segunda-feira, 13 de abril de 2009

Cúrcuma, ou açafrão-da-terra: todo dia

Temperar é preciso, comer não é preciso. Alimentos podem encher a barriga, mas o que lhes dá mais alcance, profundidade e transcendência são as especiarias.

A cúrcuma, que em inglês se chama turmeric e em hindu haridra, é um desses temperos com os quais a vida melhora muito. E seu valor medicinal é tão grande que faz toda comida virar remédio.

Na feira você vai encontrá-la em forma de um pó amarelo-ouro que realça o sabor da comida e dá cor a qualquer coisa, do curry indiano à roupa dos monges. É boa para a pele, baixa o colesterol, protege o fígado, atua contra o câncer, trata a artrite, ajuda a digestão das proteínas, promove a absorção e regula o metabolismo, além de ser antiinflamatória, antimicrobiana, antioxidante, depurativa, desintoxicante, calmante e protetora do sistema cardiovascular. Chega? Não: faltou dizer que ajuda a formar o muco protetor do estômago e é muito útil em gripes, resfriados e dor de garganta.

Seu apelido “açafrão-da-terra” se deve à semelhança da cor da cúrcuma com a dos caríssimos estigmas da flor de açafrão, Crocus sativus, que dão um inigualável aroma e cor amarelada aos pratos com eles preparados na Espanha, na Índia, no Irã. Cento e cinquenta mil flores são necessárias para produzir um quilo de estigmas de açafrão – minúsculos filamentos que, dentro da flor, recolhem o pólen.

Já a cúrcuma (Curcuma longa) é irmã do gengibre e da galanga: fora da terra dá folha e flor, dentro guarda em segredo uns dedinhos tortos, marrom-alaranjados, que se pode usar frescos no inverno, quando são colhidos, para depois cozinhar no vapor, secar e moer os que sobrarem. Frescos: ralar, espremer, juntar o caldo no tempero do camarão, do peixe, do frango, do arroz ou dos legumes na hora de refogar. Em pó: guardar num vidro, misturar com outros temperos como fazem na Índia, usar um pouquinho em tudo o que for cozinhar – 1/4 a 1/2 colher (chá) por dia no total. Combina bem com gengibre, cardamomo, semente de coentro. Misturada a gorduras, a absorção (da cúrcuma) aumenta.

CHÁ Para gripe ou resfriado persistentes: 1 colher (chá) de cúrcuma em pó, 500 ml de água fervendo. Deixar em infusão durante 10 minutos. Tomar 3 vezes ao dia com um pouquinho de mel.

LAMBEDOR Para dor de garganta, polvilhar 1 colher (chá) de mel com pitadinhas de cúrcuma e lamber devagarinho.

141 comentários:

André Flausino disse...

Pôxa, que grande coincidência!
Acabo de voltar do mercado, do qual trouxe o Açafrão-da-terra e vou usá-lo já! Muito obrigado pelas valiosas informações!
;D

Anônimo disse...

Querida Sônia, contei para meus amigos sobre seu blog. Já que estas mesmas pessoas liam a revista e ficaram decepcionados também, por não haver mais sua coluna.
Adorei seu blog. Parabéns!!!
Eileen

Sonia Hirsch disse...

Pois é, a coluna deu cria :-)

beijos, obrigada pelo carinho

Anônimo disse...

Sonia,li que a curcuma,para ter efeito,deve ser misturada com a pimenta do reino? é verdade? que sabe sobre isto?
Obrigada sempre

Anônimo disse...

Sonia,

De vez em quando volto lá no Corre Cotia para ver se está publicando algo na web e hoje topei com o blog que por acaso vi num blogroll desconhecido. Que ótimo! Muito antes da internet você já procurava suas ilustrações originais como as de um blog. Acompanho-a há muitos e muitos anos, fiz curso seu mas antes já havia lido seu primeiro livro. Meu favorito é o Deixa Sair, e o meu exemplar, velhinho, que já emprestei a muitos.
Um abraço,
Silvia

Sonia Hirsch disse...

Nunca li nada a respeito de ter que misturar a cúrcuma com pimenta-do-reino para fazer efeito. Isso vem de fonte boa?

estela maria disse...

Li no livro Anticancer,do Dr Servan-Shreiber, ele tamem recomenda a curcuma como antiinflamatorio,mais diz que com piemnta do reino,tambem extranhei,pois não explica o porque.

Sonia Hirsch disse...

Bom, o que mais existe atualmente é informação contraditória a respeito de alimentos & benefícios. O dr Servan Shreiber também recomenda tofu, apesar de todas as evidências de que é uma proteína desequilibrada.

Carol Daemon disse...

Sonia, tb vivi uma experiência com açafrão num ashram e, escrevendo sobre ele, lembrei de outro livro teu: "deixa sair" - pq lá só haviam 2 refeições por dia.
A gente fica mesmo muito mais leve.
http://caroldaemon.blogspot.com/2009/04/goura-vrindravana.html

abs!

André Flausino disse...

Ainda sobre a questão da mistura com pimenta, citada nos comentários acima, na Folha Equilíbrio dessa semana saiu o seguinte artigo:

Cúrcuma é ingrediente essencial ao curry em pó

RACHEL BOTELHO
DA REPORTAGEM LOCAL

Nativo da Índia, o cúrcuma é um dos principais componentes do curry em pó, condimento preparado fresco no sul daquele país e conhecido no resto do globo em sua versão industrializada. Chamado também de açafrão-de-raiz ou gengibre dourado, pode ser usado em saladas, ensopados, sopas, molhos, peixe e arroz.
Obtido dos rizomas da Curcuma longa, é vendido seco ou em pó. Marco Polo, ao encontrá-lo na China em 1280, descreveu-o como um "vegetal que tem todas as propriedades do verdadeiro açafrão, assim como o aroma e a cor". Embora tenha sido preciso quanto à cor, o mesmo não se pode dizer do aroma e do sabor. Ainda assim, é usado como um substituto mais barato do açafrão.
Segundo a medicina ayurvédica (tradicional indiana), é bom para doenças do estômago, curar ferimentos e "limpar o sangue", sendo usado atualmente, na Índia, como remédio caseiro para torceduras e inchaços. No Ocidente, é considerado um importante alimento funcional. "É um dos melhores antioxidantes que existe, por ser riquíssimo em flavonoides", afirma a nutricionista Daniela Jobst, membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA. "A curcumina é anti-inflamatória e antimutagênica, enquanto o curcumenol melhora a imunidade", completa.
Segundo o especialista em nutrição Joe Schwarcz, autor de "Uma Maçã por Dia" (ed. Jorge Zahar, 310 págs., R$ 25,90), os efeitos da planta não foram suficientemente estudados a ponto de haver uma recomendação sobre o consumo de quantias específicas, "mas adicionar pratos vegetarianos condimentados com açafrão-da-Índia à dieta é uma boa ideia", principalmente com algumas pitadas de pimenta, que potencializa sua absorção.
Isso porque a maior parte dos benefícios atribuídos à curcumina, como as propriedades de combater artrite, diversos tipos de câncer -como os de próstata, mama e cólon- e mal de Alzheimer, têm origem em estudos realizados com roedores, não com seres humanos.
O autor canadense adverte, no entanto, que é preciso cuidado ao comer, porque o condimento é também um corante e, como tal, mancha tecidos.

fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/equilibrio/eq1604200903.htm

Sonia Hirsch disse...

