sábado, 20 de março de 2010

Dicionário da mulher: Cólicas menstruais

A pedidos, algumas dicas para lidar com elas - extraídas do meu livro Só para mulheres (e homens que gostam muito das mulheres)

Mulheres com o peso acima do normal, portanto com mais estrogênio circulando, terão produção maior de prostaglandinas, que fazem doer

Por outro lado, episódios de abuso sexual na infância e retenção da energia sexual costumam acompanhar histórias de cólicas muito fortes

Mulheres que querem negar sua feminilidade podem rejeitar a menstruação e ter cólicas

Se você usa tampões e tem cólicas, experimente deixar de usar para ver se elas continuam; além de ser inconveniente para o ecossistema vaginal, a pressão dos tampões pode ser insuportável para algumas mulheres. Os copinhos coletores que se encaixam na vagina resolvem o problema sem contraindicações (pessoais e planetárias)
 
Intestino preso também costuma aumentar a intensidade das cólicas, é importante esvaziá-lo ao menos uma vez por dia

Andar e fazer outros exercícios leves funciona muito, por aliviar a tensão na região abdominal, e roupas justas atrapalham: impedem a boa circulação sanguínea e a respiração profunda

Quando a cólica começar, deite e cubra-se. Ponha as duas mãos sobre a região dolorida e procure relaxar, de olhos fechados, respirando fundo. Imagine que o ar está chegando até o útero, recolhendo e levando embora toda a tensão quando você expira

Se puder, durma: às vezes a cólica é pura necessidade de descansar

Não esqueça das tradicionais compressas quentes na barriga! Relaxam e dão um conforto delicioso

Esse quentinho no ventre, proporcionado por aquelas ataduras de crepe que vendem em farmácia, é essencial. Não só na hora da cólica, mas sempre que você se sentir mais frágil e fria

Um copinho de vinho na hora da crise também pode ser ótimo para dilatar os vasos sanguíneos e deixar você numa boa
Cólicas crônicas? Aí devem ser tratadas como parte da tensão pré-menstrual. Quando resistem aos tratamentos deve-se ver se há endometriose, pois a dor é semelhante

Dieta: evitar as comidas frias ou geladas e as de natureza fria, como laranja, tangerina, abacaxi; ovos, algas marinhas, café, chá preto, chá mate, guaraná em pó, açúcar, sal; refrigerantes e sorvetes; e excesso de produtos animais. Se houver depressão e perda de memória, comer mais proteína de boa qualidade

Suplementos de vitamina E (100 mg três vezes ao dia, na segunda fase do ciclo) e magnésio  (100 mg quatro vezes ao dia) têm sido usados com sucesso. A vitamina E parece estimular a produção de endorfinas, substâncias analgésicas produzidas pelo próprio organismo, e o magnésio ajuda a relaxar os músculos e os vasos sanguíneos, inibindo também um tipo de prostaglandina

Como o nível de cálcio no sangue diminui 10 dias antes da menstruação, pode estar havendo uma deficiência de cálcio e magnésio que sempre deixa a gente mais nervosa. Nesse caso, experimente usar uma combinação de cálcio e magnésio (dolomita) à venda em lojas de produtos naturais. Mas é preciso diluir o pó em água morna e juntar algumas gotas de limão ou vinagre (de cidra, maçã ou arroz) para acidificar a água e forçar a liberação do cálcio. Deixe a mistura repousar meia hora e tome conforme a bula

Chás: de gengibre (fatiado e fervido por meia hora), hortelã, louro, camomila, alecrim ou artemísia (infusão)

Chineses: indicam o uso de raiz de alcaçuz e de dong quai, que são reguladores do estrogênio e da progesterona. Se uma mulher não tem estrogênio suficiente, estas raízes estimulam a produção; se o problema é estrogênio demais, elas botam o excesso para fora

Acupuntura: funciona, mas é preciso começar o tratamento antes do período menstrual

Homeopatia: Valeriana officinalis, tintura, duas doses de meia colher de chá com intervalo de vinte minutos entre ambas. Também Petasites hybridus, um relaxante muscular   

52 comentários:

  1. Olá, pessoas,

    bem, baixar o nível de estresse (ficar Zen), auto-cuidado (amor, amor, amor), praticar exercício regularmente e comer menos fez muita diferença para mim.

