bulgáricos e bífidos, para recolonizar a flora. Nos EU se encontram também como Yogurt starters, acrescidos de S. thermophilus.

    Eu estou tomando Lactobacillus sporogenes e achando muito bom. Não são colonizadores da flora, como esses acima. Vêm em esporos e se abrem no intestino. Comem fungos, bactérias e detritos e abrem espaço para a formação de lactobacilos residentes. O mesmo fazem os Bacillus laterosporus. Alguns autores até gostam mais.

    ResponderExcluir
  44. Mais um na água eheheh! Meu e-mail é birdscotsong@yahoo.co.uk. Onde estou não há disso (yoghurt starters). Aliás, quando falei disso numa loja de produtos naturais a senhora que me atendeu ficou estupefacta a olhar para mim... aqui não há essa "cultura" de fazer as coisas em casa... as pessoas compram tudo feito no supermercado e que dê o menor trabalho possível... mas eu sou persistente. :) Sônia qual o conselho que você dá para quem nunca fez iogurte caseiro na vida (alémd e lavar bem as mãos mas isso nem é preciso dizer)? Basta colocar todos os bichinhos no leite quente a 43ºC (li que se for aquecido acima dessa temperatura os aminoácidos e as enzimas se perdem...). Nossa, que para eliminar o que faz mal o que faz bem também desaparece :(

    Abraço e obrigada por me ter ensinado mais uma coisa nova acerca do maravilhoso mundo dos lactobacillos. Esses esporos não conhecia não :)

    ResponderExcluir
  45. Sonia, criatura! Apronta logo este livro com a dieta. Tô super curiosa para ver mais uma beleza que a senhora irá nos apresentar. Beijos!!!

    ResponderExcluir
  46. Ainda não recebi nadica de nada no e-mail Sônia :)

    Amanhã vou conhecer a tal quinta e ver as cabrinhas. O casal que cuida delas é 5 estrelas. Senti uma empatia com ambos só de falar ao telefone. Ô energia boa!!!

    Receba um pouco dessa energia Sônia para acabar esse livro!!!

    Um beijão e um abraço apertado!

    Maria.

    ResponderExcluir
  47. Oi, Sônia.
    Era alfarroba mesmo.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Alfarrobeira

    Quero saber se a Cândida gosta desses alimentos e se fica fortinha e cresce com eles rsrsrs. Então ela gosta da gordura e do sal tb? Pensei que fosse só de doces e farinhas brancas.
    E farinha de mandioca ela gosta? E mandioca cozida? E maizena? E qual adoçante devo usar, além do stevia? Mel eu já sei que ela a-do-ra! E melado de cana?
    Vai ser difícil, mas a danadinha vai ter que morrer de fome.
    Penso que qdo eu fazia farra de comilanças aqui fora, ela cantava dentro da minha barriga: "hj é festa lá no meu apê".

    Outra dúvida: o shoyu, o tofu e o missô são bons ou maus, afinal?

    Desculpe pelo incômodo, mas é que sou muito ignorante ainda neste assunto.
    Beijão e muito obrigada

    ResponderExcluir
  48. Sônia, cheguei agora mesmo em casa da visita à quinta e enviei um e-mail para você.

    Abraço apertado

    Maria :)

    ResponderExcluir
  49. Oi, Dudu, pelo contexto, julguei errado. Alfarroba não é comum por aqui. Não sei se é bom ou ruim pra cândida.

    Você já leu o que está em http://correcotia.com/mulheres/candidiase.htm ? A dieta radical e muitas explicações estão lá. Não dá para responder a essas inúmeras perguntas assim, em pleno voo, por isso escrevi um livrinho encadeando tudo. Sério e pensado, para não levar ninguém a erro. Um abraço!

    ResponderExcluir
  50. Sim sim, Abelhinha, tá quase pronto! Beijos!

    ResponderExcluir
  51. Está dificil conseguir o Kfir..........muitos qurem doar em mãos............longe de casa.......não encontrei ninguem de atibaia.

    Se alguem puder me doar via correio me avisem. Já deixei recado tb no site.

    bailarinadepano@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  52. Sonia, as pessoas queixam-se da "exuberância" do Kefir, mas os grãos dele pode ser consumidos! Com fruta, na salada, em pratos frios...
    Eu, mesmo gostando de alimentos azedinhos, achei o sabor dele meio-bem azedo, mas tudo é questão de experiência. Qtde. de grãos x qtde. leite X tempo x temperatura, tudo isso vai mandar no sabor e consistência.- ou seja - tem pra todos os gostos. Depois de duas semanas em laboratório (minha cozinha) achei o meu jeito.
    Tenho feito o queijo-cremoso direto, é td de bom!

    Bjs bjs a todos!
    Amo vocês!

    ResponderExcluir
  53. Olhaí, galerinha, a sobra é boa - e a experiência é tudo. Beijos beijos pra você também, Cassia!

    ResponderExcluir
  54. Tenho kefir de leite para doar em São Paulo. E-mail: fernanda@slivinskis.net

    ResponderExcluir
  55. Oi Silvia BH, poderia me informar onde compra as fraldas, me mudei a pouco tempo e não conheço muito por aqui, se puder compartilhar obrigada!

    ResponderExcluir
  56. Oi, Vivi, em BH não sei, mas andei com esse problema em Petrópolis e encontrei pano de fralda a metro em loja de tecidos. É ótimo também para usar como pano de limpeza. Um abraço!

    ResponderExcluir
  57. Sei que nesse Site tem doadores de Kefir (Probiótico) em todo o Brasil e também quem tiver para doar pode se cadastrar: http://probioticosbrasil.wix.com/probioticosbrasil

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário ou pergunta, se quiser, mas saiba que no momento é improvável eu responder, devido a mil coisas, cursos & viagens. Também vem novidade web aí. Agradeço. Abraços, Sonia

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.