A cúrcuma não só mancha tecidos: tinge as roupas dos monges asiáticos de amarelo-açafrão, mancha as panelas de ágata, os dedos quando a gente rala, o fogão quando o chá entorna...

estela maria disse...

Bem ,escutemos o que diz este medico:
"Em Taiwan,os pesuisadores que tentaram tratar tumores cancerosos com o cúrcuma em cápsulas percebarm que ele era extremamente mal absorvido.De fato,quando não é misturado a pimenta-como sempre esteve no curry-,o cúrcuma não passa a barreira intestinal.A pimenta multiplica por 2000 a absorção de cúrcuma pelo organismo.A sabedoria indiana ,portanto,adiantou-se bastante em ralação a ciencia na descoberta das sinergias naturais entre os alimentos"
Do livro Anticancer,de Servan-Schreiber
Acho que toda informação debe ser atentamente escutada,e depois pesquisada,em beneficio de todos nos.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Estela, pesquisas sérias são sempre bem-vindas. A cúrcuma é pesquisada há muito tempo e tenho material sobre ela em vários livros na minha estante. Um deles, pelo prestígio internacional do autor, deve ser suficiente para dirimir dúvidas: O Guia Deepak Chopra de Ervas, Editora Campus. Recomenda o livre uso da cúrcuma na comida e especifica sua ótima combinação com cominho, feno-grego e sementes de coentro (é o masala que eu uso em casa - masala, ou garam masala, é o nome da mistura indiana de especiarias que no Ocidente conhecemos como curry, cuja composição pode variar infinitamente). Não aparece nesse capítulo a palavra pimenta. E pimenta não se recomenda a pacientes em estado muito sensível.

Não localizei o texto que você menciona no livro do Servan-Schreiber, que não tem índice. Mas tenho a maior resistência a aceitar prontamente algo que vem de "pesquisadores de Taiwan", ainda mais que usavam cápsulas.

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Prefiro a tradição a certo tipo de "ciência".

Sonia Hirsch disse...

Em tempo - para quem não sabe, o dr Deepak Chopra é hindu e pratica a medicina ayurvédica, o que inclui entender muito bem de alimentos, ervas e especiarias.

Sonia Hirsch disse...

E ainda: o endereço dele é www.chopra.com .

estela maria disse...

Sem querer criar polemica,a tradição ,na India,não é o curry? então.ele não tem pimenta do reino?
Veja, as paginas onde fala da curcuma no livro de Schreiber.O primero comentario é um capítulo inteirinho,vai da pág 131 até a pág133.O proximo comentario,esta na pág 151.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Estela, vou postar uma crônica sobre temperos especialmente dedicada a você. E, por mero acaso, ela inclui uma receita tradicional de "curry", garam masala, que não leva pimenta-do-reino. Mas tudo bem, você sabe: o que mais existe hoje é informação contraditória sobre comida.

estela maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
estela maria disse...

Voce tem toda a razão Sonia, o que mais existe são informações contraditorias sobre alimentação,e a gente fica tão perdida...,principalmente quando,como eu,estamos tentando fazer frente a um cancer.Por isso fico futucando um pouco, na tentativa de chegar a uma verdade.Muito obrigada pela cronica sobre temperos,sempre aprendo muito com voce.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Estela, é que as verdades são muitas, e o câncer, uma caixa preta na mão dos oncologistas e da indústria farmacêutica. Desde que fiz o Almanaque de Bichos que dão em Gente soube que a maioria dos diagnósticos de câncer se confunde com o de parasitoses. Vermes, protozoários, fungos, tudo isso forma bolas, caroços, massas, abcessos. Fungos viajam por todos os sistemas do corpo, inclusive hormonal. Amebas podem estar no intestino, no fígado, no cérebro, no coração. Fiquei mais desconfiada ainda quando o Servan-Schreiber diz, no livro, que "o scanner PET (tomografia por emissão de pósitrons), normalmente utilizado para detectar cânceres, não faz senão medir as regiões do corpo que consomem mais glicose." (pag 78) Adivinha quem também consome primariamente glicose? Os bichos que dão em gente.
Fica a pergunta: Por que se dá tão pouca atenção à parasitologia, que é uma ciência médica? Será porque tratar de vermes não dá dinheiro?

Maria Lucia disse...

Oi Sonia

Estou com cancer,metastase de mama no pulmão e fiz o petct que confirmou as células, mas lendo você falar em vermes, o que posso fazer para saber se tenho vermes?

Sonia Hirsch disse...

Oi, Maria Lucia, será que você pode me mandar o seu endereço de mail para continuarmos esse papo com privacidade? O meu é shirsch@terra.com.br . Em que cidade você está? Abraço e até já.

Anônimo disse...

oi sonia gostaria de saber mais sobre vermes tive um cancer que eles não sabem nem o nome nem o pq deu uma vs que não tem isso na minha familia e nem tenho vicios estava no rim tirei o rim direito estou em quimioterapia pode me mandar alguma coisa sobre verme rochagavioli@terra.com.br

Anônimo disse...

Atenção pessoal o cançer, nada mais é do que uma incapacidade do nosso organismo de expulsar uma célula defeituosa que nosso organismo produziu, em meio as milhões produzidas todos os dias,sendo assim, nosso organismo isola essa celula com uma inflamação ,que possibilita essa celula se multiplicar crinando um tumor. Não importa o quem gere o caroço se é uma celula ou um parasita,ele está lá pq não foi morto ou expulso pelo nosso organismo,quanto ao livro anticançêr , ele menciona como o agente fundamental no auxilio da cura/ou controle, a "curcumina", que é um dos componentes quimicos da curcuma, em proporções pequenas a pimenta do reino auxilia sim a absorção da curcuma , pq ela gera micro ulcerações por onde, com o auxilio de oleos é lubrificada a absorção pelo organismo.

Anônimo disse...

Pessoal pelo que eu já li a cúrcuma deve ser consumida com pimenta, senão não é absorvida pelo organismo. No curry é utilizada a pimenta branca, em uma reportagem do globo reporter um médico francês orientou a fazer um molho com cúrcuma, pimenta do reino e azeite extra virgem .
Isso deve ser verdade pois o uso do curry é milenar e deve haver um motivo da cúrcuma ser consumida misturada a especiarias, entre elas a pimenta, como no curry.

Sonia Hirsch disse...

Caro Anônimo, essa discussão já rolou aqui no blog e se você ler todos os comentários vai ver que não é bem assim. A menos que você tenha uma fonte de pesquisa melhor do que a citada no livro do Servan-Schreiber, que, ao que sei, é a origem dessa informação. O chamado curry nem sempre leva pimenta-do-reino. E corremos o risco de ter pessoas piorando por causa da pimenta, que pode ser muito ofensiva para organismos sensíveis e mucosas inflamadas.

É igual a dizer que salsa e cebolinha *devem* ser consumidas juntas porque vêm semore num amarradinho. Até podem, mas não necessariamente.

estela maria disse...

