quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Comer melhor: Aditivos nossos de cada dia

De Raquel Ribeiro
Para Deixa sair

A ignorância é uma bênção – em especial na hora de saborear gostosuras. Pois o fato de ser jornalista tirou para mim o sabor dos snacks: depois de escrever sobre os aditivos alimentares para a Revista dos Vegetarianos e para a Plurale, passo reto em vários corredores do supermercado. Abaixo, breve resumo: Nossos alimentos são recheados de aditivos químicos. Alguns servem para conservar; mas a maioria tem por função deixar o produto mais sedutor. Precisa ter urucum industrializado na manteiga? Por que cereais são multicoloridos, o refrigerante roxo e o iogurte cor-de-rosa? Nem remédios escapam do “embelezamento”: a indústria faz questão de dourar (e azular, esverdear...) a pílula. E a gente, claro, colabora ao escolher alimentos chamativos e não questionar o abuso das empresas. 
Se não houvesse conservantes, os alimentos durariam menos, é verdade. Mas a praticidade da maionese industrializada compensa a quantidade de química que se ingere junto? Aditivos alimentares fazem, deliberadamente, mal à saúde, porque nosso corpo não reconhece essa química nova. Caso do aspartame e do glutamato monossódico. O Journal of Neuropathology and Experimental Neurology publicou que o aspartame é “um candidato promissor para explicar o recente aumento da incidência e do grau de malignidade dos tumores cerebrais”.  
Cerca de 70% do glutamato monossódico (MGS) é composto de ácido glutâmico, que tem função excitante nas células e pode levar a danos cerebrais. Pesquisas apontam que nosso organismo utiliza o glutamato como um transmissor de impulsos nervosos no cérebro – e seu consumo está sendo associado a dificuldades de aprendizado, Mal de Alzheimer, Parkinson e câncer. 
Quanto aos corantes; alguns já são proibidos em países sérios, como o “Allura”, “Amarelo Crepúsculo” e Tartrazina – os dois últimos por provocar hiperatividade e outros distúrbios de comportamento nas crianças. 
O jornalista investigativo Randall Fitzgerald mostrou que no século XX a taxa de mortalidade devido ao câncer subiu, nos Estados Unidos, de 3% para 20% do total de mortes ocorridas, a incidência de diabetes cresceu de 0,1% para quase 20% da população, doenças cardíacas proliferaram e houve aumento na incidência de doenças cerebrais. A alimentação é a principal responsável por esses índices: A ciência médica não pode prever que pessoas serão sensíveis a quais substâncias químicas, em quais dosagens, com qual potencial para desenvolver alguma dependência, ou quais efeitos sinérgicos podem criar condições tóxicas no corpo humano”, escreveu Fitzgerald, em Cem Anos de Mentira.  
De acordo com o autor, mais de três mil substâncias químicas sintéticas são regularmente adicionadas aos produtos alimentícios, e quase nenhuma foi testada quanto ao seu potencial interativo com outras substâncias. Em 2006, quando o livro foi lançado, cada norte-americano tinha mais de 700 substâncias quimicamente sintetizadas acumuladas em seu organismo! 
A indústria alimentícia quer lucro, investe em marketing e economiza na compra de matéria prima. Moral da história: o supermercado tem muita coisa pra vender; pouca para comer. 
Raquel Ribeiro
 PS - Aos amantes da culinária japonesa, uma dica: existe shoyu orgânico (macrobiótico) e sem glutamato.

