segunda-feira, 7 de junho de 2010

Comer bem: Temperinho bom demaisss

Há muito tempo eu não via um temperinho assim tão bom, desses que combinam com tudo, do bacalhau ao simples inhame cozido. Diz que é de hibisco verde, mas vem tão bem acompanhado que descobrir o sabor do hibisco é um prazeroso desafio, vejam só: alho, alecrim, tomilho, orégano, manjerona, segurelha, manjericão, alfavaca, gengibre, pimenta desidratada, coentro e ácido cítrico. Serve para cozinhar ou apenas botar por cima da coisa pronta. Nham nham! O site do produtor indica as lojas que o revendem pelo Brasil afora.

45 comentários:

  1. Leonardo Araújo07/06/2010 16:14

    Oia eu aqui de novo,
    ô Sonia, a minha dieta pode ser gradual ou devemos ser radical no corte dos alimentos? Podemos ir comendo uma fruta um dia, um macarraozinho integral no outro, um arroz integral...aliado aos elementos q combatem a candida ou a dieta só começa a ter efeito qnd o corte é geral? Não digo q vou comer acuçar branco, mas chupar uma melancia, um suco de laranja, comer um fejaozinho isso em pequenas porções; esse fato comprometeria totalmente o tratamento?

    ResponderExcluir
  2. Radical por algum tempo, na minha opinião. Ficar dando o que a cândida gosta, um pouquinho aqui, um pouquinho ali, só vai aumentar a competição microbiana e piorar o seu mal estar.

    Você experimento tomar a água benta de feijão-fradinho? Tem um bom efeito, até onde pude constatar.

    Melancia pode na dieta, você não leu? Suco de laranja é letal.

    ResponderExcluir
  3. Leonardo Araújo07/06/2010 23:26

    To tomando a água benta de feijão-frandinho, vamo vê. To com dificuldade pra achar alimentos alternativos, mas to indo. O medo é enfraquecer e atrair outras doenças por conta do rigor da dieta.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Leonardo, a dieta não precisaria ser tão rigorosa se você tivesse uma orientação correta quanto ao uso moderado de pão de fermentação caseira, cereais como quínoa bem mastigados (pouco), sopa de missô não pasteurizado antes das refeições.

    Mas não tem como você enfraquecer comendo ovos, fígado e rins (os três impedem a conversão da cândida fermento em cândida micélio), carnes e muitos muitos vegetais sem ou com pouco amido, folhas verdes, abóbora etc. E usando iogurte com lactobacilos vivos ou kefir nos intervalos das refeições. O que enfraquece de verdade neste momento são os carboidratos e frutas. Não se esqueça de que é a cândida que anda por baixo de muitas outras doenças.

    Força e coragem que isso passa! Abração!

    ResponderExcluir
  5. Eeeeeeeeee, o temperozim é la da terrinha!!! Familinha vai mandar pra Fefê ca do outro lado do mar! Que bonito!!!! Ja quero experimentar!

    ResponderExcluir
  6. Ah, vi o site, tem aqui perto, em Goiânia...
    Ainda não encarei a dieta tb, mas tô me preparando para...comendo fora todo dia tá meio complicado, mas vou tentar ;)
    Tô pensando em tentar tb essa água do feijão fradinho...Sonia, vc acha q é uma boa fazer tudo isso junto, ou melhor um de cada vez? Digo, a microdose + kvass de beterraba + feijão fradingo + dieta assim q eu conseguir...afe...rsrs

    Brigadíssima mais uma vez! Bjs!!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Edith, comendo fora é escolher carne ou peixe com muitos vegetais, como se fosse pra emagrecer. Frango comercial, eca, melhor não. Pode juntar tudo, sim, porque são funções diferentes: a água do fradinho em jejum, o kvass antes das refeições (ou do jantar, ou do café e do jantar), microdose 4 x ao dia, sem problemas.

    E faltou dizer água com gotas de limão ao longo do dia, né? Só pra juntar mais uma coisa :-) Abração!

    ResponderExcluir
  8. Brigadão pela ajuda, Sonia!!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  9. Sonia, e se tiver um espacinho pra plantar, consegue sementes da GROSELIA - VINAGREIRA - HIBISCUS SABDARIFFAL nesse site:

    http://www.tabutinssementes.com.br/?gclid=CO6-rpSRk6ICFYwe7godTVFJjg

    Pra fazer chá, geléia, arroz de cuxá e pelo que nos contou, tempero! O chá dizem que faz emagrecer e é delicioso, mas será que por ter ácido tartárico piora a candidíase?...