Sonia,tomei a liberdade de escrever para seu email sobre meu caso.Obrigada!

Anônimo disse...

20/06/09
Sonia ganhei de um amigo umas raizes...
e plantei mais tarde fiquei sabendo que se tratava do açafrão da terra,ralei algumas raizes sequei-as e logo apois triturei-as. Gostaria de saber se esse pó pode ser adicionado no alimento,e se tem o poder vermifugo,e se crianças pode consumilas??
e qual são os seus benificios para as crianças??

Sonia Hirsch disse...

Ué, você não leu o post? Cúrcuma pode ser adicionada a tudo, sem restrições de idade. Mas não é vermífuga. Se quiser saber tudo o que já rolou sobre cúrcuma no blog, dê uma busca lá em cima, na caixinha do Google, pesquisar no blog. É papo que não acaba!

Anônimo disse...

oi sonia,

sempre é muito bom ve-la,café filosofico,no sem censura e a leda ter censurado.

Sonia Hirsch disse...

Gosto muito da Leda, ela sempre me dá muito espaço.

acioni disse...

Oi Sônia, colesterol alto, artrose nos pés que me causam imensas dores sao algumas das doenças que desenvolvi. Estou tomando um pouquinho de açafrao da terra misturado na agua por indicaçao de um médico daqui de Portugal.
Bjs

Sonia Hirsch disse...

Bom médico esse!

O óleo virgem de coco ajuda a baixar o colesterol, sabia? Além de ter outras virtudes preciosasa, como o combate aos fungos, que herdarào a terra...

acioni disse...

Oi Sônia. Fui ler sua materia sobre o oleo de coco e fiquei encantada.Vou ver se consigo encontrar aqui em Portugal... A menopausa para mim tem sido terrivel e tive calorões que só controlo com hormonio. Preciso urgente recuperar minha saúde.
Obrigada pela pesquisa que nos trazem tantas informaçoes.... Bjs

acioni disse...

Bom dia sonia!!!!
Será que consigo encontrar seus livros aqui em Portugal? Se nao encontrar o jeito é mandar vir do Brasil.

Bjs

Sonia Hirsch disse...

Oi, Acioni, e não tentou o chá da folha de amora para os calores? Funciona muito bem! Bjs

Sonia Hirsch disse...

A gente manda os livros. Esta semana mesmo foi uma coleção para Lisboa, com 40% de desconto. :-)

Anônimo disse...

Oi Sônia!!! Na minha cidade varias pessoas estao tomando vinagre de cidra com mel. Dizem que é otimo e cura muitas doenças.... Vc que pesquisa muito sobre saúde o que acha ? Fico com receio destes modismos.
grata,

Sonia Hirsch disse...

O vinagre tem algumas virtudes, especialmente para a digestão, mas é um sabor considerado ofensivo pela medicina chinesa, o que quer dizer forte demais. Uma colherinha de vinagre de cidra, arroz, maçã ou vinho num copo de água pode ser aceitável; não sei a dosagem usada na sua cidade; o mel lubrifica os intestinos, ajuda a descarregar muco respiratório e digestivo, a combinação pode ter sabedoria. Só dá para decidir observando ou experimentando!

Anônimo disse...

Oi Sonia!!! Adorei encontrar vc. Acompanho vc há muito tempo e sou sua grande admiradora.... Agora vai uma perguntinha: tomo iogurte feito em casa e agora descobri o kefir. Posso tomar kefir e continuar com meu saboroso iogurte???
Mil beijos e obrigada pela gentileza e informações!!!!

Sonia Hirsch disse...

Oi, querida, o pior que pode acontecer é soltar o intestino. Por que não experimentar? Beijo! :-)

Akira disse...

Açafrão com pimenta-do-reino é uma mistura "formidável", como me disse um especialista em medicina Ayurvedica. Disse-me ele que "ou use o Curry ou use açafrão com pimenta-do-reino, nunca o açafrão sozinho porque não é bem absorvido".
Não sei se ele seu o livro "Anticâncer" ou se isso é uma verdade entre os conhecedores da Ayurvedica...
E mais, ele tem indicado "gengibre, açafrão e pimenta-do-reino", em tempero todo dia, contra a gripe suína. (??)
Não sei se é alguma contribuição, mas essa é a receita que recebi!
Obrigado, abraço a todos e beijão a você Sonia!

Sonia Hirsch disse...

Oi, Akira,

nunca li ou ouvi dizer que alguém tenha problemas com a cúrcuma (açafrão-da-terra), mas quantas pessoas você conhece que têm problema com pimenta?

O melhor dos temperos me parece que é o bom senso!

Anônimo disse...

Bom dia Sonia!

Quando fiz a pergunta sobre curcuma não especifiquei bem seria feito o chá cozinhando a curcuma com um pedacinho de pimeta vermeha que aqui no Paraná chamamos de dedo de moça,sei que na medicina chinesa as pimentas tem finalidades específicas de cura, exceto a pimenta do reino.De qualque maneira o melhor é sempre conferir com informações confiáveis como as que temos aqui, com vc.Obrigada e abraços a todos!! nancy@reativa.com

Anônimo disse...

Ola a todos.
Por favor, onde eu poderia comprar capsulas de curcuma, de qualidade garantida ?

Sonia Hirish
Quanto a discussão da pimenta que li acima, voce mencionou um condimento chamado cominho, que pode não ser considerado pimenta, mas que segundo informações, é levemente "apimentado". Concordo que dependendo da situação o uso da pimenta do reino não seja aconselhavel.
Outra dúvida, o que é esse malasa que voce disse que utiliza. Poderia dizer como prepara ? Voce mistura ela ao curcuma ? Em que dosagens ?

Obrigado a todos...

Marcio

Sonia Hirsch disse...

Oi, Marcio, de fato se usa o mesmo nome para duas coisas diferentes, mas o açafrão-da-terra, ou cúrcuma (Curcuma longa) é o medicinal. Não sei onde você encontra as cápsulas, sempre uso em pó como tempero.

Em http://www.soniahirsch.com/2009/04/temperando-o-papo-pra-cozinhar-o-galo.html você encontra uma receita de masala com as medidas, mas isso pode variar.

Sobre dosagem, não tenho competência. Um abraço e tudo de bom!

Sonia

Anônimo disse...

Esse assunto para min é novo cúrcuma, açafrão,curry, são todos da mesma planta, eu gosto muito de saber tudo sobre plantas e tudo o que pode ser usado para o bem do nosso corpo, nossa saúde. CIBELE

Roberta disse...

Oi Sônia!

O uso constante da cúrcuma mancha os dentes e deixa a pele amarelada? Uso aparelho ortodôntico com borrachinhas brancas, e elas ficam amarelinhas, amarelinhas quando como arroz com cúrcuma! Eu até gosto, e minha ortodontista me disse que o tom do amarelo é lindo, heheh! Mesmo se você consumir a cúrcuma só uma vez na semana e escovar os dentes três vezes por dia, o tom amarelinho fica na borrachinha! O que eu ainda não sei é se os dentes vão ficando amarelados com o tempo, porque só estou consumindo a cúrcuma há uns dois meses...
Como tenho a pele meio pálida, tenho receio de consumir diariamente e ficar com a pele amarelada, como acontece quando consumimos muito caroteno da cenoura, por exemplo...