    Auto massagem também pode ajudar:
    * seguindo a tradicional medicina da Índia, massageie (não é pra fazer carinho, nem hematoma) o entorno dos maléolos (ãhn? São os dois ossinhos salientes do tornozelo, de dentro ou medial e de fora ou lateral), desenhando círculos no sentido horário e anti-horário. Pode usar um óleo (gosto do de babaçu) ou creme.
    Pode fazer o ciclo todo, não precisa esperar a cólica começar.

    * do-in: junte os 3 dedos de uma mão, indicador, médio e anular e use essa distância para medir sobre o osso da perna(na canela) o ponto de acupressura a partir do maléolo de dentro ou medial. Coloque seu polegar da outra mão sobre o lado de dentro do osso da canela ao lado dos outros dedos. Massageie esse ponto com o próprio polegar, usando a polpa do dedo, fazendo movimentos circulares. (Se não deu pra entender a descrição da massagem, avisa em mfesenger@terra.com.br que eu faço um vídeo e coloco o link aqui.) Quando tem ‘pobrema’, dá pra sentir um ‘morrinho’ entre a pele e o osso que vai como que ‘dissolvendo’ durante a auto-massagem. Também pode começar a fazer ontem, não espere ter a cólica. Faz um lado e o outro lado.

    Massagem-carinho com óleo aquecido/morno na altura dos rins já me trouxe bem estar.

    BeijOM,
    MaFê

    ResponderExcluir
  2. Olá Sônia!
    Obrigada por esse post! Adorei a idéia e quero experimentar!
    Mas tem um outro assunto me incomodando muito e gostaria de saber sua opinião: a questão da vacina contra a gripe suína.
    Particularmente não gostaria de tomar, primeiro porque acho que a gripe (independente do tipo) pode ser evitada com formas menos invasivas, e segundo porque achei o período da produção da vacina muito curto para já ser utilizada.
    Adoraria saber sua opinião.
    Abraços
    Thabada

    ResponderExcluir
  3. Minha opinião, Thabada, é de que cada um deve se conhecer o suficiente para saber se banca uma posição diferenciada da massa, ou não. A manobra comercial por trás dessa campanha mundial de vacinação já foi denunciada muitas vezes, inclusive aqui no blog http://www.soniahirsch.com/2009/04/gripe-suina-nao-perca-cabeca.html . Acredita quem quer. Abração!

    ResponderExcluir
  4. Olá Sônia,

    Seu post veio muito a calhar nessa noite fria e de cólicas aqui na capital baiana. Desde muito nova sofro com essas dores, além de um fluxo descontrolado, intenso. De todas as tentativas a alimentação foi a única que trouxe um referencial equilibrado para meu ciclo menstrual. Mas confesso que muito jovem não tinha a disciplina suficiente para manter a dieta muito tempo.
    Aproveito que agora tenho uma filha pequena e que todos em casa respiramos saúde para voltar ao controle que necessito. Valeu por todas as dicas, o chá de gengibre me seduziu de cara.

    A propósito adoro seu blog e replico suas indicações para todas as pessoas que gosto.

    Abraços,

    Tenille

    ResponderExcluir
  5. Valeu, Tenille! Abração pra você também!

    ResponderExcluir
  6. Sonia

    O que indicaria eu ler ou fazer para aumentar a fertilidade? Quero muito ser mãe e não consigo.
    Mariana

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mariana, dizem que comer inhame aumenta a fertilidade, mas tenho pouquíssimo conhecimento sobre esse assunto. O que sei é que, como muitas coisas, depende de vários fatores - e o subjetivo não é o menor deles. Hoje estava lendo na revista Piauí de março uma matéria sobre pessoas que sentem coceira ou dor em membros "fantasmas", que foram amputados. Uma das formas de tratamento consiste em produzir uma alteração na forma como a pessoa se vê, utilizando um espelho. Lembrei disso agora porque, já que você quer tanto, talvez tenha que parar de dizer "não consigo" - e construir um caminho que a leve ao que deseja. Boa sorte!

    ResponderExcluir
  8. Que lindo, obrigada, fiquei até emocionada...Vou me empenhar...