    ResponderExcluir
  10. Gente, que site delicioso esse Sementes Tabutins!!! Uma viagem das boas :-)

    ResponderExcluir
  11. Gente, que site delicioso esse das Sementes Tabutins! Uma viagem das boas :-)

    Ácido tartárico? Nunca li nada ligando-o à candidíase. Mas a Groselha (Pereskia) é uma coisa, a vinagreira outra e o hibiscus sabdariffa, uma terceira, né não?

    ResponderExcluir
  12. Sonia, pelo que andei lendo a cândida converte açúcares em ácido tartárico. Inclusive, se não me engano, naquele livro "Sindrome fúngica", fala sobre isso. Na época que li, achei que foi a informação mais interessante do livro pra mim que conhecia um pouco do assunto.

    trecho de um texto extraído da intertet:

    "Um metabólito fúngico observado com mais freqüência é o ácido tartárico.

    Descobrimos que os adultos com fibromialgia podem ter níveis 50 vezes mais elevados de ácido tartárico do que um adulto normal.

    Candidíase crônica não são infecções fúngicas, mas as reacções às toxinas produzidas por tipo de candida levedura que proliferam no intestino."

    Eu fiquei pensando que quando iniciei a doença, tive doença na gengiva, o tártaro crescia por baixo dela... acho que pelo excesso do ácido.

    Até onde sei, aquele chá de hibisco que compramos seco, muito usado na Turquia, é o fruto da vinagreira. Se você olhar no site eles dão os 3 nomes pra planta: GROSELIA - VINAGREIRA - HIBISCUS SABDARIFFAL

    Uma outra coisa que achei bem interessante no site é semente de uma planta chamada GOJI BERRY - LYCIUM BARBARUM, veja a descrição:

    Um super alimento, conhecida também como Wolfberry. Muito usada na medicina tradicional chinesa. Melhorando a imunidade, baixando níveis de colesterol, ricos em vitaminas B1, B2, B6, E. Riquíssimo em ferro. Os frutos poderão ser consumidos in natura, passas, acompanhando granolas, sucos. Deliciosos. Ótima germinação, fácil cultivo.

    Eu estava ansiosa porque achei que ia gostar do site. Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Silvia, agora você me refrescou a memória. Li o Síndrome fúngica, mas não consigo assimilar direito as informações que envolvem muita bioquímica, acho super escorregadio o terreno porque tenho pouca formação - e vocação - para linguagem técnica. Vou ficar mais atenta.

    Tenho aqui uma planta que também é definida como groselha, a Pereskia. Também atende por ora-pro-nóbis, mas não é a baixinha suculenta, é uma trepadeira espinhenta que dá um lindo cacho de flores cor-de-rosa. A nomenclatura é outra coisa complicada, né?

    Obrigada por tudo. Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Putz, complicadíssimo, né? As vezes dá vontade de estudar mais, mas acho que depois de certa idade são tantas as áreas de interesse que fica difícil se aprofundar tanto num assunto tão complexo.

    Valeu! Ficamos ligadas. Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, Silvia, já leu isto? http://www.enzymestuff.com/epsomsalts.htm Boa noite, abração!

    ResponderExcluir
  16. Ê Ê Ê Sonia, obrigada por tanta informação boa! Apesar do voto de boa noite ainda não consegui descansar. Uma coceira interna no intestino que me deixa ligada no 220W. Estou trocando um telhado apodrecido e cheio de mofo e acho que a poeira me deixou assim. E o seu texto veio a calhar, está ajudando a suportar a noite em claro e entender um pouco mais as coisas. Eu penso que isso pode causar transtornos de comportamento em crianças, porque eu fico bem indócil quando estou atacada.
    O sal de Epson é o sal amargo, né? Caramba, bendita a sabedoria popular, eu adoro ficar fazendo esse cruzamento, o enxofre é usado também como limpeza espiritual do ambiente, coincidência? Falando em sabedoria popular queria te falar de um livro que achei bem interessante "racionalidade da sabedoria popular" do Fabio Madureira.
    E esse final-de-semana vou tentar ir lá em Águas Mornas fazer um banhinho com o sal.
    Boa noite pra você também!