27 comentários:

  1. Os artigos sobre aditivos alimentares para a Revista dos Vegetarianos e Plurale estão disponíveis online ?

    ResponderExcluir
  2. Sônia, excelente o artigo da Raquel Ribeiro. Estou alarmada depois de uma reunião na escola das crianças e os números das crianças hiperartivas. É um assombro. Fala-se em terapias, medicação, claro, para colocá-las dentro da caixinha, mas nunca dizem o que dentro das caixinhas que levam de lanche.
    Excelente.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Paulo
    A Revista dos Vegetarianos não disponibiliza o conteúdo na web; mas a Plurale, sim! Anote: www.plurale.com.br
    Em todo caso, posso mandar, por e-mail, os textos publicados nas duas revistas. Se quiser, me escreva: raquel.ri@uol.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ana Paula, também tenho filha na escola – publica – e não entendo como ainda se permite a venda de porcarias dentro e nas imediações da escola. Pior: quase sempre as embalagens enganam e você acha que está consumindo algo saudável. Já viu uma bebida chamada “limão & nada”? Só se for “nada que preste”. Sou a chata do 0800, ligo, reclamo, tento fazer valer meu direito de consumidora.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Sônia! É normal depois de tomar gimaebil 3 vezes e secnidazol 1 vez continuar com os mesmos sintomas de vermes?

    ResponderExcluir
  6. Raquel, sugiro você repetir os exames que lhe disseram que tipo de vermes e protozoários deveria tratar com esses remédios e ter bastante clareza, para si mesma, se os sintomas não seriam de outra coisa misturada, por exemplo candidíase ou alimentação inadequada, ou feita de forma inadequada. Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. Raquel Brum01/03/2013 02:34

    Sônia,

    Te descobri há pouco, e preciso dizer que lamento muito não o ter feito antes. Li o site de cabo a rabo, agora leio teus livros,te sigo no facebook, procuro vídeos no youtube e tudo que possa me ensinar a me alimentar e viver melhor.
    Sou asmática e há um ano faço tratamento com homeopatia, estou controlada, mas ainda tenho uma faltinha de ar aqui, outra ali. Então resolvi fazr a dieta do Dr. Barcellos, como estou de férias na casa de mamãe consegui fazê-la durante uns 20 dias e me impressionou muito. Muito! Não tive falta de ar um dia sequer! Meu corpo desinchou! Foi muito bom e muito impressionante! Assim que voltar pra casa devo retomar.
    Deixo aqui meu sincero agradecimento por abrir a minha mente - e a de outros -, e meu parabéns pelo trabalho tão bem feito.
    Te admiro muito! Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Um abraço pra você também, Raquel - e não se esqueça do detalhezinho chamado vermes!

    ResponderExcluir
  9. Oi Sonia,

    Adoro seu blog e amo cada frase q vc publica aqui. Estes dias andei pensando eu vc com o tanto de materia e filmes q vi sobre alimentacao. Entao queria coloca-los aqui pra vc e seu publico darem uma olhada.

    http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/eliane-brum/noticia/2013/03/acucar-sal-e-gordura-engrenagens-da-junk-food.html

    http://www.muitoalemdopeso.com.br/

    http://www.sanaview.com/Bethanys-Story.aspx

    Ah, ha pouco tempo comentei de vc com meu pai e ele me disse ter sido bastante amigo seu durante aquela epoca hippie e macro dos anos 70. Ele ate me falou o seu apelido entre a turma, mas nao me lembro mais. Achei fofo e engracado!

    bjs

    ResponderExcluir
  10. :-)
    O apelido era Pequetita pero cumpridora, foi ele mesmo quem deu...

    Vou lá nos links. Obrigadíssima, beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Sônia! Tomar água de argila enquanto se toma remédio pra vermes pode ajudar ou um pode inibir o efeito do outro?
    Um beijo,
    Raquel.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Raquel, a água de argila é quando há sintomas de giárdia, diarreia, fezes amareladas, moles e fedidas.

    ResponderExcluir
  13. Raquel Brum06/03/2013 01:24

    Não esquecerei!!! Obrigada!! Um abração!!