    Um beijo
    Mariana

    ResponderExcluir
  9. Sonia, que foto bonita e interessante...

    ResponderExcluir
  10. Oi, Luciana, é uma janelinha lá do Spa Maria Bonita...

    ResponderExcluir
  11. Bonita mesmo. Mandálica. Isso é uma coisa bem característica sua, não? Muuuitas ilustrações, algumas aparentemente sem ligação clara com os assuntos, e você sempre dá a fonte também...

    ResponderExcluir
  12. Oi, Luciana, Nietszche dizia que a arte existe para que a verdade não nos enlouqueça...

    ResponderExcluir
  13. Dicas e informações muito importantes para o nosso cuidado nos "nossos dias". Mesmo não tendo cólicas também tenho alguns desconfortos que resolvo bem com o aquecimento da barriga e chazinho de camomila, é muito relaxante e reconfortante. Isso sem falar na yoga e na acupuntura!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Sonia,
    Geralmente minha menstruação vem beleza no primeiro dia. Mas no segundo ela pára, daí vem a cólica e o pior, a dor de cabeça. Depois ela torna a descer e fica normal. Mas nessa parada às vezes minha cabeça dói muito a ponto de provocar náuseas. Vc sabe de algum chá ou alguma outra coisa que ajude nesse momento? Ou de algo para a dor de cabeça?

    Abraços e obrigada.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Jussara, o chá de artemísia, morninho, pode ajudar se você começar a tomar antes da menstruação. Essa dor de cabeça parece enxaqueca. Sugiro dar uma olhada no site www.enxaqueca.com.br, do médico Alexandre Feldman, que esclarece muita coisa. Um abraço!

    ResponderExcluir
  16. Selma Vergueiro25/04/2010 18:17

    Olá Sonia,
    leio seus artigos e livros, adoro, sou sua fã!
    Tenho uma amiga que está menstruada à três meses e não para nem com remédio. Está gorda e acho que tem caroço na tiróide. O que você pode aconselhar para o caso dela, que é muito teimosa.Um abraço

    ResponderExcluir
  17. Oi, Selma, muitas podem ser as causas desse sangramento, inclusive algum desequilíbrio na tiróide. Acho bom ouvir conselhos profissionais e fazer a avaliação adequada. Um abraço e boa sorte pra ela.

    ResponderExcluir
  18. Obrigada pelas dicas, Sonia! Vou tentar o chá de artemísia este mês e estou lendo aos poucos sobre a enxaqueca lá no site.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  19. oii... não entendi essa parte da segunda parte do ciclo (qndo é pra usar a dolomita)...
    são qntos dias antes da proxima menstruação??
    Obg!
    gostei muitoo do post!

    ;**

    ResponderExcluir
  20. Oi, Carolina, de quantos dias é o seu ciclo menstrual? Se for de 28 dias, a segunda parte é a partir do 15o dia. Se for de 32 dias, é a partir do 17o dia. Um abraço!

    ResponderExcluir
  21. oi Sonia...
    Obg por responder..
    vc sabe algum chá que reduza a quantidade do fluxo menstrual?

    ;**

    ResponderExcluir
  22. Não sei, Carolina, mas sei que o excesso de fluxo é um sintoma que pode ser tratado pela homeopatia. Pode ter significados tão diversos quanto anemia e friagem. A candidíase também dá sintomas menstruais.

    ResponderExcluir
  23. Bom estou desesperada. Ha vários meses tenho tido colicas fora do periodo menstrual. Elas vêm, duram cerca de meia hora, e passam. So que essa ultima semana, geralmente de madrugada, eu acordo com muita dor ( pior do que a do pior dia de menstruação)a dor acalma, mas nao passa. Ja fiz várias transvarginal, e hj depois de passar o dia no PS e fazer uma tumografia a medica mandou eu me acostumar com a dor: simples assim!!! Alguém me da uma luz?? uma esperança?? o que eu faço?

    ResponderExcluir
  24. desculpe-me: sou juliana(a desesperada) e moro em brasilia. Muito prazer! tenho 28 anos e nunca engravidei, por enquanto não pretendo. e boa noite

    ResponderExcluir
  25. Oi, Juliana, você pode ter um desequilíbrio hormonal, causado talvez pela candidíase. Já leu a respeito? Dá essas coisas. Mais em http://correcotia.com/mulheres/candidiase.htm . Façauma análise da sua alimentação. Se tiver muito do que acirra os fungos, é uma pista. Um abraço!