    ResponderExcluir
  17. Oi, Sílvia, o sal amargo é sulfato de magnésio ou cloreto? Como te disse, me enrolo totalmente com a química, os nomes não grudam, muito menos desabrocham... Tenho há muitos anos um livro que fala nisso, Detoxification and Healing, do médico Sidney MacDonald Baker. Foi médico de família em condições precárias na África e lá aprendeu muito sobre doenças infecciosas e parasitárias. Quando voltou aos EU começou a perceber que os problemas das pessoas e principalmente das crianças era mais tóxico e parasitário do que qualquer outra coisa. E as crianças diagnosticadas como autistas comendo manteiga de amendoim direto - amendoim, um grande (infelizmente!) promotor da candidíase e de intoxicações por toxinas de fungos. Pois bem, ele foi o primeiro que li a defender os sais de Epsom, entre as refeoições (de estômago vazio), para remover ácidos.

    Vou procurar esse livro do Fabio Madureira na Estante Virtual. Obrigada, beijos, bom finde!

    ResponderExcluir
  18. Já achei e comprei. Adoro a Estante Virtual!

    ResponderExcluir
  19. Sonia, o sal amargo é sulfato de magnésio, que possui enxofre em sua molécula e o cloreto possui cloro, fiquei sabendo nessa madrugada.

    Eu tomo o cloreto em gotas, vinte gotinhas de manhã em meio copo de água, indicação do Dr. Luiz Moura.

    Na época que li o livro gostei, quero até reler pra assimilar melhor e entender umas idéias. Nem imagino o que você vai achar...

    Bom finde pra você também. Obrigada, beijos.

    ResponderExcluir
  20. Olá Sônia!
    Não encontrei o site do produtor de hibisco verde no blog. Você tem?

    Parabéns pelo blog e pelas riquíssimas informações.

    Abraço.
    Daniela Nunes - RJ

    ResponderExcluir
  21. Oi, Daniela, o link está no post, debaixo de "hibisco verde". Um abraço!

    ResponderExcluir
  22. Hibisco costuma dar "barato", o ópio é extraído dessa flor. Quem já tomou chá de hibisco, foi moda na década de 80, era chique - sabe do que eu tô falando.

    Vou provar esse marsala correndo!

    ResponderExcluir
  23. Puxa, o chá nunca me deu onda :-(

    ResponderExcluir
  24. Sorte sua... Conheço gente que tomou e achou que era Daime, viajou e vomitou!

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. Oi Juliana, moro no Campeche. Hipoglicemia era um dos sintomas que eu tinha e que só piorava até eu descobrir que era cândida, anos depois. Hoje eu não tenho mais esse sintoma, continuo bichada mas nem tanto.
    Pega o meu contato, vamos trocar figurinha. Um abraço.
    silvia.hudak@ig.com.br

    ResponderExcluir
  27. Oba, finalmente esse encontro aconteceu! Meninas, quero relatórios das boas descobertas, combinado? Beijos pra ambas!

    ResponderExcluir
  28. Combinadíssimo! Pelo menos a gente vai se entender e poder chorar as mágoas, rs. Brincadeira à parte, acho que a gente pode juntar as forças! Um radiestesista daqui disse que o subsolo de Florianópolis não é bom, alguém sabe sobre isso?
    beijos!

    ResponderExcluir
  29. Oi, Silvia, a wikipedia fala maravilhas do subsolo de Santa Catarina, num texto muito bem escrito: http://pt.wikipedia.org/wiki/Geografia_de_Santa_Catarina .

    ResponderExcluir
  30. Obrigada pelo texto Sonia. Acho que a radiestesia trata da questão energética do subsolo, mas não sei porque aqui é considerado ruim, ouvi essa mesma opinião de 2 radiestesistas. Beijos.

    ResponderExcluir
  31. É, Silvia, eu entendi, mas resolvi resistir um pouco... Como é que se pode ter uma opinião tão forte sobre toda uma região? E aí, não teria que ser ruim para todos? Conheço tanta gente perfeitamente bem em Floripa! A gente fica pensando... beijos!