Obrigada pelos artigos e pela atenção com todos!

Beijão!

Sonia Hirsch disse...

Oi, Roberta, não tem a menor possibilidade de você ficar amarela porque come cúrcuma. O pigmento serve para tingir roupas e borrachinhas de aparelho, entre outras coisas, mas não fica na pele nem nos dentes. Pastinha de cúrcuma com água é 10 para passar em espinhas e inflamações da pele. Deixa secar, depois lava com água. Dica do dr Deepak Chopra em seu Guia de Ervas, editora Campus.

Roberta disse...

Que ótimo saber disso, Sonia! Adorei a dica da pasta de cúrcuma sobre espinhas! Vou experimentar!

Essa planta é terrivelmente milagrosa... Vai ver até que foram os ETs que a trouxeram de alguma galáxia distante... Não foi à toa que os americanos espertalhões até chegaram a patentear a cúrcuma para tratamento contra inflamação, mas a patente foi revogada por pressão do povo indiano, que usou um argumento indiscutível: já usamos a cúrcuma na Ayurveda há milênios... Essa informação é de uma fonte segura: do site da American Botanical Council.

Obrigada!

Anônimo disse...

Adorei toda essa conversa, vou usar cúrcuma diariamente. Já uso o kefir de água, que adoro. Mas garanto que cúrcuma com pimenta é ótimo, e pimenta faz muito bem para o estômago, contrariamente ao que se pensa, até para quem teve úlcera, coma a minha mãe, que adoooooora pimenta; mas sempre com muita moderação, claro! beijo!

Roberta disse...

Oi gente!

Ontem experimentei a pasta de cúrcuma sobre umas espinhas bobas que apareceram em meu queixo. Deixei por uns quarenta minutos, e senti um leve ardor na pele. Depois retirei com água, e minha pele ficou amarelada. Então passei um sabonete de argila, e ainda sobrou um vestígio amarelado. Coloquei um pouquinho de óleo de côco virgem na pele, passei um algodão por cima e saiu quase todo o tom amarelado. Hoje acordei e tive uma surpresa: as espinhas secaram, e aquelas manchinhas marrons tradicionais das espinhas recentes estavam bastante atenuadas, e não havia mais tom amarelado na pele... Como eu disse... essa planta é alienígna, gente... Só pode ser, heheheh..... :D

Beijão a todos!

Sonia Hirsch disse...

Roberta, adoro a sua animação! Olhaí, gente, experiência ao vivo e a cores - ainda que amareladas! :-)

Anônimo disse...

eu disse aí que a pimenta faz bem, mas uma observação: a que vem no curry não presta,pimenta do reino já moída faz mal, isso quer dizer que não é bom comer o curry por causa dos ingredientes ruins que vem junto. o bom é a cúrcuma, ou açafrão -da- terra. sônia, vc calça o meu número, vc é bárbara, inteligente como nunca. parabéns!!!!!

Andrea disse...

Oi, Sonia! Li em algum lugar que a curcuma só deve ser consumida como tempero que vai ao fogo. Existe algum fundamento nisso? Ela não traria os benefícios à saúde se fosse consumida, p.ex,num iogurte? Obrigada, um abração!

Sonia Hirsch disse...

Oi, Andrea, o pessoal põe chifre em cabeça de cavalo... Pode consumir sem ir ao fogo, na boa. Eu faço isso todo dia e estou aqui :-)

Anônimo disse...

Sobre misturar cúrcuma com pimenta, li ontem essa notícia:
Um estudo recente feito por pesquisadores do Comprehensive Cancer Center, da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, afirma que certas especiarias, como a pimenta preta, podem prevenir o aparecimento de câncer de mama.
Segundo os pesquisadores, a união dos compostos piperina e a curcumina, o primeiro encontrado na pimenta preta e o segundo é o principal ingrediente do curry, reduz o aparecimento de células cancerígenas e não danifica células saudáveis da mama. De acordo com os pesquisadores, por serem antioxidantes polifenóis, a curcumina e a piperina possuem anti-inflamatórios, que protegem o corpo.
Os pesquisadores afirmam que, inicialmente, a combinação de especiarias impediu a produção de novas células cancerígenas de um câncer inicial. Os pesquisadores afirmam, porém, que mais testes são necessários para identificar o real efeito das especiarias com relação ao câncer de mama.

Sonia Hirsch disse...

Perguntinha chata: qual indústria está patrocinando as pesquisas?

angela disse...

Tudo o que eu li até agora sobre a curcumina, é que, apesar de suas extraordinárias propriedades, ela tem um problema de biodisponibilidade - aparentemente, muito se perde pelo processo digestivo se ela for consumida pura.

Funciona bem nos experimentos "in vitro" de casos de câncer, por ex., mas não tem a mesma eficiência por via oral. Talvez por isso esteja sendo mais estudada nos casos de câncer do sistema digestivo, onde não é necessária a absorção sistêmica.

O estudo a que o "anônimo" se refere é "in vitro", e pode ser lido aqui. E, nesse caso em particular o estudo foi parcialmente patrocinado pela Sabinsa Corporation, who manufactures and markets phytonutrients, Ayurvedic herbal extracts and specialty fine chemicals for nutritional, pharmaceutical and food industries...

De qualquer forma, já li em vários lugares que a associação da pimenta aumenta a biodisponibilidade inicial da curcumina; mas sua absorção se iguala à curcumina pura após 1 hora. Entretanto, essa biodisponibilidade parece ser definitiamente melhorada se a curcumina for consumida dissolvida em algum tipo de gordura morna ou água morna.

O típico curry indiano, por exemplo, leva o açafrão, a pimenta e a gordura em forma de óleos de palma (dendê) ou leite de côco. Pura sinergia...

http://en.wikipedia.org/wiki/Curcumin

Sonia Hirsch disse...

Não existe típico curry indiano. Já postei sobre isso a propósito desta discussão.

angela disse...

Desculpe, Sonia - "típico" foi maneira de dizer, possivelmente pelas referências do que já comi, ou associação livre, talvez, com a referência desse artigo que cita o curry indiano como sendo feito com curcumina em base oleosa, e "spicy" devido ao uso, por exemplo, da pimenta cayena - que aliás, por si só, parece ser um medicamento poderoso. Obviamente, não para todos!

Anônimo disse...

Oi, não entendi bem o seguinte: se quiser fazer a curcuma em pó o processo é: cozinhar no vapor, fatiar, desidratar, moer e peneirar? ou: fatiar crua, desidratar, moer e peneirar? gostaria também de saber se posso usar o mesmo processo para fazer o gengibre em pó. Havia até imaginado no caso do gengibre, fazê-lo como se faz a com o polvilho da araruta, que é ralar, misturada em água, espremer bem com um pano este liquido com as partes moídas, e deixar sedimentar o pó, tirar a água,deixar secar e peneirar bem, aí temos o polvilho de araruta.

Sonia Hirsch disse...

