quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Flores de cúrcuma: Formosura



Aqui em casa planto há anos, só dá rizoma -- em abundância. Pois estes dias, em Campinas, me deparei com as flores. Que, parece, a cúrcuma só produz quando está estressada, ou em condições muito especiais. Bem-vindo estresse!

14 comentários:

Carô disse...

Foram muitos "buuus" pra ela ficar assim, tensa :-)!

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

O engraçado é a flor ser roxa, esperava que fosse laranja ou pelo menos amarelada...

Ana Toledo disse...

Vou compartilhar no meu blog sobre Yoga, Sonia...tb pensei que seria laranja. Obrigada pelas fotos e pelo seu belo e útil trabalho!

Sonia Hirsch disse...

Vai ver, se estressou demais...

Leonardo Araújo disse...

Passo todo dia pra ler o blog e hoje sentir o necessidade de agradecer, o consciência pesou! Preciso enaltecer essa brilhante iniciativa que vem, dia após dia, transformando a minha qualidade de vida e reforçando meu olhar sustentável diante do mundo. Obrigado, Sônia!

Mr Brumn disse...

Linda a flor...
Estou com vários cucurutos de cúrcuma para plantar.

A propósito: eu ainda não vi nenhuma forma natural, viva, morta ou inanimada, que fosse mal construída, feia...

Até o língüado, aquele peixe cubista, tem seu charme1

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Eu tb não, tudo funciona na maior sincronia a nossa revelia.

Se bobear esse roxo tem uma função importantíssima associada justamente ao laranja da raiz e a gente nem desconfia.

Rosemary Oliveira disse...

Muito Linda! O estresse sinaliza que é tempo de mudança e ela se prepara para o sexo (reprodução sexuada).

Abç Sonia. Adoro seu blog!!!

Sonia Hirsch disse...

Pois é, na natureza se dá bem quem é versátil. Não deu rizoma, dá flor. Ou vai ver que dá os dois? Aguardemos.

Ângela Souza disse...

Coisa mais linda... nem imaginava que era assim a flor da cúrcuma.
A natureza é maravilhosa, pena que muitos não se ligam nisso e só querem destruir tudo!!! :(

Abraços!

Maria Eduarda Giering disse...

Nossa, que linda! Parece uma bromélia. Obrigada! Bjs.

Érima disse...

Traduzindo: há anos sem estresse na sua casa!

Mas a flor é linda!Como disse a Rosemary, tempos de mudança.
bjs

Sonia Hirsch disse...

Mmmm... Acho que o estresse vem do tipo de solo, que talvez não seja fofinho e fresco o suficiente para a produção de rizomas; então a planta se desenvolve de outro jeito, como explicou Rosemary, para preservar a espécie: a flor é a sexualidade visível. No caso da foto, a cúrcuma foi plantada no alto de um barranco, onde o solo é muito compacto. E eu já estou escolhendo um barranquinho bom por aqui para encher de cúrcuma ;-)

Sonia Hirsch disse...

Sobre a cor, olhei no Google e tá assim de flores cor de maravilha, como estas. (Ainda se diz cor de maravilha?)