    ResponderExcluir
  14. Oi Sonia,
    Muito obrigada pelo seu blog. Para mim, ele e seus livros têm sido guias maravilhosos. Descobri recentemente que meus anticorpos estão atacando a tireoide e estou caminhando, segundo os médicos, para um hipotireoidismo causado pela tireodite de Hashimoto. Ainda tenho poucos sintomas, mas ela tem evoluído rapidamente e gostaria de saber se a dieta do Dr. Barcellos faria algum efeito sobre isso, considerando que é uma doença autoimune. Você tem alguma dica para esse tratamento? Obrigada, beijo, Fabiana

    ResponderExcluir
  15. Oi, Fabiana,

    há muita relação entre os sintomas das infecções parasitárias e o que se chama de autoimune. Essa classificação é contestada por médicos e cientistas do mundo inteiro, você pode ler sobre isso em www.arthritistrust.org.

    A dieta do dr Barcellos ajuda muito e 3 colheres/sopa de óleo virgem de coco ao dia, antes das refeições, já curaram N casos de Hashimoto. (Prefiro o óleo do Dr. Orgânico, que é puro e realmente virgem.) Mais sobre isso em http://correcotia.com/ mulheres/candidiase.htm .

    Um abraço e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  16. Oi Sonia, super obrigada. Já estou fazendo a dieta da candidíase baseada em seu livro. Ela também ajuda nisso, então? Que fantástico. Adorei pois já estou no caminho. Abraço e tudo de bom pra ti.

    ResponderExcluir
  17. Ah, queria te perguntar mais uma coisa: tem alguma saída para tricomonas que não sejam aqueles antibioticos? E gardnerella? Estou com um dos dois mas não quero nem pensar em tomar os remédios alopáticos pra isso. Obrigada, Fabiana

    ResponderExcluir
  18. "Estou com um dos dois" , como assim? Gardnerella é uma vaginite inespecífica e pode ser tratada em casa e com alimentação. Tricomonas são protozoários que corroem o colo do útero, predispondo a câncer.

    ResponderExcluir
  19. é que estou tentando um tratamento com banhos de aroeira e melhorou. Depois que passar eu farei o exame para saber. Mas eu realmente queria evitar antibióticos. Vi que cha de goiabeira funciona contra tricomonas tb. O que vc acha desses tratamentos mais naturais? Teria mesmo que ser antibiótico? (nesse caso, vou fazer o exame). De qualquer maneira, super obrigada. Te escrevo depois do exame e, se você puder me orientar, lindo!

    ResponderExcluir
  20. Globo Repórter de 15/03/13: médico hipertenso orgulhoso de dizer isso aos pacientes, diabéticos na faixa dos 20 anos produzindo insulina depois de tratamento experimental com quimioterapia, idosas que tomam até 30 medicamentos para controlar hipertensão... e isso tudo é mostrado como um grande avanço humano!
    Compartilhando indignação... Abraços, Sônia!
    Márcio

    ResponderExcluir
  21. Indignação é a palavra, Márcio. Nem vejo certos programas para não me aborrecer inutilmente. Um abraço!

    ResponderExcluir
  22. Fabiana, eu gosto de homeopatia e tenho uma boa médica homeopata. Se estivesse com uma infecção por tricomonas, seguiria a orientação dela.

    ResponderExcluir
  23. Para quem se interessa pelo assunto tem um filme incrível que vi ontem.
    "Hungry for a change- your health in your hands"
    Está disponível online,somente esta semana, em inglês. Tem que se cadastrar no site para ter acesso. Vale a pena! Sônia, vc vai adorar.

    http://www.hungryforchange.tv

    ResponderExcluir
  24. Turminha boa, Fabiola. A banda aqui é lerda, mas recomendo a todos que puderem ver online. Um abraço!

    ResponderExcluir
  25. Vcs leram sobre a bebida láctea ades? Além de corantes, conservantes e montes de açúcar, as crianças ingeriram soda caustica!

    ResponderExcluir
  26. Oi Sonia,o que acha do ALA - Alpha Lipoic Acid .

    ResponderExcluir
  27. Oi tudo bem?

    Vi um comentário que você diz que Gardnerella pode ser tratada em casa... Poderia compartilhar comigo como seria esse tratamento?

    Estou relutante em tomar esses antibióticos, se tivesse alguma forma alternativa, eu curtiria utilizar!
    Gratidão!

    ResponderExcluir