A receita que eu conheço é cozinhar etc. Sobre gengibre, não sei; já me disseram que o princípio ativo está concentrado na casca.

Anônimo disse...

uso o curry diariamente,junto com alho,cebola,pimenta malagueta e oleo de azeite extra de oliva,está correta essa maneira pessoal de usar o curry?e a pimenta malaqueta no lugar da pimenta do reino?embora como ja percebi o curry já vem misturado com a pimenta do reino e outros,portanto não precisa necessariamen fazer a mistura que faço ?
gigi/cuiaba-mt

Sonia Hirsch disse...

E você pergunta a mim, Gigi? Como é que eu vou saber o que é melhor pra você?

Harkonnen disse...

Ola Sonia,
Vc responde perguntas feitas por email? Te mandei um ontem... meu endereço é tiago.pcosta@gmail.com
Obrigado,
Tiago

Sonia Hirsch disse...

Oi, Tiago, respondi hoje ao seu email. Ontem fiquei o dia todo sem conexão, daí a demora. Um abraço!

Anônimo disse...

Adorei seu blog. Quero saber se o açãfrãonosso (brasileiro) é o mesmo curcuma da India?

Sonia Hirsch disse...

Não, não é, e isso está explicadim no primeiro texto lá em cima...

Anônimo disse...

Já uso faz muito tempo a curcuma, que chamamos a açafrão. Tb tenho plantaçoes do mesmo.

Martin disse...

Olá, algumas pesquisas recentes informam que o curry combate o câncer de esôfago. Mas eu gostaria de saber como devo utilizá-lo para que isso funcione bem. Tem que ser diariamente? E em que tipo de alimentos? Arroz, frango, bifes, etc?

Sonia Hirsch disse...

Oi, Martin, lamento não poder ajudá-lo. Eu me dedico mais à promoção da saúde, por isso a cúrcuma tem muito espaço aqui. Talvez você tenha mais sorte se procurar respostas no mesmo lugar onde achou essas pesquisas. Ou talvez não sejam pesquisas sérias, porque curry é um condimento picante que deve ser evitado por quem tem alguma lesão nos tecidos, como é o caso do câncer no esôfago. Se é que é câncer mesmo.

Anônimo disse...

gostei muito do bolg,fiquei muito interessado em fazer uso da curcuma,mas tenho uma duvida;como comprar a verdadeira e não o açafrão brasileiro,que parece não ser a mesma?

Sonia Hirsch disse...

A cúrcuma é o açafrão-da-terra, nome latino Curcuma longa, e a brasileira é ótima. Sua dúvida se esclarece se você reler o quarto parágrafo do post.

meriziane disse...

Gostaria de saber como comprar a cúrcuma em pó.Agradeço desde já.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Meriziane, eu compro no supermercado, seção de temperos. Um abraço!

Sonia Hirsch disse...

Recebi de Ulf Bogdawa uma cópia do email abaixo, dirigido ao veterinário que atende seus animais. Ele estava às voltas com vários cistos sebáceos em sua cadela Babi e fez uso do açafrão-da-terra, que parece ter funcionado - embora também tenha usado antibiótico no início.

"Escrevo este mail para dar um feedback da Babi (golden retreiver) e sobre minhas experiências com o Tumérico ou Açafrão da Terra em relação aos cistos sebáceos em caninos.

Aquele cisto que inflamou na Babi (área bem inchada), após 4 ou 5 dias tomando o antibiótico e a pomada com compressa quente, acabou estourando. Eu espremi todo o pus que tinha (era bastante) até ter certeza de não ter mais nada (ela não expressou nehuma incomodação, portanto não deve ter sentido nada). Aquele local cicatrizou sem nehum problema e não há mais sinal de nada naquela região.

Vou relatar um pouco da impressão que eu e minha esposa temos sobre o tratamento alternativo que estamos fazendo com a Babi. Dos 5 a 7 cistos sebáceos espalhados pelo corpo, sobraram apenas 2 (e um estourou agora). Estamos dando para a Babi ha quase dois meses uma colher de chá de pó de açafrão da terra misturado com um pouco de azeite de oliva (para ser absorvido pelo corpo). Não sei se é coincidência, mas a nossa percepção é bem positiva. Talvez devas fazer experiências em outros animais para ver se o resultado confere. É que a gente fica sempre de pé atrás com o que se encontra na Internet. Mas também tem muita dica interessante e válida. Olha abaixo os links que falam sobre o tema:

http://www.earthclinic.com/Pets/cysts.html (ler o artigo do Tumeric)

http://www.vitaminstuff.com/herbs-turmeric.html "

Valeu, Ulf, obrigada pelas dicas, um abraço!

rozeni disse...

amei ter achado seu blog sonia!admiro seu trabalho.estava procurando propriedades do açafrao...seu blog e otimo.parabens.bjs.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Rozeni, bem-vinda - e volte sempre :-)

Lais disse...

Oi Sonia,
Colhi uma quantidade boa de açafçrão em minha chácara e estava a procura de informações de como armazenar- lo para consunir o ano todo. Ai achei seu blog adorei as informações.
Abraços
Hervecio Sumaré SP

Sonia Hirsch disse...

Oi, Hervecio, também vou colher o meu esta semana. Bom, né? Um abraço, volte sempre!

Evelise Allage disse...

Olá,
Esses dias colhi muito açafrão da terra. Está tudo guardado não sei usar.
Na verdade gostaria de saber se tem como desidratar para que não estrague.
Se tiver, você poderia me ensinar?
Obrigada.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Evelise, estou na mesma situação, colhendo uma quantidade grande. A orientação da Leide Cristine, da Coperaçafrão, é literalmente a seguinte: "arranquio (planta com 18 meses), lavagem dos rizomas, cozimento até vc perceber que ele está quase derretendo, secagem direta ao sol por até 20 dias. Nesse período de secagem o açafrão se reduzirá à cerca de 16% da sua produção inicial. Depois moagem."

Não sei quanto tempo vou levar para cozinhar tudo o que colher - os rizomas ainda estão debaixo da terra, mas eu plantei acho que meio carrinho de mão 2 anos atrás, então será muito açafrão! Como você vai fazer primeiro, me conta?

Sobre a moagem, não tendo um moinho de cereais, será que liquidificador serve?

Sobre não estragar, é o seguinte: não estraga. Ha anos ganhei um rizoma do ceramista e escultor Zé Andrade e botei no bolso do casaco de camurça, estava frio. Passei um ano sem usar o casaco. Quando vesti de novo, no inverno seguinte, estava lá do mesmo jeito. Plantei e hoje aquele rizoma virou uma roça...

Sonia Hirsch disse...

PS - Evelise, achei um toque da Leide em outro mail: "Esqueci de dizer que se preferir, ao invés de cozinhá-lo, poderia fatiá-lo, secá-lo e moê-lo também." Um abraço!

Sonia Hirsch disse...

Prezada Glaucia, removi seus comentários. O tipo de informação em que você se baseia para estimular as pessoas a só usarem cúrcuma com pimenta-do-reino não está clara o suficiente para mim, pois não cita fontes. Como jornalista e pesquisadora independente, dou muito valor a isso e argumento com base em autores consagrados. Sugiro que você faça o seu próprio blog para defender suas ideias. Um abraço!