    ResponderExcluir
  26. Oi, Sonia.

    Boa noite.
    Sempre tive muitas cólicas mestruais desde a 1ª mestruação. Quando comecei a tomar pilulas elas diminuiram, mas ainda existem.
    Tenho uma curiosidade sobre a minha cólica, que é sempre do lado esquerdo da barriga. Nunca do lado direito.
    Perguntei a minha ginecologista e ela disse que poderia ter ligação com o intestino, por ele ser preso, às vezes.
    Se tiver alguma pista ficarei grata.
    De qualquer forma, obrigada pela atenção.

    Abraço, Carol

    ResponderExcluir
  27. Oi, Carol, a dor da cólica é sempre meio irradiada, então de fato pode refletir no intestino se estiver mais sobrecarregado do lado esquerdo, que é o de saída. Uma forma de apurar seria comer mais chicória, ou tomar o chá em jejum, na fase próxima à menstruação.

    Pegar friagem sempre foi fatal para mim - cabelos molhados, pés descalços, pelo que sei você pratica margulho - mas é saradona, então...

    Frangos comuns costumam provocar TPM e cólicas, bem como lácteos que tenham hormônios, mas nenhum dos dois é o seu caso.

    Karma? :-) beijos

    ResponderExcluir
  28. Olá Sonia,

    Esse post só confirma meu tratamento atual.
    Sofria de dores terriveis de cabeça antes e durante a menstruação (cólica na cabeça, 1 semana de tortura). Cheguei a ir em 10 ginecologistas e nada, até que me indicaram uma que a pessoa me disse ser milagrosa. Fui sem esperar muito e ela me deu um composto para manipulação contendo o que a Sônia indica no post e mais Vitamina B6 para os "nervos".
    Hoje não sinto mais nada de dor e fiquei mais calma, sem os acessos nervosos que a TPM dá.

    Um abraço,
    Rita

    ResponderExcluir
  29. Olá,

    Eu de novo, quando digo pessoa, quero dizer médica ginecologista.

    ResponderExcluir
  30. B6 para os nervos, Rita - e quem acaba com a nossa B6? A cândida! Um abraço!

    ResponderExcluir
  31. Olá Sonia,

    Xi! Esta eu não tinha imaginado. Essa cãndida é poderosa hein. Bem, sempre associei cândida com parte genital (coceiras) e isso já tive algumas vezes, mas não imaginava tantas outras coisas associadas e com dieta também, adorroooo um queijo. Como você sugeriu no meu primeiro post, estou lendo todo seu blog, vou reler Deixa Sair, pois quero fazer a dieta de 3 semanas assim que me recuperar (sofri um acidente, fraturei ombro e joelho e estou sem poder andar). Foi aí que te "descobri", pois acabei me ocupando com a internet. Ainda bem que o acidente me deu algo de bom, estou aprendendo muito com seus posts e comentários das perguntas que te fazem,pois me identifico com várias delas. Bem, pretendo fazer a vermifugação e a dieta da candida também. Já fui atrás de seus livros na Nobel e na Saraiva,de cadeira de rodas e com meu marido dirigindo rsrsrs, mas não tinha, não gosto de comprar pela internet,então vou ver se tem como encomendar e pegar depois, esqueci de perguntar na hora (sou TDAH). Não vejo a hora de andar e poder aplicar suas dicas.

    Um grande abraço,

    Rita - São Paulo - SP

    ResponderExcluir
  32. Olá Sonia,

    Eu de novo. Só para esclarecer, o Deixa Sair eu comprei há um tempo atrás pois gostei do título numa livraria, mas com a correria ele acabou na estante,desculpe. Com meu acidente li o livro e achei seu blog, fantástico.

    Rita

    ResponderExcluir
  33. "Sou" TDAH? Para com isso, garota. Tudo tem causa e quase tudo é tratável. Já fez o questionário da candidíase crônica? www.correcotia.com/mulheres/questionario.pdf . Tá tudo lá...