    ResponderExcluir
  32. Pois é, fica difícil checar esse tipo de informação, até que ponto uma pessoa ou lugar é afetado.
    Estou relendo um livro do médico Helion Póvoa - O cérebro desconhecido - que fala sobre o sistema digestivo, você conhece? Ele tem inclusive um capítulo que fala da cândida. Beijos

    ResponderExcluir
  33. Certa vez um radiestesista foi à minha casa em Santa Teresa e disse que tinha um problema sério, um veio de água passando por baixo que não trazia coisas boas; logo me apresentou uma pequena pirâmide de metal que poderia neutralizar tudo, a um preço condigno. Comprei, coloquei, ela me acompanha até hoje, nunca está na posição correta e a vida seguiu muito bem...

    Sobre O cérebro desconhecido, li e tenho. Te ajudou em alguma coisa? beijos

    ResponderExcluir
  34. Para o caso da cândida, o livro recomenda lactobacilos e para casos mais difíceis a vacina para a dessensibilização, que é a que eu estou fazendo. Outra coisa que ele cita no livro, que é um sintoma meu e que eu não havia visto em nenhum lugar, é uma febrícula que aparece todos os dias no mesmo horário. Eu tenho isso, inclusive estou assim nesse momento já há uns 20 dias.

    Um outro livro que eu tento achar, mas não consigo é - O segundo cérebro, não achei nem na estante virtual que você indicou. Beijos.

    ResponderExcluir
  35. Oi, Silvia, a roda-viva apertou mas daqui a pouco melhora. Beijo!

    ResponderExcluir
  36. Silvia - BH12/08/2010 18:25

    O opio é uma papoula, não tem nada a ver com hibiscus.

    Este hibiscus é também conhecido como ROSELLE e Flor da Jamaica, acrescento estes aos outros nomes que a xará, Silvia, apontou.
    Numa mistura de ervas para chás pode-se perceber a presença deste hibiscus que confere linda cor rósea e um sabor ácido peculiar.

    ResponderExcluir
  37. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  38. Olá Sonia, e um grande abraço à minha amiga Silvia!
    Entrando de Portugal na vossa conversa.
    Tenho alergias a fungos de toda a natureza e à candida albicans, faço candidiase generalizada de repetição, cheguei a esta conclusão depois de ter sofrido muito e quase morrido e destruído milhares de Euros, ter estado muita vez internada e ter feito muita, mas muita pesquisa, e de levar anos a fio a ser mal diagnosticada e até operada. Durante anos formei-me neste mal, dormi muitas noites sobre o meu pc pesquisando mais e mais e junto dos médicos que aprendiam comigo e eu com eles, ainda que eu toda a vida tenha trabalhado e estudado o corpo humano e até a candida e os seus benefícios e os seus males principalmente na pele.
    Na verdade nada disso era o meu caso, nunca tinha tido nada na pele, nem comichão...mas afinal não tardei por esperar. Deixo aqui um aviso a quem faz candidiase vaginal de repetição: Não facilite pensando que seu mal é uma doença sexual, na verdade é seu sistema imunitário que está mal. Só apanha infecção por candida quem tem o sistema imunitário fragilizado, mesmo tendo relações sexuais com a pessoa infectada. Se apanhou tem de cuidar de si, mas principalmente porque seu sistema imunitário, está doente.
    Os antibióticos tiveram e têm um papel terrível neste quadro, porque destroem nosso sistema imunitário, por isso evite fazer infecções e apanhar vírus tomando com alguma frequência Extrato de Tintura de Propólis trinta gotas antes das principais refeições vinte cinco de equinácia 100% misturado em água ou sumo em durante tês meses antes da primavera e no fim do verão, evite as drogas, acredite no efeito das ervas porque eu estou de facto surpreendida. Tenho sido acompanhada por médicos da nossa medicina (tantos e de tantas especialidades que é difícil descrever), medicina chinesa, Homeopática. E bem! As temperaturas baixas no meu corpo quase me matavam, eu não andava arrastava-me, suava e sentia frio na força do Verão, as minhas pulsações quase não as encontravam, as infecções que não paravam. A MALVA era usada para dar clisteres e lavar o intestino. Para simplificar e com a minha experiência pessoal, do que estou falando, eu uso a Malva (que compro na ervanária) da seguinte maneira:
    Fervo um litro de agua, e coloco 2 colheres de sopa de malva dentro (eu compro na ervanária mas pode ser fresca e bem lavada), deixo ferver 10 minutos, deixo arrefecer e dependendo do que sinto uso.
    Exemplo: a candida faz-me fazer ficar com os olhos secos e irritados, lavo com chá de malvas três vezes ao dia, nunca uso o mesmo chá num olho e no outro. Lavo um deito fora e depois lavo o outro. Este verão vi-me aflita dos olhos com a candida, na altura do calor, nada dava efeito só o Chá de Malva fez efeito, (seja infecções de olhos como, conjuntivites, olhos secos e com ramela, comichão nos olhos, etc).
    (Continua...)