Sonia Hirsch disse...

Retificando e esclarecendo melhor a quem interessar possa: O tipo de informação não fica claro. Entendo que exista interesse em produzir cápsulas que supostamente evitam o câncer, e que nessa linha de raciocínio procurem potencializar a curcumina ou facilitar sua absorção. Mas entendo também que o câncer é resultado de muitos fatores, e que não basta tomar cápsulas do que quer que seja para evitá-lo se o conjunto da obra for deficiente. Estilo de vida e de alimentação contribuem positivamente para manter a saúde e evitar que probleminhas se agravem. O organismo se corrige quando lhe é dada a oportunidade. A cúrcuma, usada com tempero, bem como alho, orégano, gengibre, tomilho, alecrim e tantos outros, contribui beneficamente. Pimenta-do-reino já é outro caso - uns podem com ela, outros não - especialmente se as mucosas intestinais estiverem inflamadas, como ocorre com a maioria das pessoas. Será que esclareci?

Evelise Allage disse...

Muito obrigada Sonia.
Pois é, minha sogra plantou o açafrão e ela faleceu há dois meses.
Agora começou a secar as folhas e somos lá xeretar, achamos muito açafrão. Colhemos metade e ainda tem pra colher.
Os outros não quiseram, mas eu tenho pena porque no quintal dela tem muita coisa boa, ai fico cuidando pra não perder. Ela tem babosa, hortelã, menta, melissa, lavanda, alecrim, guaco, salsinha, cebolinha, pimenta, tomatinho e até citronela que é tão dificil de pegar...

Sonia Hirsch disse...

Oi, Evelise, ainda bem que a nora dela faz jús à herança, né? E você viu como a folha seca da cúrcuma é cheirosa? Abração!

Anônimo disse...

anonima: gostei das informaçoes sobre a Curcuma, tenho um terreno no qual axiste essa planta, o meu cunhado disse que e bom condimento que faz bem a saude, lendo as informaçoes conclui que realmente esse condimento e valioso. Valeu a pena pesquisar! Bjos.

Anônimo disse...

Pela primeira vez colhi açafrão. Deu 3 baldes cheios. Estou fazendo minhas próprias experiências: primeiro lavei tudo. Uma pequena parte cortei em rodelas finas e coloquei num vidro. Quando estava quase cheio botei azeite de oliva. Vamos ver no que dá. Uma metade cortei em rodelas e estou pondo no sol para secar. Como está chovendo muito, vou intercalando com o forno em temperatura baixa. Depois que secar bem, vou liquidificar e peneirar pra ver se dá certo como pó. E a outra metade vou deixar só guardada. É aprimeira vez que vou consumir açafrão.
Obrigada pelas informações tão valiosas! De agora em diante sempre vou estar ligada no seu blog. Parabéns!

Sonia Hirsch disse...

Oi, colega, comecei a colher aqui também, sempre fico encantada com a quantidade de mãozinhas e dedinhos cor de açafrão... Gostei da ideia de curtir em azeite. Na cachaça também deve ser boa pra muita coisa. Depois me conta as suas aventuras com ela? Obrigada, um abraço!

cleu disse...

sonia o que voce recomenda para evitarmos o alzheimer, tenho historico na familia e gostaria de me prevenir. Obrigada e te adoro de montão !!! super bj.

Sonia Hirsch disse...

Oi, Cleu, o que eu recomendo é sempre a mesma coisa: comer bem, de tudo o que tiver boa qualidade, evitar produtos industrializados, fazer pão de fermentação caseira, adotar os probióticos e temperos bacanas como a cúrcuma...

O que se chama de alzheimer sempre existiu em certa medida, era a demência senil. Mas pessoas bem nutridas não têm. Você poderia pesquisar o perfil alimentar e comportamental das pessoas que apresentaram esse quadro para conferir.

Sem esquecer de que tratar as parasitoses previne muitos problemas, inclusive mentais. Um abraço!

Anônimo disse...

gostaria de saber se preservo as propriedade medicinais e benéficas da curcuma ao utiliza-la fritando um ovo?

Sonia Hirsch disse...

Sim, sem dúvida!

Samantha disse...

Depois que eu conheci as propriedades do Açafrão da terra eu tenho usado ele direto. Descobri na feria ecológica uma receita deliciosa de suco, ai vai a receita:

- Açafrão da terra fresco (bem pouquinho para não amargar o suco)
- Gengibre (pode colocar o dobro de açafrão)
- Um limão descascado
- Açúcar mascavo a gosto
- 500 ml de água gelada

Bater tudo no liquidificador e servir

Sonia Hirsch disse...

Oi, Samantha, eu uso e recomendo cúrcuma todo dia na comida. Mas se tiver que botar açúcar mascavo para usar, recomendo não... ;-) Abração!

Alessandra disse...

Oi Sonia, como faço para retirar mancha de açafrão da roupa branca, Obrigada Alessandra

Sonia Hirsch disse...

Ih, acho difícil. Açafrão serve para tingir roupa... Mas quem sabe, lavando, lavando e lavando, saia...

Graphiarium disse...

Oi Sonia! Que legal a forma com a qual escreves... Eu sempre que volto da Índia, vou anualmente, visto que desenvolvo roteiros naquele pais... trago muito tempero... Adoro cozinhar e adoro comida indiana...acabei de abrir um pacotinho de tumérico! e, enquanto escrevo saboreio-o... Escuta, como eu estou com uma feridinha eu queria tentar o tumérico sobre ela... me ensinas a fazer uma compressinha?

Sonia Hirsch disse...

Oi, Graphi, mistura com uma gota de azeite de oliva, é uma pomadinha ótima. Você leu em algum lugar que é bom fazer compressa de cúrcuma? Tumérico é o nome comum aí onde você vive? :-) Um abraço!

Graphiarium disse...

Oi Sonia, vou fazer sim... O azeite de oliva enaltece ainda mais as propriedades... Na verdade, eu li em algum canto da minha cabeça... Mas, se se faz tanto hoje em dia, uma pomadinha com certeza é possível também! :-) Na verdade, eu simplesmente adaptei... Vi referências que é também chamado assim após sua observação... Aqui no Rio, no supermercado tem "Açafrão da Terra" e entre parênteses "Curcuma"... Já que você é tão querida, vou te mandar uma das minhas receitas preferidas na culinária indiana... Aprendi com uma princesa! Maya, em Shaphura, um lugar perdido em direção ao Parque Nacional de Ranthambore... hospedado na casa dela, um hotel fazenda maravilhoso... http://www.shahpurabagh.com/
A sobremesa se chama Bastani-e gol-o bolbol
INGREDIENTS

* 4 tablespoons powdered sahlab or 1 cup cornstarch
* 4 cups milk
* 1 cup sugar
* 1/2 teaspoon mastic ground with a cube of sugar
* 1/4 teaspoon ground saffron dissolved in 3 tablespoons rose water
* 1/2 cup whipping cream
* 2 tablespoons slivered pistachios for decoration