    ResponderExcluir
  34. Olá Sonia,

    Fui diagnosticada com TDAH(trantorno de deficit de atenção e hiperatividade) por um psicologo e um psiquiatra. Pelo que entendi de seu comentário, pode ser só candidiase e não TDAH, é isso?

    Abraço,

    Rita

    ResponderExcluir
  35. Oi, Rita, muita gente deixa de ter as características apontadas por esses diagnósticos quando trata as parasitoses, incluídos aí vermes e protozoários, sobre os quais você pode ler mais em www.correcotia.com/vermes. Como os exames de fezes comuns são muito medíocres e não encontram nada, às vezes as lombriguinhas ficam provocando sintomas de hiperatividade e desatenção enquanto a pessoa é diagnosticada como XYZWetc. Isso está nos livros de parasitologia, que é uma ciência médica, embora muitos médicos passem ao largo.

    ResponderExcluir
  36. Olá Sonia,

    Agradeço sua resposta, tudo isso faz muito sentido, vou continuar lendo e fazer o teste indicado. Disseram que a tal Ritalina (remédio controlado para TDAH)ia resolver bem, parte das questões e sinto que não é bem assim. Vou tentar entrar em contato com a Pastoral também.

    Um abraço,

    Rita

    ResponderExcluir
  37. Oi SH!
    O pezinho de ontem, 22jan, no Livro da Tribo 2011, é seu falando sobre as cólicas. Hoje elas vieram me visitar. Bom ler coisas que fazem sentido in e out.
    Há alguns anos atrás decidi interromper definitivamente meu ciclo menstrual em razão de TPM múltipla. Meu ginecologista me indicou uma injeção trimestral. A emenda foi pior do que o soneto. Menstruei diariamente por cerca de 1 ano. Isso mesmo, 1 ano.
    Acredito em anjos e um deles, na forma de uma amiga querida que estudou fitoterapia, me disse para fazer um chá com pau de canela,(daquela que a gente compra no mercado, na seção de tempero, mesmo)bem forte, por na geladeira e quando bem gelado, tomar meio copo 3 vezes ao dia. Só 3 vezes, não mais. FUNCIONOU!!! A menstruação foi diminuindo, diminuindo, até cessar.
    Durante 6 meses o corpo não sabia a hora de parar o sangramento, mas era só usar o chá gelado por 1 ou 2 dias e pronto!
    Estou em climatério e há meses em que o fluxo é mais intenso e o corpo ainda fica meio perdido sem parar o ciclo e aí é só usar a panacéia em forma de chá de gelado de canela em pau.
    Interessante é que sempre ouvi os benefícios da canela no sentido inverso, ou seja, para a menstruação chegar. Até já ouvi dizer que pode ser abortivo. Mas, sempre o chá QUENTE...
    Com minha tentativa diária de entender o mundo de forma holística, confirmo com isso o sentido do yin e yang.
    Um grande abraço com cheiro de canela!
    Jacilu

    ResponderExcluir
  38. Oi, Jacilu, muito interessante a sua experiência. Também só conhecia a função aquecedora da canela e nunca pensei em tomar coisas geladas para fins medicinais. Fica registrado esse aparente paradoxo. Um abração!

    ResponderExcluir
  39. Ei, Sônia

    para aliviar as cólicas menstruais, o chá de noz moscada, quentinho, é uma ótima pedida.

    Abraços e parabéns pelo trabalho!

    Simone

    ResponderExcluir
  40. Noz-moscada é uma delícia!

    O que eu noto é que todas as manobras contra cólicas envolvem aquecimento, seja pelos chás (quentinhos) de especiarias como canela e cravo ou ervas que amornam, como artemísia e louro, seja por bolsa de água quente ou faixa de algodão, lã ou seda enrolada no abdomen. Como se a cólica fosse ligada a um frio.

    ResponderExcluir
  41. Sempre volto a esse post para reler, e para ver se tem novos comentários.
    Interessante isso que vc falou, Sonia, que "as manobras contra cólicas envolvem aquecimento, como se a cólica fosse ligada a um frio".
    É exatamente isso que sinto. Já perto do dia de menstruar, começo a notar que fico mais friorenta e me dá vontade de comer alimentos quentes. Normalmente eu já não gosto de nada frio, mas nesse período alimentos naturalmente "frios", como frutas e saladas, não me apetecem. Já no dia da cólica minha barriga e pés ficam gelados, e então os chás quentinhos vêm bem a calhar; aproveito e encosto a xícara morna na barriga, dá uma sensação muito boa.