    ResponderExcluir
  39. (continuação)
    Infecções do sistema respiratório e garganta, causados ou não por candida, beber vários copos ao longo do dia (3/4 copos), lavar a pele inflamada com chá de malva, e o melhor, dar os tais clisteres com agua de malva, bem fervida depois de estar tépida, com o irrigador. Tenha bastante higiene e use 1, 1/2L de AGUA DE MALVA fervida e morna, para lavar o intestino, UMA COLHER DE AGUA
    OXIGENADA, introduza, a cânula no ânus colocando na ponta um pouco de vaselina e deixe a agua entrar no intestino, deitada no chão, de lado, sobre o lado esquerdo e a perna direita dobrada sobre a outra. Dá dor de barriga e vontade de correr para a sanita, mas tente aguentar ao maximo, tente reter a água se não conseguir vá à sanita e introduza o resto da água a seguir, tente passar o dia a sumo de cenoura e maçã, tome lactobacilos, repita os clisteres durante três dias ou quatro, um de manhã e outro à noite antes de ir para a cama, fora da hora da digestão. Pare quando se sentir melhor, mas nunca menos de três dias. A barriga fica bem melhor, menos dor, menos picadas, menos inchaço, menos gases. Nessa sequência, evite que ao fazer o clister, a água saia do intestino e corra para outros orgãos, tenha uma toalha por perto. Não é difícil, e as inflações do intestino melhoram visivelmente, já que a malva tem um poder curativo enorme. Os antigos sempre fizeram isso, não sei porque se perderam hábitos tão bons.
    Sou alérgica a fungos e depois de uma cirurgia, minhas defesas caíram, eu não me recuperava, tudo começou por dores que eu dizia articulares (não eram), já tinha problemas respiratórios constantes, um dia fiz uma bronquite que não passava( fui corrida a antibiótico e piorei), as alergias cada dia mais complicadas, a aflição na garganta (sensação de bola e pêlo) falta de ar. Ficava aqui até amanhã a escrever o que passei. Os exames nada acusavam… Até um dia em que eu chateada, com a vida e os médicos comecei a descobrir, a exigir exames e lá estavam os valores de alergia à candida albicans. Eu tive bronquite mas tive também candidiase esofágica, não tratada, não diagnosticada e as coisas complicaram. A Silvia conhece o meu quadro, faço vacina para a candida. Nunca tinha tido infecções de urinárias nem vaginais, no entanto sempre tive problemas de sinusites graves resolvidas a antibióticos, anti-inflamatórios, corticoides, que deixam de fazer efeito pela nossa medicina. A vacina é complicada, lenta, e tem de ser bem aplicada, mas sinceramente, muito se fala sobre candida, mas a causa principal de quem tem problemas de candida, de qualquer tipo é a baixa de imunidade. Esse é o principal ponto a ser cuidado. Sistema Imunitário, eu já fiz de tudo, e faço de tudo, mas dieta tem limites porque nosso organismo acaba sofrendo outros danos. Hoje como arroz, retiro algumas frutas, como carne de aves do campo, legumes, (não todos) tomo complementos (muitos) o tratamento depende de onde estou atacada porque, em mim a candida atacou internamente, não era visível, não era detectada. Hoje está onde lhe apetece. Já estive internada várias vezes uma delas com uma infecção intestinal, estive mal, mas uma coisa simples como a malva melhorou o mal estar do meu intestino. (continua...)