INSTRUCTIONS

1. Dissolve the sahlab in 1 cup cold milk. Mix very well until the mixture is quite smooth.
2. In a large saucepan, stir the rest of the milk and sugar together and bring to a boil over medium heat.
3. Add the sahlab mixture and mastic to the warm milk in the saucepan. Simmer over medium heat, stirring constantly, until the mixture thickens. At this stage, the mixture should be slightly elastic. Remove the pan from the heat.
4. Add saffron-rose water. Mix well. Allow to cool for 2 hours. Pour the entire mixture into an ice-cream machine.
5. Follow your ice-cream machine’s directions for making ice cream (my machine takes about 1 hour and 40 minutes).
6. Pour a thin layer of whipping cream into a flat plate and place it in the freezer until a 1/4-inch frozen creamy crust forms. Remove the crust from the freezer, let it stand for 2 minutes, then break off 1/2-inch pieces of the crust and mix them with the finished ice cream. Transfer to a press-in-lid plastic container, cover, and keep in the freezer to allow the taste to develop.
7. Serve saffron ice cream in small crystal bowls; sprinkle the top with ground pistachios. Nush-e Jan!
E eu vou já substituir o açafrão por Tumérico!!! Um beijão. Stucky
www,thecharmedvoyager.com

Sonia Hirsch disse...

Agradeço, Stucky, e deve ser gostoso, mas nunca fiz nem pretendo fazer receitas com leite, creme de leite e açúcar. Meu trabalho vai na contramão. Uma compotinha de maçã, feita só com uma pitadinha de sal, pra mim tem mais valor. Um abraço!

Graphiarium disse...

P.S. O que eu comi era a base de manga... yammmy combinação manga e curcuma! :-) Amarelo + Amarelo + Por do Sol no Deserto? = Amarelices Solares!

Graphiarium disse...

OOOpppssss... Não me dei conta das propriedades nem tão indicadas dos lacticínios... Um beijao.

Anônimo disse...

Criança pode tomar mel com açafrão todos os dias?

Sonia Hirsch disse...

Todos os dias? Açafrão não tem problema, mas mel, só se for necessário...

Anônimo disse...

olá sonia, fiquei encantada c/ vc.
mais uma dica para o uso do açafrão.
tempero p/ salada:
azeite,alho,açafrão fresco ralado,limão,oregano,salsinha,manjericão fresco.
além de temperos, chás e sucos, como eu posso usar o açafrão fresco?

Sonia Hirsch disse...

Oi, A., não sou muito experiente em açafrão fresco. Uso seco, em pó, apesar de ter plantação dele no quintal. Mas você já citou acho que tudo: tempero, chá e até suco... Um abraço!

Sandra disse...

Olá Sonia, segue uma receita com cúrcuma:

Files de salmão
suco de limão
curcuma
sal
azeite de oliva
alecrim

Tempere os files de salmão com sal, em uma travessa misture a curcúma com azeite de oliva e coloque os files acrescente o alecrim. Depois é só grelhar o salmão.

Abraços,
Sandra

Victor disse...

Sônia, li agora sobre a dúvida da pimenta do reino. Sim, de fato, é super importante que se misture a cúrcuma com pimenta do reino, dissolvendo-as no azeite extra virgem. Isso porque a pimenta do reino aumenta em mais de 200 vezes a absorção da cúrcuma. Isso é de uma fonte muito segura, o livro Anticâncer do Dr. David Servan.

Sonia Hirsch disse...

Isso se você for tomar cápsulas dos cientistas de Taiwan citados por ele. Se for uma pessoa normal, que cozinha e coloca temperos na comida, não é necessário. Bah...

Anônimo disse...

Sônia,desde que descobri que meu esposo tem pressão alta passei a usar o curry, realmente é muito bom, ele se sente muito bem. obrigada porque foi atraves de suas dicas que encontrei esse tempero maravilhoso.

Lucio disse...

Qual a quantidade diaria recomendada,para ter os beneficios desejados ??..atualmente utilizo a raiz in-natura no suco matinal acompanhada de linhaca e mirtilo.

Frank disse...

olá Sônia tenho esclerose multipla ,MS (múltiple sclerosis)a aproximadamente 5 anos, sem sequelas aparentes, eu já uso canela em pó todos os dias, e vi num site muito conceituado americano que o açafrão (Safron) poderá ter efeito positivo em patologias auto-imune como acontece na EM OU MS, qual a dosagem uma pessoa normal pode usar por dia sem que haja intoxicação? aqui no brasil nas feiras o açafrão é de boa qualidade? http://translate.googleusercontent.com/translate_c?hl=pt-BR&prev=/search%3Fq%3Dnews%2Btoday%2Bmultiple%2Bsclerosis%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DG%26biw%3D1020%26bih%3D577&rurl=translate.google.com&sl=en&twu=1&u=http://www.medicalnewstoday.com/releases/237205.php&usg=ALkJrhh67PmR95jxiBMAbFck4ZotyWp22A eu colei o link onde encontrei a pesquisa MEDICAL NEW TODAY muito obrigado.

Sonia Hirsch disse...

Frank, tudo depende muito da pessoa. Você lê inglês? O site http://www.arthritistrust.org/ tem muitas informações que podem te interessar. Um abraço!

Frank disse...

a sim Sônia muito obrigado pela dica do site ai, mas gostaria de outra informação se possivel, se o açafrão em grandes doses pode ser tóxico e qual seria a quantidade necessária por dia, misturado a água, grato.

Sonia Hirsch disse...

Então, Frank, isso depende muito da pessoa. Não tenho como dar esse tipo de informação.

Ana Paula disse...

Ouvi hoje no jornal da TV Globo que o açafrão da terra (é a curcuma, né?) é ótimo para a memória, é isso mesmo?

Outra pergunta: não há problema ser consumido por quem tenha pressão alta?

Obrigada.

Sonia Hirsch disse...

Recebi um email do Ulf que copio aqui.

Prezada Sonia,

Volto a escrever após algum tempo (escrevi em 5 de abril de 2010), pois minha experiência com o tumerico teve alguns novos episódios.

Inicialmente lhe escrevi sobre o caso da minha cadela Golden "Babi". Ela tinha vários quisto sebaceos e TODOS foram eliminados após usar 1 colher de sopa de açafrão da terra e azeite de oliva na comida (1 vez ao dia).

Só que no começo deste ano nos deparamos com um câncer (mastocitoma grau II) na pata dianteira dela. (...)

Para adiantar o assunto, a Babi passa muito bem e até agora não há mais sinal do câncer. Ela continua recebendo 1 colher de cúrcuma por dia para "garantir". Na época do ápice do pavor, dávamos duas vezes ao dia. Ela nunca passou mal do estômago e suportou muito bem. Nunca fez quimioterapia!

Em anexo 2 livros que comprei que falam de modo muito interessante sobre câncer canino e suas opções (normalmente os tratamentos usados hoje em dia não curam os cães, apenas dão uma melhora na qualidade de vida). Eu os encontrei pois também falam da cúrcuma e outras maravilhas naturais que matam as células cancerígenas. Sabes como é, no desespero vale quase tudo!

Abraços,
Ulf

(Os livros anexados são Dog_Cancer_Survival_Guide.pdf e
DogCancerDiet.pdf)

Maria Luiza Babe Lavenere disse...