    Ainda sobre o assunto cólica e etc, no seu livro Só para Mulheres, o capitulo da TPM diz que segundo as pesquisas "um dos piores fatores de risco" são os homens. Desde a primeira vez que li esse texto, me encontrei ali, pois já teve época em que fiquei assim: a simples presença dos homens me irritava. Isso incluia meu pai e qualquer ser masculino do meu convívio, nem que fosse um colega de academia. Lembro que uma vez comentei com meu Homeopata, e ele não achou nem um pouco estranho; acho que encarou como um sintoma.
    Enfim, me lembrei disso agora e quis compartilhar. Nunca tinha ouvido falar que a convivência com os homens agravava a TPM, achava que era uma coisa apenas minha. E desde então, sei que não sou só eu. Ufa!

    PS: o porquê do convívio com eles agrava os sintomas, daria um ótimo papo. hehe

    ResponderExcluir
  42. Oi, Jussara, eu acho que a aversão pode ter a mesma fonte da atração: hormônios. Assim como a gente sempre tem desejo de transar quando está no período fértil, obedecendo à lei natural da preservação da espécie, pode rejeitar o contato quando o útero já prepara a descamação do endométrio que nutriria o ovo que não rolou. Mas isso depende muito da mulher. Tenho amigas que morrem de tesão durante a menstruação.

    Nesse aspecto, a monogamia é fator de estresse. Você ter um homem a fim quando não está a fim é um problema e tanto. E vamos mergulhando no papo, que de fato é muito bom!

    ResponderExcluir
  43. qual cha tomo iou que faço para diminuir ofluxo da mestruaçao

    ResponderExcluir
  44. Homeopatia? Regulador Xavier? Melhorar a alimentação? Tratar do fígado? Muitas coisas podem ser feitas, mas nem todas vão dar certo. Tudo depende da origem do problema. Miomas, talvez?

    ResponderExcluir
  45. A melhor coisa do Mundooo é se conhecer, conhecer receitas caseiras e naturais para seus/nossos bens e males e NÂO DEPENDER DE MÉDICO!!!! Como deixar a nossa saúde, nosso bem maior, nas mãos de pessoas (médicos) que não estão muito interessados no seu/nosso bem estar, e sim na sua agenda, nos seus honorários. Se precisamos de um médico, precisamos tb marcar consulta com antecedência, sofrer até o dia disponível e nem sempre ser bem atendida/o. São prescritos remédios que causam efeitos colaterais e cada especialidade médica prescreve um medicamento diferente que vai se sobrepondo ao outro fazendo uma verdadeira bagunça no nosso organismo, na nossa mente, na nossa alma! Assumir um compromisso com a própria saúde é um dever e, sinceramente, um prazer. Vamos anotando as recomendações da Sonia e fazer aquilo que o nosso organismo pede, temos que nos conhecer, desenvolver nossas intuições. Isso foi um desabafo. Obrigada, Sonia, por vc existir e ser tão pedagógica e paciente conosco. bjs, muitos.

