domingo, 27 de novembro de 2011

Lixo: Como abordar a questão?

ilustração Orlando Pedroso

Moro num condomínio onde a maior parte dos proprietários só vem no fim de semana. O lixo não costuma ir embora com eles, fica para o caseiro resolver. Não existe composteira coletiva, coleta seletiva muito menos; é uma bandeira de todos os síndicos, ano após ano, e fica sempre para depois. Porque lidar com lixo é difícil. Mais fácil consumir conteúdos do que se livrar de garrafas, vidros, potes plásticos, latas, bandejinhas de isopor, sacolas, restos de comida que começam a cheirar mal e liberam chorume. As caçambas da estrada transbordam.

Aí vem a jornalista Raquel Ribeiro, que de vez em quando dá uma canja aqui no blog, com uma proposta deliciosa de envolver as crianças nesse assunto, porque é de pequenino que se torce o pepino. "A fuga das minhocas" é um livrinho de 40 páginas, ilustrado por Orlando Pedroso, que já tem até blog.

Não li e já gostei, Raquel! ;-)