Soninha querida, uma amiga muito querida foi diagnosticada com o mal de alzheimer. Nunca lidei com isso, fiquei muito perturbada, sabe? Vim aqui ao blog procurar informações, encontrei algumas coisas, mas gostaria muito de saber se você me recomenda alguma leitura, ou algum método de tratamento. Obrigada, viu? Beijo pra você.
Babe

Sonia Hirsch disse...

Babe querida, sempre acho que é preciso ver se há parasitose envolvida, candidíase crônica e má alimentação. Uma pessoa que não tenha esses problemas e se alimente bem não tem como ter Alzheimer. Beijão!

Maria Luiza Babe Lavenere disse...

Ao longo da vida, não acredito que ela tenha tido uma alimentação muito saudável: sertaneja que gosta de comidas fortes; mas também não foi muito ruim. As outras coisas, teremos que investigar, claro. Você acha que uma ação assim tardia pode ainda dar algum resultado?
Tomara que sim...
Beijo e obrigada outra vez.

Sonia Hirsch disse...

Babe, tudo depende dela. E de encontrar uma pessoa, profissional, com quem ela faça uma relação de confiança. Por exemplo a Susana Ayres, aí em Brasilia, tel 61 8628-1231. Pode ajudar muito. Beijos, querida e sorte para sua amiga!

Anônimo disse...

Sônia,
Será que você poderia me ajudar a fazer uma terapia natural para aliviar dores de artrose da minha empregada. Ela sente muitas dores, não consegue dormir direito. Vive sentindo dor, os remédios não fazem efeito.

Sonia Hirsch disse...

Adoraria, Anônimo, mas não tenho competência. Em que cidade vocês estão?

Anônimo disse...

OLá Sonia ,Gostaria de saber como faço o chá de curcuma , o quanto devo utilizar e qual a dosagem por dia a ser tomada ? É necessário acrescentar pimenta para ter uma absorção melhor ? Ou somente o chá puro terá um bom resultado? Se for o caso qual a pimenta devo colocar no chá?
Obrigada
Georgiana

Sonia Hirsch disse...

Oi, Georgiana, não sei, nunca fiz chá de cúrcuma. E essa história de adicionar pimenta para facilitar a absorção tem a ver com a indústria de cápsulas, não com a tradição; foi muito discutida aqui no blog. Um abraço!

Anônimo disse...

Olá Sonia ,
Gostaria de saber como que você toma a curcuma?? Chá ou pó? O que você indica e que quantidade diária? Quero muito saber a forma mais certa de ingeri-la pois quero começar a usar .
Obrigada,
Roberto

carLa disse...

Oi!
Para tirar nódoas de açafrão, aplica-se supergel (deixar atuar uns 5 minutos) e coloca-se na máquina de lavar juntamente com a outra roupa. Não se assustem se virem o amarelinho a tornar-se vermelho:) ...depois sai:))
Obrigada pela blog, Sonia
Beijinhos

Sonia Hirsch disse...

Oi, CarLa, obrigada pela dica!

Oi, Roberto, eu uso a cúrcuma em pó: coloco no ovo quente de manhã, no arroz, nas lentilhas e feijões - onde aparecer a chance. Um abraço!

Anônimo disse...

Olá Sonia quanto tempo, tenho saudade de você dA BONS FLUIDOS sou assinante, olha eu compro produtos orgânicos, e veio cúrcuma ou açafrão da terra natural, raízes e agora não sei bem como usar, qual seria a melhor maneira, estou fazendo como costumo fazer com gengibre, ralando ou cortando em pedacinhos, ou comendo em saladas. um beijão.

Sonia Hirsch disse...

É isso mesmo, anônima, e pode usar também nas sopas, no arroz, nos feijões... Um abraço!

Nando Ventura disse...

Sonia,em primeiro lugar bom dia!
Eu acabei de ler o livro Comer Rezar Amar hoje e vim procurando aqui e no ebay pelo açafrão da terra pois no livro diz que o suco é bom para limpar os rins.Não sabia que já tinha fácil no Brasil.Moro no Rio e trabalho numa loja oriental (molhos e temperos) mas lá não tem,apenas o açafrão brasileiro amarelo.Tem um ano e meio que venho modificando a minha alimentação e durante esse tempo eu abandonei a maioria das besteiras mas ainda sou resistente a certas coisas (principalmente as amargas).Gostaria de saber se você me dá alguma dica para eu inicar com os temperos pois nunca fui de comer especiarias (nem pimenta) e quero ir devagar mas acostumando.Algumas dicas do que comprar na minha loja,ou pela internet direto da India ou Tailândia?
Obrigado pelo seu tempo.Um abraço.

roberto.lucca@gmail.com disse...

Sonia,
ótimo seu blog, muita discussão e tambem muito humor, essencial para levar a vida. Deixo meu depoimento em relação a curcuma. Utilizo ha uns cinco anos, uma porção (colher de chá) e uma pitada de pimenta preta. Convivo com celulas de cancer de colon ha 6 anos. Creio que a Curcuma me ajudou muito a viver. Meus medicos recomendam. Tem um blog que me ajudou muito.
http://margaret.healthblogs.org/life-with-myeloma/discovery-of-curcumin/
Abraços. Roberto Lucca

Sonia Hirsch disse...

A cúrcuma é ótima, a pimenta pode ser ou não. Removi um link do Anderson porque aqui interessa o que se pode comer sem efeitos colaterais. Cúrcuma todo mundo pode, pimenta poderá ou não. E as conclusões da poderosa indústria farmacêutica não precisam deste pequeno espaço reservado para o alimento natural.

Ninesh disse...

Vi uma informação sobre o uso de cúrcuma para clarear os dentes e resolvi experimentar, fiz uma pasta com um pouco de água e escovei os dentes: imediatamente ficaram MUITO brancos. Vc sabe algo ao respeito? A boca ficou com uma sensação de limpeza incrível. Claro que a escova de dentes ficou absurdamente amarela rsrsrs.

Sonia Hirsch disse...

Ninesh, adorei! Não sabia e vou experimentar já! Valeuzão, como se diz por aqui. Um abraço!

Sonia Hirsch disse...

Incrível, fantástico, extraordinário, Ninesh: pó de cúrcuma em vez de pasta de dente. A escova fica amarelinha mesmo e tem que ter cuidado com respingos no pijama, haha, mas os dentes ficam branquíssimos e, como diz você, a sensação de limpeza na boca é maravilhosa. Já vai virar post. Obrigada, um abraço!

Anônimo disse...

olá Sonia,estava pesquisando sobre os benefícios da cúrcuma e achei seu blog, adorei! estou iniciando no uso dessa maravilha,mas já me apaixonei.
abç

Denise

Isadora Franco disse...

Sonia, como faz a pasta de cúrcuma?
Só misturar o pó com agua e usar?
Como faz para obter pó de cúrcuma a partir de comprar a raiz fresca?

Aliás, recomendo: comprei a raiz fresca da cúrcuma, orgânica, e é MA-RA-VI-LHO-SA como tempero. Muito mais gostosa que ela em pó comprada, que eu cá entre nós desconfio que tenha coisas suspeitas misturadas...