    ResponderExcluir
  46. Oi Sonia! Adoro o seu blog e sempre o utilizo como uma referência no tratamento dos sintomas que tenho. Já melhorei mto de candidíase seguindo suas indicações - acho q nem tenho mais e de um caso de amebas, q tinha sido mal diagnosticado por médicos quando estava nos states. Tive mta ameba quando criança, mas de lá pra cá só esse episódio q foi bem claro ano passado. Sobre cólicas, sempre sofri mto com elas desde a menarca. Cheguei a tomar pílula para controlá las, o q até funcionou, maa notei q elas estavam manchando minha pela - c 28 anos comecei a ter uma mancha empretecida em cima dos lábios parecida com um bigode, associei ela c os hormônios e parei c a pílula mesmo os médicos me dizendo q não tinha a ver. De lá p cá a cólica foi aumentando progressivamente - primeiro era apenas um desconforto q eu, acostumada a sofrer, nem dava bola, mas agora está mais aguda que antes. Sinto meu útero se contorcendo e meus dois ovários são apertados por mãos cruéis e invisíveis. De vez enquando sinto pontadas e chego acordar de madrugada por conta da dor - e ela realmente precisa ser mto intensa pq eu tenho um sono bem pesado. Tem vezes que ela não passa nem com doses duplas de ibuprofeno. Estou desconfiando de endometriose, mas depois de tanto desprezo dos médicos acabei abrindo mão do plano e estou receosa de ir ao sua. Até pq provavelmente eles vão me receitar um tratamento hormonal e eu sei q isso não vai resolver de fato o problema, gerando outros como aconteceu agora. Eu já fico bem quentinha durante a menstruação e até antes pois sou mto friorente...meu chi é super dominante. Não tenho prisão de ventre, evito comidas industrializadas, carne como pouco, frango nunca e ovos só da roça mesmo. Tenho pouca tolerância a lactose então tb como pouco queijo.Alguma luz? Beijos e mto obrigada por criar esse espaço especial mesmo q no mundo virtual

    ResponderExcluir
  47. Oi, Larissa, uma frase sua me chamou a atenção: "sou muito friorenta". Sempre ouço dizer que o chá de artemísia funciona bem para ajudar na menstruação porque amorna. Imagino também se você poderia relaxar a musculatura lisa na hora da cólica pressionando o ponto F2, no pé. Ou se deveria tomar providências alimentares para deixar de ser friorenta - por ex, comer mais carne, menos frutas, nada cru, água quente. Mas acho que o melhor de tudo seria procurar um(a) homeopata, que geralmente tem boas abordagens para essas questões. Ou a Susana Ayres, em Brasilia, susanaayres@gmail.com. Ou o professor Jaime Brunning, que como Susana tem excelentes abordagens - www.jaimebruning.com.br .
    Sobre endometriose, diz a dra Clark que são os parasitas que levam pedacinhos do endométri para fora do útero... Abração!

    ResponderExcluir
  48. Super obrigada pelas dicas, Sonia! Pois é, depois que eu tive um mega resfriado depois de passar uma semana comendo só coisas frias pra evitar comer porcarias na hora do almoço, eu aprendi que comida fria não é mesmo pra mim! Nada como um chá quentinho pra começar e terminar o dia...vou tentar o de artemisia. Vou entrar em contato com esses doutores. Acho muito doido isso de parasitas levarem pedaços do endometrio p outros cantos...por que será que eles fazem isso? Já tô tomando um remedinho natural q comprei nos states contra essa praga. Notei que esse mês apesar de ter sido super intensa a cólica, pelo menos foi menor na duração...foi só um dia, das outras vezes ela durou uns 3 entre idas e vindas. Beijo grande

    ResponderExcluir
  49. Oi, Larissa, a dra Clark diz que muitos parasitas ficam se movimentando atrás de nutrientes, e alguns devem gostar do sangue que se acumula nas paredes do útero formando o que se chama endométrio. Ao atravessar essa parede, o parasita carregaria células do endométrio para fora. Um abraço!

    ResponderExcluir
  50. Tenho candidíase e cólicas ( dor no útero) fora do período menstrual.

    ResponderExcluir
  51. Oi Sonia

    Vou deixar pra vc e para os leitores minha experiência.
    Após anos tomando pílula sem fazer a pausa devido a fortissima dor de.cólica, cheguei a ser diagnosticada com Endometriose, mas esse ano descobri que esse tempo todo (ou mais) eu sofria se candidiase, após 2 meses de dieta radical parei de.tomar a pilula e hoje passo 5 dias menstruada sem sentir nem mesmo a dorzinha normal de toda mulher, é como se eu nem tivesse menstruada. Coceiras eu ainda tenho, estou até pensando em continuar a dieta juntamente com o.uso de.fluconazol, porém os sintomas menstruais que.eram os que.mais me entristeciam desapareceram, e estou mega feliz :)

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário ou pergunta, se quiser, mas saiba que no momento é improvável eu responder, devido a mil coisas, cursos & viagens. Também vem novidade web aí. Agradeço. Abraços, Sonia

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.