    ResponderExcluir
  40. (continuação)
    Tomo Kéfir que faço em casa todos os dias, faço a vacina que vem da Holanda, tomo oleo de orégão, todos os dias, acido caprílico, vit C, entre muitas outras coisas da Heels, tomei e tomo chromium, por causa da fome que a candida provoca, infecções bacterianas, têm sido mais que muitas, mas minha imunologista disse-me, que ainda bem que ela esta a atacar-me a pele, apesar de grave já que o verão foi horrivelmente quente e eu piorei, tudo indica que está a vir á superfície. Sei no entanto que cada dia existe mais pessoas a ficar a ter problemas ligados à candida e a fungos, tudo ligado às alterações climáticas e ao meio ambiente. Os médicos só conheciam estes casos nos doentes de Sida e de Cancer, daí a complicação deles não identificarem a causa, já que candida é considerada um habitante normal no nosso organismo. Eles sabem contudo, que a cada dia mais pessoas estão a morrer de infecções nos hospitais especialmente nas grandes cidades e já estão a relacionar com as alterações ambientais , mas evidente que por trás dessas infecções está a candiada.
    A pior coisa que se pode fazer quando se tem problemas de deficite imunitário é correr para um hospital. A minha imunologista considerou que os hospitais vêm a seguir aos canos de esgotos. Evitar ao máximo. As minhas melhoras têm sido lentas mas já estive pior, estive à beira da morte, o cabelo caía-me, deixei meu trabalho. Ainda vou ter muito recaídas, nunca vou ficar 100% , sei que estou a melhorar, se o clima me deixasse eu estaria curada. Só que eu estou sendo uma vitima das alterações climáticas e do mau trabalho da nossa clínica, que os nossos clínicos desenvolveram durante anos. Estou fazendo também uma vacina para evitar AS INFECÇÕES BACTERIANAS que a candida provoca nos primeiros oito dias de cada mês durante seis meses em jejum, chamado Ribomunyl via oral. Beijos grandes e boa sorte a todos espero ter ajudado e espero, continuar a poder vir aqui dizer tudo aquilo que me está de facto a ajudar, porque de concreto não existe muita coisa a dieta é bom mas não resolve a não ser que seja uma crise de menor, fiz a dieta para a candida durante anos e faço, mas não tão intensamente, pois estava a ficar magra e fraca demais, a vacina é bom mas leva muito tempo, os complementos e tratamentos homeopáticos ajudam e muito mas também não curam.
    Resultado:
    O ideal, é reunir todos os médicos e medicinas sem ser charlatões, tentar arranjar médicos que já conheçam o assunto, fazer dieta para candida em simultâneo com a Homeopatia. Abraços Grandes

    ResponderExcluir
  41. Tudo bem, Conceição, pode se espalhar à vontade, mas... não seria melhor ter postado isso tudo num post sobre candidíase? Como é que as pessoas vão te descobrir aqui?

    Sobre tudo o que você disse, vou me limitar a contestar uma só atitude: as vacinas. Se a Candida albicans faz parte naturalmente da nossa flora, como é possível vacinar-se contra ela? Um abraço!

    ResponderExcluir
  42. Oi, Sonia!
    Estou em tratamento há quase 3 meses com uma nutricionista funcional. Ela tem me dito que estou cheio de fungo, etc. Problemas na pele, fraqueza muscular intensa, memória, desânimo, tudo isso agravado depois que vivi anos na Alemanha (sem sol e muita porcariada para comer). Acontece que não estou sentindo tanta melhora com o tratamento que inclui muuuuitaaaa fruta, vegetais, folhas, ácido caprílico e vitaminas, além dos lactobacilos. As informações não batem com as suas: ela me proibiu melancia e limão por exemplo. Mas passo o dia no mamão, aveia, abacaxi, maracujá, pêssego, acerola, banana, abacate, pera, biomassa de banana...
    Se puder posicionar sua visão sobre essa dieta, por favor, me ajude.
    Muito Obrigado!

    ResponderExcluir
  43. Anônimo, o que eu tenho para ajudar é o que está publicado. E o que importa é a sua posição, não a minha. Com uma dieta correta os resultados aparecem em poucos dias. Um abraço!

    ResponderExcluir
  44. Oi Sonia, feliz ano novo! Não consegui abrir o link do tempero,tem algum Problema? Gesika

    ResponderExcluir
  45. Pra mim abriu como "site em construção", Gesika. O que também não resolve… :-(

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário ou pergunta, se quiser, mas saiba que no momento é improvável eu responder, devido a mil coisas, cursos & viagens. Também vem novidade web aí. Agradeço. Abraços, Sonia

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.